Por que eu estou desistindo da blogosfera?

É isso mesmo que você leu no título. Eu estou desistindo de blogar. Eu não estou dizendo que esse blog vai sumir da noite pro dia. Na verdade, eu acho que ele nem vai sumir. O que eu estou dizendo é que cada vez mais essa atividade está me trazendo desgosto.

O desgosto não acontece na hora de criar, editar e publicar. Eu amo criar, sempre amei e acho que farei isso pro resto da vida, independente do local ou plataforma. O desgosto contece depois que eu aperto o botão e o post vai ao ar. Depois que eu lanço um produto. Depois que eu inicio um projeto.

O desgosto acontece porque cada vez mais eu recebo cobranças e mais cobranças sobre as coisas que eu faço gratuitamente e por amor. Acontece porque cada vez mais eu recebo ódio, recebo cópias, recebo indícios de que o que eu tô fazendo não está mais alcançando os meus objetivos de espalhar amor na blogosfera e deixar as pessoas mais felizes.

As pessoas, elas nunca estão felizes.

Não sei se está faltando amor na internet. Eu sei que está cada vez mais difícil produzir conteúdo nesse mundo sem empatia, onde as pessoas não pensam 2 vezes antes de soltar qualquer tipo de comentário.

Eu poderia ignorar, como muitas blogueiras fazem. Sei lá, bloquear as pessoas, deixá-las falando sozinha e continuar fazendo o meu dinheiro. Mas eu não estou aqui pra isso. Pra ignorar, bloquear. Para apenas fazer dinheiro. Eu estou aqui para dar conhecimento e receber amizades. Para tratar todo mundo bem, auxiliar. Só que infelizmente o que eu tô recebendo não está mais me fazendo bem.

Eu poderia culpar as pessoas porque:

  • tem essa falsa sensação de que eu estou disponível 24h por dia para atendê-las – de graça;
  • não admitem que eu sou uma pessoa atrás do monitor – e não uma máquina impecável;
  • acham que é minha obrigação responder mais de 100 emails com dúvidas por dia – de graça;
  • esquecem que eu como, durmo, tenho afazeres, uma família, 7 cachorros, 1 cactus e 1 namorado;
  • acham que está okay copiar posts completos e publicar no blog delas;
  • reclamam quando eu solicito que removam esses posts ou quando eu as denuncio no Google;
  • acham um ABSURDO twittar o meu trabalho para obter um arquivo (que, bem, está de graça);
  • apagam esse tweet pois tem vergonha de assumir que o fizeram para obter um arquivo gratuito;
  • acham O CÚMULO eu não responder seus emails às 3am de um domingo;
  • também acham ridículo eu ter uma URL quebrada ou algum erro de português;
  • mandam dúvidas sobre meu trabalho em perfis pessoais – e em horários estranhos;
  • incomodam minha família nas redes sociais;
  • gritam para o mundo que eu as ignoro se levo mais de 1 dias para atendê-las;
  • quando pagam por algum serviço que eu resolvo cobrar, se acham no direito de me cobrar o que quiserem na hora que quiserem porque “estou pagando”;
  • exigem mais de mim do que eu estou conseguindo entregar;
  • não estão satisfeitas com o trabalho – gratuito – que eu faço e, ao invés de partirem para outros formatos de conhecimento, acreditam que podem reclamar comigo sobre qualidade;

Mas eu não vou culpar ninguém. A falha está na minha  ideia utópica de tornar o conhecimento disponível de forma gratuita para todas as pessoas. No meu mundo ideal, eu publico coisas e as pessoas acessam. Mas o mundo real é bem mais complicado e exigente do que isso.

Sabe, fazendo isso eu descobri o motivo de ninguém fazer.

Eu não tenho a intenção de virar um blog repleto de serviços pagos, sabe? Workshops pagos, cursos pagos, materiais pagos. Eu gosto de compartilhar o que eu sei sem exigir nada em troca – e todo o amor e apoio que eu recebo em troca é lucro. Mas geralmente o que eu recebo são mais exigências, cópias, reclamações. E meu amigo, isso está me cansando em níveis estratosféricos.

