Sernaiotto - Compartilhando pequenas felicidades

Onde encontrar as melhores imagens para o seu blog

23 de junho de 2015
Sernaiotto-imagens-para-seu-blog-2

A blogosfera possui um enorme buraco negro chamado: autoridade. Não a autoridade no sentido de poder, mas aquela que diz respeito a creditar o autor de obras. As pessoas acreditam que a internet é uma terra de ninguém: o que tá no Google, pode ser usado. Pode e não pode, amiguinhos. Entenda:

Que imagens eu posso usar?

Você pode usar todo o conteúdo que achar interessante e que for liberado para uso – simples assim. Qualquer conteúdo que não seja liberado para uso ou distribuição, não pode ser copiado. Você pode:

  • obter autorização para uso pelo próprio autor;
  • comprar um conteúdo;
  • usar conteúdos que contenham royalty free.

Por conteúdo, entenda: imagens, textos, fotos, infográficos, layouts ou qualquer coisa que foi criada / idealizada  por alguém.

Como proceder?

Por isso, no que diz respeito a imagens, recomendo sempre utilizar imagens gratuitas e liberadas para uso pessoal ou comercial. Copiar uma imagem do Google e citar a fonte como Google também é errado. Google não é autor de imagens, ele é um indexador. Assim como Pinterest, Flickr e todos esses sites que reúnem imagens de diversos autores – que podem permitir ou não o uso por ai.

A melhor forma de ilustrar seus posts é criando sua própria imagem ou, caso não se sinta habilitado, usar imagens stock gratuitas ou pagas. Eu já falei bastante sobre a importância do uso de imagens nesse post.

Fotógrafos e profissionais criativos:

Os seguintes profissionais liberam seu material para uso – com ou sem atribuição necessária (mencionei na lista os que exigem créditos).

  • Stokpic: fotografias feitas pelo Ed Gregory;
  • Gratisography: fotos de Ryan McGuire;
  • Tinyography: fotos feitas com iPhone, do mesmo criador do Gratisography;
  • Ashley Ella Design: a designer disponibilizou algumas imagens para uso com créditos;
  • Splitshire: um designer e fotógrafo italiano que libera suas imagens para uso

Sites de imagens gratuitas e livres para uso:

  • Cupcake: imagens disponíveis para uso – como quiser
  • Designerspics: uma foto em alta resolução por dia, para uso livre
  • Foodies Feed: imagens de comida grátis para uso
  • Getrefe: imagens liberadas para uso em qualquer formato;
  • ISO Republic: imagens em alta resolução para uso pessoal ou comercial
  • Jay Mantri: livres para uso
  • Kaboompics: imagens para uso pessoal ou comercial
  • Life of Pix: livres para uso
  • Magdeleine: livre para uso pessoal e comercial (apenas as fotos marcadas com CCO, ok?)
  • Morguefile: imagens para uso pessoal ou comercial
  • Pexel: 10 imagens em alta qualidade por dia
  • Photos Public Domain: fotografias lançadas em domínio público, livres para uso
  • Picography: imagens gratuitas em alta resolução;
  • Pixabay: imagens para uso pessoal ou comercial em formato digital ou impresso
  • Snapographic: imagens em alta resolução para uso pessoal ou comercial
  • Stocksnap: fotografias em alta qualidade ideal para blogueiros

Sites que enviam imagens para seu email:

Conhece algum outro banco de imagens gratuito?

Compartilhe aqui com todo mundo! Assim, esse guia fica bem completo e cheio de alternativas para todos os gostos! <3 A imagem que ilustra esse post é de autoria da Ashley Ella Design. <3

50 comentários
Tags: , .

MailChimp, o guia definitivo

10 de junho de 2015
Sernaiotto-Mailchimp-o-guia

Se tem uma dúvida que eu recebo com frequência é: como usar o MailChimp. Se você não sabe, MailChimp é uma ferramenta gratuita de envio de emails super customizável, ou seja, você pode enviar newsletters com a cara do seu blog, marca ou serviço.

