escreva emails que as pessoas querem ler

Loma Sernaiotto

skincare
lifestyle
follow me

Curiosa. Filha de Iemanjá e Xangô. Publicitária, formuladora, tatuadora. Blogueira há +15 anos.
E muito feliz em ter você aqui. 
Saiba mais!

Bem Estar
Receitas
Blogging
Viagens
leia também:

loma sernaiotto

Mais de 300 bilhões de emails são lidos todos os dias no mundo. Você sabe o que isso significa?

Pra começar, essa estatística significa que tem muita gente disputando a atenção das mesmas pessoas para quem você envia seus emails. Além disso, também significa que email ainda é a forma mais popular e eficaz de se comunicar com as pessoas na internet.

Mas, apesar da concorrência pela atenção, o email continua sendo um dos melhores canais para interagir com a sua comunidade pois independe de algoritmo e entrega das redes sociais.

Então, como você garante que seus e-mails se destaquem dentre os bilhões de e-mails que as pessoas trocam diariamente? Criando uma newsletter que as pessoas querem ler!

1. Primeiro, escolha um objetivo final

Talvez você escreva a sua newsletter por diversão. Mas quase sempre há um objetivo que você tem em mente ou uma ação que deseja que seus assinantes executem após ou durante a leitura do seu email. Você provavelmente quer que eles cliquem em um link, respondam ao e-mail, preencham uma pesquisa, cadastrem um formulário, comprem um produto ou serviço, etc.

Portanto, comece com o objetivo final do seu email e reverta o processo: escreva de forma que desperte a curiosidade e instigue seu leitor a agir.

Um objetivo claro e bem definido é capaz de orientar o processo de escrita do seu e-mail, desde a escolha do título e texto até as imagens e links.

O segredo para resultado é estratégia.

2. Escolha um objetivo por email

Eu não estou sendo redundante, mas esse item é fundamental e muita gente se esquece. Mantenha apenas UM objetivo em mente ao criar seu email e apenas ele.

O seu leitor recebe muitos emails diários e provavelmente vai ler seu conteúdo no metrô, na pausa pro café ou rapidinho antes daquela reunião das 10AM. Se você pedir para que ele clique no link, responda, compartilhe nas redes, preencha um formulário, há chances de que ele não vá fazer nadinha do que você pediu. Afinal, quem tem tempo pra tudo isso?

Por isso, ao redigir seu email, mantenha o seu único objetivo em mente: todo o email deve guiar o leitor para uma ação única.

Você já compete por atenção em uma inbox lotada, então evite competir consigo mesmo.

O segredo para conversão é foco.

3. Compromisso de consistência

Se eu ganhasse 1 real pra cada mensagem que eu recebo dizendo “mas eu não consigo manter a consistência” no que diz respeito a conteúdo digital, eu estaria milionária. Mas a real é que quanto mais consistente você for com sua newsletter, ou qualquer outro tipo de conteúdo, mais confiança você construirá com seu público e mais sua marca crescerá.

Manter consistência em qualquer hábito novo é uma tarefa muito difícil. Por isso, ao invés de dizer “seja consistente” eu digo “faça um compromisso de consistência”. Afinal, consistência tem mais a ver com compromisso e disciplina do que com criatividade.

Consistência tem muito mais a ver com compromisso & disciplina do que com criatividade.

A frequência exata de seus emails depende exclusivamente de você – sua newsletter pode ser semanal ou mensal, por exemplo. Isso varia conforme seu processo de escrita e de quanto tempo você tem livre para se dedicar a ela. Você também sempre tem a opção de aumentar ou reduzir sua frequência no futuro.

Mas neste momento, escolha o que parece possível manter a longo prazo e comprometa-se!

Eu gosto de agendar emails com uma certa antecedência no meu Flodesk, pra garantir consistência quando estou sem inspiração para escrever. Com esse compromisso em mente, você pode criar sistemas que facilitam sua produtividade e, dessa forma, evitar estresse.

O segredo para lealdade é consistência.

4. Conteúdo é rei

Na era de conteúdos e atenção curtos, um email longo e confuso não se destaca.

Portanto, tente projetar o fluxo do seu conteúdo utilizando bons recursos visuais. Isso mantém o seu público engajado e mais propenso a agir de acordo com aquele seu (único) objetivo definido. Na dúvida sobre como estruturar seu email, se pergunte:

  • As seções estão claramente marcadas?
  • A progressão de um bloco de conteúdo flui logicamente para o próximo?
  • Está claro qual ação você deseja que o leitor tome em seguida?
  • Existem oportunidades para tornar o conteúdo mais emocionante?

A formatação e design dos seus emails vão ajudar a guiar seu leitor por uma experiência visual.

Pense na sua newsletter como você pensaria ao redigir um post de blog ou a edição de um vídeo. Se você rolar o mouse nesse conteúdo que está lendo, consegue escanear as informações importantes? Vê imagens que prendem sua atenção? Sente vontade de compartilhar?

Crie a newsletter que você gostaria de ler, é infalível.

Coloque-se no lugar do seu leitor e crie o conteúdo que você gostaria de ver no mundo.

Você pode fazer o exercício de estudar as suas newsletter favoritas para entender quais componentes visuais são usados, como a estrutura (texto e design) do email é organizada, qual o tom de voz da narrativa (linguagem casual ou formal?) e etc.

O segredo para conexão é empatia.

5. Entregue valor nos seus emails

Escrever uma newsletter apenas por escrever é um desperdício, principalmente se você já cria conteúdo em outras plataformas e construiu sua comunidade. Use todo o potencial e pessoalidade dos emails para entregar valor.

Valor pode significar muitas coisas, mas eu vejo como “fazer a diferença” num sentido mais amplo. E como fazer a diferença?

  • Convide seu leitor a refletir sobre um determinado tema;
  • Ensine algo que você sabe fazer bem;
  • Inspire seu leitor a fazer algo positivo;
  • Convide seu leitor a agir;
  • Abra uma conversa sobre um tópico;
  • Ajude seu leitor com um problema;
  • Compartilhe um problema e como superou;
  • Compartilhe o trabalho dos seus leitores;
  • Crie um espaço seguro para que seu leitor se sinta compreendido;
  • Eduque seu leitor sobre um tópico;

Construir autoridade em um determinado nicho está altamente atrelado ao quanto você toca a vida do seu público e faz alguma diferença. Resumindo, para construir uma comunidade engajada com você, tenha uma estratégia, um foco, consistência e empatia.

Os 5 passos para emails que as pessoas querem ler:

  1. Estipule o seu objetivo
  2. Convide seu leitor a agir
  3. Seja consistente e compareça
  4. Crie uma conexão real
  5. Entregue valor

Faz sentido? Se pintar dúvida, comente abaixo. E se esse conteúdo entregou valor pra você, compartilhe.

Deixe seu Comentário

Deixe seu comentário

vem com

a Lominha:

leia o

blog

faça o

teste

eu falo sobre beleza com (cons)ciência na internet mais perto de você. ;)

receba meus

emails