Estou desde 2009 fazendo isso e nunca mais me vi fazendo outra coisa. Virou a minha vida. Então eu percebi o meu erro: tornei do blog e da criação de conteúdo a minha vida e é por isso que essas cobranças me machucam muito mais do que deveriam.

  • faz tempo que não leio um livro;
  • fico aflita quando preciso passar o dia fora resolvendo coisas;
  • piro quando acaba o 3g do celular;
  • não saio para praia ou andar de patins;
  • viro noites acordada;
  • não maratonei Gilmore Girls;
  • nunca mais mexi com minhas Blythes;
  • faz tempo que não saio para fotografar lugares;
  • comecei a Yoga e parei;
  • faz tempo que não vou ao spinning;
  • nunca mais fiz um bolo ou alguma aventura na cozinha.

Tudo isso porque, no meu tempo livre, me sinto no dever de criar conteúdo, monitorar redes, responder emails e elaborar produtos criativos e gratuitos.

“Como assim, ler um livro enquanto eu poderia responder emails de dúvidas? Acumulei uns 100 na caixa de entrada essa semana porque estava fazendo a minha mudança de casa.”

OI? 

O que aconteceu comigo?

Eu sei que tenho MUITA gente me dando suporte e força. Sei que aqueles que não sabem lidar com as coisas são poucos. Mas é MUITO frustrante ter que lidar com essas pessoas que não pensam 2 vezes antes de me fazer mal, sabe? Eu não estou sabendo lidar mais com isso. Meio que cheguei no meu limite.

Posso estar absolutamente errada em dar atenção para isso tudo, posso sim. E até acho que eu estou. Mas estou numa fase muito importante da minha vida (a offline, viu?) nesse momento e não estou sabendo lidar com as cobranças digitais.

Ontem eu lancei o meu primeiro curso online, que era um sonho pra mim. Eu já efetuei a devolução do dinheiro de quem resolveu me ajudar e estou analisando se cancelo o curso.

Mas fiquem tranquilos que qualquer medida que eu tomar quanto ao curso, vou avisar por email.

As inscrições estão canceladas a partir de agora. Até porque, a turma já ultrapassou 500 alunos.

No mais, o blog ficará aqui.

Sendo o blog que eu sempre tive desde 2009: o lugar onde eu fugia da minha síndrome do pânico, o lugar onde eu fiz os meus melhores amigos na vida, o lugar onde eu aprendi a ter mais confiança em mim mesma. E agora, é o lugar onde eu aprendi a valorizar o meu tempo e a impor limites quando as coisas ultrapassam o meu bem estar.

Posts novos virão, talvez uma nova cara, talvez um novo nicho.

Mas uma única certeza: agora eu blogo pra me fazer feliz. E se você fica feliz com isso, então eu blogo pra você também. E se você não fica feliz com isso, sorry not sorry.

Eu também pediria desculpas por esse desabafo ENORME. Mas isso não vai acontecer. Eu não me desculpo mais pelas coisas que eu faço dentro do meu espaço.

Desculpa, blogosfera. Mas eu cansei de você. <3

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Eu parei de blogar quando exatamente virou uma obrigação.
    Eu achei o projeto maravilhoso, independente de você continuar com ele ou não estarei te apoiando, onde você estiver!
    Te amo, te admiro e só quero que você seja feliz =D
    Muitas luz pra ti amiga!

    • Nossa! Confesso que foi um soco na boca do estômago. Mas você esta certa. As pessoas mudaram muito, e se tornaram tão egocêntricas que ás vezes, não da vontade de olha-las na cara. Meu amor, faça aquilo que o seu coração mandar, faça o que realmente te faz bem, não pense na grana, porque um dia ela acaba.