É a ferramenta que eu uso – e sempre recomendo. Se você já assinou a fabulosa newsletter da Lominha, já recebeu emails que eu preparei com muito amô no MailChimp (e se você ainda não se cadastrou, eu acho que está na hora, né migo?). Envio dicas exclusivas para o seu blog, com muito carinho.

Será que devo criar uma newsletter?

Eu não tinha uma, até pouco tempo atrás e percebi que estava dando bobeira. A nossa caixa de entrada é uma coisa muito pessoal – sempre tomamos muito cuidado com aquilo que vamos receber, já que o email é uma das principais formas de contato hoje em dia – e é super chato, além de uma perda danada de tempo, ficar recebendo coisas aleatórias. É como o telefone, a gente não gosta de ficar recebendo ligação de telemarketing que empaca o nosso dia, né?

Agora, pensa comigo: disponibilizar uma ferramenta que permita contato direto com o seu leitor dessa forma é uma baita construção de relacionamento, uma vez que ele vai autorizar receber o seu conteúdo no email dele. Se ele assina, ele realmente tem interesse em te acompanhar e isso, meu amigo, é muito awesome!

Então eu deixo uma dica: disponibilize uma newsletter, desenvolva um conteúdo muito legal que complemente o seu blog – ou seja exclusivo – e deixe disponível para quem tem interesse. Não encane com isso, não fique alucicrazy com as estatísticas. Mas não esqueça de criar algo que faça valer a pena a assinatura! Dessa forma, você vai construindo sua lista aos poucos. :)

Não esqueça de ser sensato no envio dos emails: e-mail todo dia cansa!

Crie uma lista

Lista é onde todos os seus emails ficarão, ou seja, a sua lista de emails duh. Você pode ter mais de uma lista no seu MailChimp ou pode manter apenas uma lista com segmentos distintos. Eu acredito que uma lista é suficiente para blogueiros, mas vai da necessidade de cada um.

  1. Faça login no MailChimp (ou crie sua conta agorinha)
  2. Clique em Listas
  3. Clique em Criar Lista

sernaiotto-mailchimp1

  1. List name: serve apenas para fins de organização. Você pode nomear como newsletter do blog ou leitores, por exemplo. Facilita na hora de administrar varias listas, caso possua.
  2. Default from email: é aquele seu email que vai aparecer como o remetente da mensagem. Recomendo que use gmail ou seu email personalizado do blog. O meu, no caso, é o loma@sernaiotto.com – o email que uso exclusivamente para assuntos do blog.
  3. Default from name: o nome do remetente, que pode ser o seu nome, apelido ou nome do blog;
  4. Reminder: é a explicação do motivo pelo qual a pessoa está recebendo seu email. Você pode especificar, por exemplo, que a pessoa “está recebendo esse email pois se cadastrou na newsletter do meublog.com”.
  5. Adress: é o seu endereco. O MailChimp requere seu endereco por questões legais. Voce pode omitir nos emails enviados ou pode usar uma caixa postal, caso se sinta mais confortável.
  6. Notifications: é onde voce escolhe que notificações deseja receber. Eu recebo apenas um resumo no meu email (daily summary), com novas inscrições – assim como as estatísticas da minha campanha.

Para administrar a sua lista, clique em Listas e depois no nome a sua lista.

sernaiotto-mailchimp2

  • Stats: o lugar que reúne todas as suas estatísticas, como, por exemplo: quantas pessoas abriram suas campanhas, quais provedores de email elas usam e outras informações úteis que eu recomendo que fique de olho – mas que não pire com isso.
  • Manage subscribers: onde você pode criar segmentos para a sua lista. Por exemplo: um grupo de pessoas para os quais você gostaria de enviar um email especifico – sem precisar criar novas listas. Para isso:
    • Clique em Segments
    • Clique em Create Segments
    • Escolha os parametros da sua lista: selecione emails manualmente ou por data, localizacao e etc.
  • Add subscribers: te permite adicionar inscrições manualmente ou importar de um arquivo csv.
  • Sign up forms: te permite criar e customizar formulários de inscrição.
  • Settings: onde você muda suas configurações para aquela lista, como nome ou email.

