0

Loma leu: Romance Moderno (Aziz Ansari)

Loma leu: Romance Moderno (Aziz Ansari)

Eu sou fã do Aziz Ansari desde quando ele interpretava o Tom em Parks and Recreation e me diverti horrores assistindo a primeira temporada de Master of None (na Netflix). Quando vi que a segunda temporada estava prestes a estrear – agora já lançou e dá para assistir inteira! – eu resolvi procurar o que mais ele tinha feito para passar o tempo até poder assistir.

Depois de pesquisar um pouco, vi que além dos stand-ups – que eu recomendo muito! – ele também havia lançado um livro chamado Romance Moderno. 

Como fazia um tempo que eu queria experimentar ouvir livros para praticar mais o inglês e simplesmente adoro a voz do Aziz – acho ela super charmosa e “fofa” de um jeito engraçado – aproveitei que o primeiro livro sai de graça na Audible e comprei a versão em inglês narrada por ele.

E nossa, foi a melhor decisão que eu poderia ter tomado porque apesar de brincar várias vezes que você é uma pessoa preguiçosa porque ele está lendo por você, o timing dele para as piadas transparece totalmente durante a leitura! Posso afirmar que várias vezes me peguei rindo alto no meio do metrô por causa de alguma piada que ele tinha feito…

Assim como muito do material de stand-up do Aziz e a própria Master of None, o livro – como o título indica – lida com temas modernos de relacionamento ao redor do mundo.

Apesar da experiência no assunto, para superar o fato de que não tinha formação acadêmica e garantir que o livro fosse bem embasado, ele chamou o sociólogo Eric Klinenberg, da prestigiada Universidade de Nova Iorque (NYU), para dar uma ajuda e o resultado final mostra bem isto.

Os dois viajaram juntos pelo globo – da Argentina até o Japão, passando pelos Estados Unidos – conduzindo pesquisas de campo e coletando dados que são apresentados ao longo do livro de uma maneira super bem explicada e fácil de entender.

O livro começa com o Aziz relatando uma experiência que teve com uma garota e como ele ficou se agoniando nos dias seguintes sobre como – e se – deveria mandar um texto ou quantos textos mandar e várias dúvidas comuns quando acabamos de conhecer alguém novo. É totalmente relacionável e muito bom saber que tanto homens quanto mulheres – independentemente da orientação sexual – estão no mesmo barco quando se trata de navegar nas águas tortuosas que permeiam romances modernos.

Depois de algumas reflexões ele passa a explicar sobre como os relacionamentos evoluíram dos anos 1950, quando as pessoas geralmente se casavam aos 20 e poucos anos com quem morava no mesmo bairro, até os dias de hoje, em que usamos aplicativos de relacionamento como o Tinder e geralmente só começamos a pensar em casar com 30 ou mais.

No decorrer do livro ele também fala sobre como as nossas expectativas em relação ao que esperar de relacionamentos mudaram nos últimos anos. Aparentemente hoje em dia só estamos dispostos a “sossegar” se encontrarmos as nossas “almas gêmeas” – seja lá o que isto significa – e esta nova barra mais alta faz com que seja mais fácil terminarmos relacionamentos por coisas que antigamente seriam consideradas “insignificantes”.

Ele também fala sobre as várias formas de casamento e os rituais diferentes ligados a eles que ocorrem ao redor do mundo, assim como o que diversas culturas esperam de um matrimônio.

Algo que me surpreendeu bastante foi o fato de que os próprios pais do Aziz – que também participam da Master of None – se conheceram através de um casamento arranjado. Sabia que as taxas de sucesso de relacionamentos assim são tão altas – ou até mesmo maiores – que a de casamentos que não foram arranjados?

A última parte do livro fala detalhadamente sobre as pesquisas de campo ao redor do mundo e como as pessoas em cada uma das culturas estudadas costuma flertar.

Não vou entrar em detalhes para não dar spoilers, mas aparentemente os franceses estão mais livres em relação a questões amorosas. Os japoneses estão com pouco tempo para se relacionar – inclusive já vi muitos documentários sobre isso, muito louco, né?

Resumindo, recomendo bastante o livro para qualquer um que queira saber um pouco mais sobre o estado das coisas em relação ao romance no século XXI. Acho que o Aziz conseguiu encontrar o equilíbrio perfeito entre um livro acadêmico e um livro para leigos. As horas que eu passei escutando foram super gostosas e passaram rápido.

Como eu disse lá em cima, comprei o Romance Moderno (“Modern Romance”) na Audible por um crédito – que saiu de graça! – mas também dá para comprar a versão em português na Amazon ou em outras livrarias brasileiras.

Você já leu esse livro? O que está lendo agora? Me recomenda um livro legal? Eu estou fazendo um desafio de ler no mínimo 1 livro por mês nesse ano e até agora eu li 4 títulos. :D

Loma

De Santos (SP) morando na Coreia do Sul. Publicitária, blogueira há 13 anos & idealizadora do ORGblog. Quer me stalkear?