      Se precisar, dê uns gritinhos ai 😘

  • Loma, se já sabe o que eu penso sobre isso, e que oh aqui sempre tem amor <3

    A internet nos últimos anos não entende que todo mundo tem vida pessoal, que os blogs são ORIGINALMENTE hobbies.

    Internet, deixa a gente se divertir com nossos filhos virtuais!

  • Eu não sei o que falar, Loma. Mas fico imaginando que se estivesse na sua frente e você tivesse me falado essas coisas pessoalmente, eu ia te dar um abraço demorado e depois falar: “Vamos olhar umas suculentas bonitinhas numa floricultura ou algo assim?”
    Ninguém deveria ter que saber ou precisar lidar com essas coisas. Apensa sinta-se abraçada <3

  • Estranhei o post porque ontem mesmo você havia lançado o curso de midiakit, mas agora estou entendo. Imagino como deve cansar. =( Acho que seria legal você postar quando sentir vontade de postar. Espero que você respeite seus limites e que essa fase passe logo. E aí, quando você estiver com vontade de postar, tu vem e posta! Eu não sou uma leitora ativa, mas garanto que os leitores de verdade entenderão seus motivos. Bom fim de semana pra ti. =(

  • Sinto muito, mas te entendo perfeitamente. Eu as vezes fico chateada por me dedicar tanto ao meu blog (desde 2011) e ele não ser reconhecido, mas ao mesmo tempo fico feliz ao saber que não tenho problemas com as pessoas que estão cada dia mais chatas! Sim, são chatas por achar que um espaço onde ela pode expor a opinião, vira um mar de mentiras e desrespeito.

    Eu te entendo e sinto muito mesmo, pois acredito nas coisas como você.

  • Acho muito triste e te entendo. Antes eu AMAVA fazer pôsteres pra disponibilizar no blog. Sabe pq? Pq eu queria ver a casa das pessoas alegres, com algo que elas se identificavam. Resultado? Gente pegando e VENDENDO. Pois é. Um trabalho que nem eu mesma sequer vendi., que disponibilizei de graça Então, parei, e não faço mais mesmo.

    Você tem todo meu apoio pra continuar esse trabalho maravilhoso, e acho que deveria vender sim pq o que vc faz é maravilhoso e de qualidade, muito diferente dos muitos que tem aí.

    Um beijo e um abraço em você, Lominha!

  • Bom meu blog era como “outro qualquer” quando decidir me inscrever em um concurso da revista capricho, eu era adolescente, quis participar. Então fiquei em 3º no concurso e com isso muitas visualizações no blog, que da noite para o dia se transformou em um blog famoso. Percebi então isso que você relatou, muita gente me xingando gratuitamente, xingando o blog, qualquer erro de português, como se tentassem encontrar erros para se sentirem melhor. Muita gente começou a cobrar posts, mandar e-mails e quando percebi estava vivendo para o blog e não vivendo de blog. Eu resolvi parar com tudo, sumir. Mas eu sentia muita falta de blogar e hoje voltei, mais na surdina e acho que foi a melhor coisa que fiz. Espero ter um bom reconhecimento, porém não quero ser um super blog, porque sei que não aguento essa “vida de blogueira” rs

  • Acho uma pena, muito triste a internet ter virado essa terra sem lei, sem respeito, sem bom senso. Infelizmente as pessoas não sabem aproveitar o que tem de bom. Nunca comento por aqui, mas sempre dou umas lidas, gosto muito do seu blog. Espero que essas pessoas, essas malas sem alça, aprendam a lição. E que enfim vc possa voltar a blogar com o mesmo amor de sempre :)