Crie – e customize- formulários

Agora que você tem uma lista, precisa inserir pessoas nela – e a melhor forma de fazer isso é disponibilizando um formulário de inscrição. E muito importante ter em mente que todos os usuarios devem autorizar que seus emails sejam adicionados à sua lista – adicionar emails sem autorização é ilegal e rende processinhos.

Voce pode criar alguns tipos de formulários, como:

sernaiotto-mailchimp6

Eu recomendo bastante que use os dois primeiros formatos: o formulário geral, que permite compartilhar o link de inscrição em redes sociais, links ou emails e o formulário embedded, que é aquele que eu tenho na minha sidebar ->>

Entendendo o general form:

sernaiotto-mailchimp3

Subscribe é a única área que você vai querer mudar a princípio: nela você edita todos os passos da inscrição do seu leitor, como a página de cadastro, a página de agradecimento e etc. Você pode personalizar tudinho – mas é um trabalho que requer tempo e muita paciência RISOS

  • Sign up forms é o formulário principal para inscrição;
  • Sign up with alerts é a página que aparece quando alguém cadastra informação errada;
  • Sign up thank you page é a página de agradecimento que carrega quando o leitor assina;
  • Opt-in email é o email de confirmação da assinatura – que também é customizável;
  • Confirmation thank you page é a página que carrega quando o leitor clicar no link de confirmação do email;
  • Final welcome email é o email de boas vindas após a confirmação da inscrição (mas você pode optar por não enviar);

Criando o general form:

Escolha Sign Up Form no menu. Você pode optar por Build it, Design it e Translate it.

sernaiotto-mailchimp4

  • Build it: para editar o formato, as imagens e etc.
  • Design it: para mudar as cores, fontes.
  • Translate it: voce nao vai usar. Deixe como default.

Quando terminar de editar o seu formulário, você verá a sua URL no topo: através dela você consegue visualizar o seu form e pode enviar o endereço para que as pessoas se cadastrem.

Depois de cirar o form padrão, voce pode partir para a edição do formulário embedded.

Criando um embedded form:

Volte ao Sign up Forms e selecione Embedded Forms. Você verá 4 tipos:

sernaiotto-mailchimp5

  • Classic: formulário que requer nome e email do leitor;
  • Super slim: requer apenas o email – o mais simples;
  • Naked: quando você quer um formulario limpo para inserir o seu proprio css, ou seja, ele vem sem estilo nenhum;
  • Advanced: te dá opções para personalizar tudo – para quem manja dos paranauês;

Eu sempre uso o classic e modifico apenas a largura do form. Assim que criar o formulario, verá o código que deve copiar e colar no seu blog – em um post ou na sidebar.

Crie um template

O template é a cara da sua newsletter, o formato que seus leitores receberão no email. Se você criar um modelo fixo ou apenas um modelo para um envio único, vai ter que passar por esse mesmo processo. Por isso, eu recomendo que crie um modelo, salve e depois edite suas campanhas nele.

Clique em Templates e em Create New Template – você vai para uma página com vários layout prontos. Você pode usá-los se quiser, mas eu recomendo que crie o seu template seguindo a identidade visual do seu blog. Para isso, escolha o formato base para customizar no próximo passo.

sernaiotto-mailchimp-7

Os desenhos são bem explicativos, então facilita para escolher o seu formato base. Eu costumo usar o modelo de 1 coluna (1 column) – mas tem gente que curte manter uma coluna na lateral, de forma que lembre a sidebar do blog.

O próximo passo consiste na edição do seu layout. A tela de edição é dividida em 2 áreas: o preview da sua newsletter à esquerda e a área de edição à direita – dividida em Content e Design.