12 comments

Leave a comment
  1. Carol Mancini

    22 de maio de 2017 at 10:15

    Gostei da premissa do livro, fiquei curiosa para ler. Indico dois livros (dos meus favoritos hihihi).
    Tem um da série “discworld” (que é gigante), chamado “Quando as bruxas viajam”, do Terry Preachett, que é uma crítica excelente aos “finais felizes” de todas as princesas. O outro chama “Tópicos especiais em física das calamidades” e, apesar do nome, é um romance sensacional da Marisha Pessl. Espero que goste :)

    • Loma

      22 de maio de 2017 at 22:05

      Amei as indicações! Achei que esse com bruxas seria algo mais históricos, tipo bruxas de salém hahaha tô amando literatura histórica, política e bibliografias, coisas que eu odiava há uns anos atrás. Dicas anotadas, ainda tenho muito o que ler nesse ano hahaha. Valeu!

  2. Vera

    22 de maio de 2017 at 10:36

    Lominha,
    to com esse livro tem um tempo no reader, mas sempre aparece algo que acho que soa mais ‘interessante’ na frente, sabe?
    Mesmo já tendo ouvido falar super bem dele…
    Enfim, quem sabe depois da sua resenha, eu não dê uma chance, né?

    Eu já li 26 livros esse ano! *o*
    Minha meta é de 36 :)
    beijos

    • Loma

      22 de maio de 2017 at 22:06

      Nossa, 26! Em 2016 eu li nem 3 livros e me senti mal, então bolei essa meta de ler 1 por mês. Por enquanto tô conseguindo, já li 4 e estamos no mês 5. Parabéns pela determinação hahahahaha. Me indica algum bom desses 26?

  3. Chell

    22 de maio de 2017 at 14:23

    “Sabia que as taxas de sucesso de relacionamentos assim são tão altas – ou até mesmo maiores – que a de casamentos que não foram arranjados?”

    XOKADA. Será que a pessoa que casa arranjado já sabe que terá que ceder, aceitar… coisas assim? De se pensar rsss

    Adorei a indicação, não conhecia a obra e depois de ouvir o último livro que eu li (por acaso o último post do meu blog rss) eu comecei a achor interessante audio books =D

    • Loma

      22 de maio de 2017 at 22:08

      Eu já pensei muito nisso, por ser um casamento forçado, arranjado, por razões políticas ou monetárias, o casal faz de tudo para que ele dure – mesmo infelizes. Quando a gente casa por amor e o amor acaba, a gente separa. Estatística interessante, né? Vou lá no teu blog pegar a dica do livro. <3

  4. maki

    23 de maio de 2017 at 18:22

    olha, nunca soube muito da vida do Aziz, mas fiquei MUITO empolgada para ler esse livro! amo saber como as pessoas se relacionam no mundo e como isso tem rolado atualmente, sabe? bem coisa de curiosa mesmo. vou ler com certeza… quanto a uma indicação, vou falar de um dos meus livros preferidos: Anna e o Beijo Francês, da Stephanie Perkins. é YA, mas é MUITO fofinho e marcou demais uma fase bem complicada da minha vida. amo demais ♥

  5. Daniele

    23 de maio de 2017 at 20:52

    Ahhhhhhh…. Parece ser um livro ótimo … Eu nunca tinha ouvido falar sobre esse ator … Mas depois de ler o post fiquei assim meia fã, rs … deve interpretar muito bem. Vou procurar sobre o livro.

    Daniele

    Dezesseis

  6. Ana Cláudia

    23 de maio de 2017 at 21:02

    Deve ser muito bom esse livro, mas com certeza deve ser muuuuito mais legal ouvir na voz do próprio Aziz. Preciso muito desse audiolivro! <3

  7. Bruce Azkan

    31 de maio de 2017 at 11:52

    Eu gostei do seu review, vou tentar pegar ele pela Amazon. Gostei muito do conteúdo aqui, voltarei mais vezes :)

  8. Gaby Benfatto

    30 de junho de 2017 at 20:58

    Simplesmente amazing!
    Eu não sabia desse livro dele, mas amo muito os trabalhos dele e o humor desse cara. Amei o post, super completo, faz a gente querer comprar agora.
    Apenas in love with Aziz Ansari!

  9. Rosarinho e Susana

    22 de julho de 2017 at 07:04

    Loma, obrigada por partilhares connosco esse livro! Confesso que fiquei com muita vontade de ler. Neste momento as miúdas do Armazém estão a ler Luis Sepúlveda “O velho que lia romances de amor”. Desafio proposto no nosso Clube de Leitura, “Livros à Sexta”, que arrancou no mês passado. Estamos a adorar. Caso ainda não o tenhas lido, fica aqui a recomendação. Beijos e boas leituras!

    Se quiseres saber mais sobre o nosso clube de leitura, espreita aqui: http://armazemdeideiasilimitada.blogspot.pt/2017/07/primeiro-encontro-do-clube-de-leitura.html

Leave a Comment