  • Loma, não te conheço a nível pessoal, apenas através do conteúdo que posta aqui no blog.
    Desisti de blogs por anos, porque não gostava mais como antes, e não me arrependo. Quando resolvi voltar no ano passado, adivinha só? Conheci o seu blog, e mesmo não aplicando tudo que li e aprendi contigo, sempre continuei a voltar e acompanhar as dicas, as fotos legais e as mensagens de suporte que tu dá para quem está começando ou retornando, no meu caso. E só fiquei triste ao ler esse post porque não comentei tanto quanto deveria elogiando o trabalho que você desenvolve aqui, sem cobrar nada de ninguém.
    Queria ter elogiado mais, muito mais, e estou enviando good vibes para que você afaste essa sensação ruim. As cobranças e expectativas das pessoas são delas, apenas delas. Você está fazendo o que pode e muito bem. Acredite nisso!
    Btw, queria pagar pelo curso para contribuir, só não fiz isso porque estou meio apertada financeiramente. Mas, precisando de algum apoio, estamos aí <3

  • Não sei nem o que dizer Lominha, só que te entendo e to mandando o meu abraço (mandaria pão de queijo também por sedex).
    As pessoas esquecem que blogueiro tem vida pessoal, tem mais coisas pra fazer e ficam cobrando uma coisa que era um hobby. E mesmo que hoje virou profissão de muita gente, não é porque é trabalho que tem que ser escravo uai
    Seu blog é maravilhoso, seus leitores felizes vão estar sempre por perto :)
    Beijos

  • Oi Loma,
    Olha não nego, fiquei muito triste quanto ao curso, pois estava super animada em fazê-lo. Mas te entendo completamente, e sei que quando algo vira uma obrigação, perde-se completamente o ânimo, e no fim acaba não valendo apena. Então força, faz aquilo que for preciso fazer, tem muita gente que tem carinho por ti e vai continuar por aqui, te apoiando e te acompanhando. E quem não curtir as mudanças, como você mesma disse no fim, “sorry not sorry”, esse é o seu espaço, sua casa virtual, as regras são suas.
    Forte abraço flor.
    Amanda Almeida

  • Poxa Loma =/ Que triste saber das cobranças, dos emails e de tudo mais. Aqui sempre foi um paraíso para mim e sempre gostei de ler o que você escreve, acredite ou não, me inspiro em você para ser uma pessoa melhor na internet.

    Imagino que publicar conteúdo para outras pessoas deve ser realmente difícil e complicado, as pessoas cobram, criticam, reclamam… e no fim as coisas ruins acabam pesando mais que as boas né? Se pudesse, te dava um abraço. Serve um virtual?

    Seus posts sempre ajudaram muita gente e é disso que deve lembrar e pensar! Mas se tá cansando, se tá te esgotando, acho que as coisas fugiram um pouco do controle. Acho que você deve fazer o que acha certo agora. Se isso significa dar um tempo do blog, organizar as ideias, esfriar a cabeça, nós vamos entender! Vá fazer uma maratona de Gilmore Girl e de alguma outra série que você gosta e quando você ver as coisas vão começar a ficar mais leves! Se precisar de alguém pra conversar, estamos aqui.

    Espero sinceramente que não desista do Sernaiotto, mesmo que troque de nicho, de assunto, de cara, espero que não desista daqui. Você é uma pessoa maravilhosa e a blogosfera sofreria uma grande perda se você fosse embora.

  • Pode pareer mentira, mas estou em lágrimas aqui. Queria muito ter a chance de ta perto de você e da aquele abraço e dizer que pode contar comigo. Loma, sinta-se abraçada pelos caracteres que tanto já trouxe sorrisos. Sei como é difícil fazer algo com essa obrigação e com esse sentimento , por isso te entendo e te apoio na decisão, mesmo sabendo que vou ter bastante saudade. Não consigo imaginar que tem pessoas pra fazer essas coisas que tu falou, eu vejo tanto amor, tanto carinho, que se VC não tivesse falado, nao saberia que isso acontece com VC, uma das pessoas que acompanho como se fosse uma amiga da escola, que me passa felicidade, que me ensina, que me ajudou milhares de vezes. Uma inspiração pra mim e pra várias outras pessoas. Enfim, eu sou muito sentimental e to acabado aqui por saber que comentários e atitudes ruins das pessoas fazem a gente deixar de lado algo que a gente gosta de fazer. Estamos juntos , e seja lá qual for o futuro, quero sempre ta acompanhando, participando e aprendendo. Boa sorte nos projetos, na vida, nas leituras, no cacto, muito amor e luz pra você. 💙