  • Content: onde você edita o conteúdo da sua newsletter, adicionando caixas de textos, imagens, botões de redes sociais, colunas e etc. Para adicionar itens, basta arrastar da edição para o preview.
  • Design: onde você edita a aparência geral do seu email, como header, body, footer, fontes, alinhamento e etc.

sernaiotto-mailchimp-8

  • Text: o conteúdo principal da sua news;
  • Boxed text: um texto dentro de uma área customizável;
  • Dividers: linhas que podem dividir as áreas do seu layout;
  • Image: bem, aqui você adiciona uma imagem;
  • Image group: imagens unidas em um grid, como 4 fotos lado a lado;
  • Image card: uma imagem com uma área para legenda;
  • Image + caption: uma imagem com texto / legenda que pode ser alinhado;
  • Social share: possibilita o compartilhamento da newsletter nas redes sociais;
  • Social follow: possibilita linkar suas redes sociais no email;
  • Buttons: para inserir botões clicáveis na newsletter;
  • Footer: é o rodapé da sua newsletter;
  • Code: permite adicionar seu próprio HTML ao layout;

Depois de editar todo o seu layout e conteúdo, clique em Save & Exit no canto inferior direito da página. Esse layout vai ficar salvo para que possa usar em futuras campanhas – como eu vou mostrar logo aqui em baixo.

Crie uma campanha

Campanha é a newsletter que você vai enviar – só que com um nome bonito. Agora que você já tem um layout pronto, pode usá-lo como base para todas as suas campanhas, modificando apenas o conteúdo principal: o texto, imagens e links. Para criar a sua campanha, basta clicar em Create Campaign no topo direito da tela.

sernaiotto-mailchimp-9

  • Regular Campaign: a campanha normal, que usamos regularmente;
  • Plain-Text Campaign: newsletter apenas em texto, sem imagens. Esse tipo de email raramente cai em spams, o que garante o recebimento. É útil para emails que não exigem imagens ou anúncios curtos de alguma novidade ou evento.
  • A/B Campaign: vai separar a sua lista em partes, muito usada por agências e grandes empresas;
  • RSS Driver Campaign: é preciso manjar dos paranauês;

A regular campaign é a mais usada e indicada para blogueiros, então é nela que vamos clicar. Ao selecionar sua campanha, o MailChimp vai pedir para que escolha a sua lista de envio. Ao escolher, terá a opção de enviar para toda a lista ou um segmento / grupo. Selecione e clique em NEXT no canto inferior direito.

sernaiotto-mailchimp-10

Na tela seguinte, é preciso preencher as informações da sua campanha. Caso a sua newsletter seja mensal, eu recomendo que nomeie a sua campanha com o mês do envio, por exemplo: news JANEIRO. Não esqueça de criar um título de email que seja cativante, senão ninguém vai clicar. Depois de preencher, bora pro next.

Na próxima tela, você pode criar um layout novo ou pode clicar em Saved Templates para selecionar o seu layout personalizado. Depois disso, edite todo o seu conteúdo.

sernaiotto-mailchimp-11

É possível visualizar como o email vai ficar no desktop e no celular antes de fazer o envio. Basta clicar em:

  • Preview and test no topo direito;
  • Enter preview mode.

Ficou bonito, ficou do agrado: clique em next novamente. A seguinte tela vai pipocar:

sernaiotto-mailchimp-12

Nessa tela você consegue conferir todos os passos anteriores. Geralmente, ela vai mostrar que você está pronto para o envio. Nesse exemplo, no entanto, ocorreu um erro: eu não editei o conteúdo da minha newsletter, mantendo o modelo padrão do MailChimp. Ele está me apontando essa falha e permitindo que eu a corrija antes de prosseguir.

Depois disso, clique em Send ou agende o envio da sua campanha em Schedule. Pronto! Você enviou um email fabuloso para todos os lindos que assinaram sua news.

Dicas

  • O título da sua campanha é tão importante quanto (ou até mais do que) o conteúdo dela – não adianta criar um email fabuloso e colocar um título meia boca que será ignorado em uma caixa de entrada movimentada. Eu já falei sobre a importância de títulos legais nesse post – e disponibilizei alguns modelos. Lembre que ele deve sempre ser: curto + clicável.
  • Para presentear os seus leitores e adicionar um atrativo a sua newsletter, ofereça um freebie:
    • um produto digital que solucione um problema, inspire, motive e seja exclusivo.
    • pode ser um ebook, um vídeo, um planner, um wallpaper, um calendário, checklists, descontos nos seus produtos – qualquer item relacionado ao tema do seu blog e de sua newsletter.
  • Você pode visualizar emails anteriores e inclusive compartilhar. Clique em Campaigns – ao lado de cada campanha, tem um botão View Report com uma setinha. Selecione essa seta e clique em View Email. Nessa página você consegue obter o link do email escolhido.

Bônus: como oferecer um freebie opt in

Lembra que eu expliquei lá em cima sobre o opt in email? Ele é o email que vai confirmar a assinatura na sua newsletter – uma espécie de boas vindas. É o momento ideal para presentear os leitores que se cadastraram e confirmaram a inscrição. Comofaz?

Desenvolva o seu freebie e hospede no seu servidor – se usar o wordpress em servidor próprio, basta fazer o upload no cpanel – se bem que Google Drive e Dropbox tão ai pra isso, né mores? Com o link do arquivo em mãos, clique em Opt In Confirmation Email na edição do seu formulário para customizar a página. Nela, insira uma imagem ou texto no qual linkará o seu freebie.

Ao receber a confirmação do cadastro, o leitor terá acesso a esse link para efetuar o download. Ele ganha um mimo feito com carinho e você ganha um leitor que vai adorar receber as suas novidades!

Ufa!

Será que pintou dúvida? Será que consegui explicar tudo? Peço desculpas pelo post gigaaaaante, mas eu preferi reunir todas as informações que tenho sobre MailChimp em um lugar só!

Você já usa o MailChimp? Usa outro serviço de newsletter? Compartilha sua experiência comigo! <3

Não esqueça de compartilhar, isso aqui deu um trabalhão RISOS

44 comentários

WOWpaper: are you really happy?

31 de maio de 2015
JUNHO-PINTEREST

Um dos maiores desafios da minha vida é sair da zona de conforto. Eu sou medrosa, sou ansiosa, sou pessimista: sempre visualizo o pior cenário que minha imaginação é capaz de criar. E até esse momento, eu tenho vivido em uma bolha confortável que me garante serenidade, paz e a certeza da segurança.

Ai, como a segurança é boa, né?

Só que por mais seguro que seja o porto, o navio não foi criado para ficar nele – como bem diz a minha mãe (beijos, mãe). Com isso em mente, resolvi aceitar desafios que me tiraram da minha bolha pessoal e confortável, e acabei descobrindo que o mundo vai MUITO além dos meus problemas pequenininhos.

MOCKUP

Baixar: 1366 x 768 | 1920 x 1080 | Phone | Tablet
Com calendário: 1366 x 768 | 1680 x 1050 | 1920 x 1080

Essa pergunta incomoda um bocado, né? Eu sei. Mas foi pensando nisso que eu criei esse wowpaper para você: olhe todo dia para o seu desktop e se pergunte onde quer chegar e o que você está fazendo por isso. Você tá atracado no porto esperando a vida passar ou está navegando por ai em busca dos seus sonhos?

O confortável é muito bom, eu sei. Mas o feliz, meus amigos, é MUITO MELHOR – por mais desafiador (e desconfortável) que seja.

Então, eu deixo essa pergunta: você está realmente feliz ou realmente confortável?

Fotografia por Sharon e o patins lindudo da Track-O-Saur

37 comentários
Tags: , , , .