  • Lominha, eu te entendo. Se as vezes é foda pra mim que não blogo pra ninguém, imagina pra você que produz conteúdo absolutamente grátis pra uma caralhada de gente? É muito fácil colocar defeito em coisa que a gente não suou pra conseguir e/ou não sabe o quanto é árduo o processo pra colocar um conteúdo de qualidade como o que você coloca no ar. Todo mundo só quer mais e mais e mais, nunca é o suficiente

    Já usufrui muito dos seus planners, dicas e em tudo que você nos ensinou, mas se chegou sua época de mudar e seguir em frente, siga! Saiba que sempre te acompanharemos com muito carinho, seja lá o rumo que você decidir tomar.

    Há tempo pra tudo Lominha, seja feliz! :*

  • Oi Oi Loma.
    Faz pouquíssimo tempo que descobri o teu blog, e queria muito ter descoberto assim que comecei a minha vida no blogosfera. E sabe o que é, eu te entendo perfeitamente porque já passei por isso. A internet e a blogosfera já foi um bom lugar de se estar, mas cada dia que passa tem mais pessoas interessadas em mídia do que em ser realmente bom no que faz. Eu passei 3 anos da minha vida me dedicando completamente ao meu blog, aos meus textos, as minhas resenhas e nunca tive nenhum reconhecimento. Aí a vida me chamou a viver, pediu pra que eu parasse de me deprimir porque outras pessoas não eram capazes de entender o duro que eu dava para me dedicar a elas, e assim eu fiz.
    Retornei ao mundo dos blogs faz 2 meses e foi nesse período que conheci o teu cantinho e me apaixonei. A diferença é que voltei bem mais madura, eu não troco mais uma noite ao lado do meu noivo pra tá fazendo as coisas do blog. Eu vivo. E se o blog finalmente for como eu gostaria ótimo se não for ok. Então se dê seu tempo, viva, volte sempre que achar que irá te fazer bem, faça do blog a distração que ele deve ser e não uma obrigação. Desde já agradeço por tudo, pela ajuda, por ser amiga até de quem você não sabia que existia.

    Boa Sorte. Beijos!
    http://www.cantinhodelaluna.blogspot.com

  • Nossa, acho que tu visitou meu blog algumas vezes e nunca mais nos falamos. Entrei no post por curiosidade.

    Isso é MUITO foda. Eu lembro na época que o Sugar Dance tinha DUZENTOS comentários por post. E eu me matando pra responder tudo, vivia pro blog, e ficava o dia todo fuçada nele sem fazer nada. Sem tv, sem brincar, sem nada. E eu tinha uns 15 anos. Isso não é saudável. Lógico, o blog que eu tenho é maravilhoso pra mim e me fez escolher minha carreira (trabalho com TI e inclusive faço sites no meu trampo fixo além de atender algumas clientes antigas em off). Mas tipo, quando eu TINHA que responder, TINHA que postar, TINHA QUE FAZER TUDO isso foi me enchendo o saco muuuuuito e eu larguei. Hoje eu posto quando dá. E como to fodida com faculdade, trabalho, etc e no meio de projetos de TI grandes eu acabo n tendo tempo. Isso me dói. Mas é a melhor coisa: postar quando der e porque quer, e nao pq NOSSA SENHORA ISSO VAI ME MATAR SE EU N FIZER MEU DEUS VAO ME XINGAR

    O meu material tá ai pra ajudar. Tenho vários tutoriais, dicas, etc. Espero que seja suficiente. Se não for, life goes on.

    Seu blog é bem legal e quero fazer seu curso de midia kit hahahaha

    bjo

  • Oii Loma, não vou perguntar se esta tudo bem porque claramente não está. Mas, tenho certeza de que com a publicação deste post você ja esta se sentindo bem mais leve e aliviada de poder botar tudo isso para fora e muito antes do que você imagina as coisas vão se ajeitando, a vida vai se arrumando. Acredito que na vida precisamos realmente as vezes parar com tudo e analisar tudo que estamos fazendo… Muitas coisas fazemos “em modo automático” e tantas outras fazemos para agradar os outros… O resultado de tudo isso é que vivemos na correria e em modo de busca… busca de agradar os outros, busca de corresponder as expectativas, busca de ser melhor sempre, busca da perfeição… Enfim, nesse processo de busca eterna esquecemos de nós enxergar e até de nos valorizarmos… Sim, valorizarmos! Não te conheço pessoalmente mas já vi uma palestra sua no youtube e acompanho muito seu blog há uns meses e seguramente posso te dizer que você é uma garota incrível!! Que vence obstáculos, nos deixa intrigadas sempre a querer melhorar e nos inspira. De verdade!! Cuide de você, olhe para si, pense no que você gosta de comer, no que você quer assistir… Se dê esse tempo… E nesse tempo tenho certeza de que as pessoas ruins” vão sair da sua vida e você vai permanecer com as boas ! Amo seu blog, acho ele incrível… Desde o layout até cada conteúdo… Adoraria ter você como consultora do meu (iniciante) blog.. Quem sabe você pode se dedicar a fazer consultorias individuais (pagas)? Eu adoraria ser sua cliente !!!! De verdade…. mas só quando você se sentir pronta … foi só uma idéia mesmo! Te desejo tudo de melhor e sei que você vai achar seu jeito leve de blogar…. Sou de Santos e se quiser tomar um Starbucks para descontrair e falar sobre qualquer coisa que não seja o blog pode contar comigo!! Ps. Você voltou recentemente da Coreia ne? Com certeza essa foi mais uma grande etapa concluída que merece ser celebrada mas que deve mexer muito com o seu emocional…. Espero que você tenha pego o espirito principal do meu comentário.. o do que voce é INCRIVEL e que dará tudo certo !!! Mil beijos

  • Loma, como eu queria te dar um abraço agora. Serião. Esse teu desabafo pode ser teu, mas me fez refletir TANTO e ainda mais sobre o que faço com meus blogs atualmente também. Se torna uma obrigação e nem nos damos conta do espaço que isso “rouba” nas nossas vidas, né? Fui uma das inscritas no teu curso e, se ele precisar ser cancelado pra que tu fique bem novamente, faça isso. A alegriazinha por produzir algo nunca é a mesma quando não estamos bem de verdade e só criamos pq o mundo espera que criemos.

    Um beijo, e fica bem. <3

  • Por isso que eu sempre desisto. A pressão/cobrança explícita ou velada são sim um pé no saco. E as vezes parece tão óbvio de se “fugir” disso tudo. “Precisa blogar por amor”, “precisa ignorar as críticas destrutivas”, “precisa fazer sua própria rotina”… enquanto tudo meio que nos puxa para
    > AI MEU DEUS TEM TRÊS SEMANAS QUE NÃO POSTO
    > AI MEU DEUS BLOQUEIO CRIATIVO O QUE VOU FAZER LEITORES VÃO ME MATAR
    > AI MEU DEUS NÃO TÁ TUDO IMPECÁVEL ALINHADINHO 100% PRECISO MELHORAR
    > AI MEU DEUS O MÊS COMEÇOU E ATRASEI O PROJETO MENSAL X PROJETO SEMANAL Y PROJETO QUINZENAL J
    > AI MEU DEUS TEM GENTE INSISTINDO EM ME RIDICULARIZAR INTERNET AFORA
    > AI MEU DEUS QUEREM TIRAR MINHA CREDIBILIDADE PORQUE EU ESCREVI UM “PORQUÊ” ERRADO
    Por isso tô tentando fingir que meu quadradinho virtual é mais “final dos 00s” e procurando me importar bem menos a respeito de tudo. Loma, você com todos os posts, projetos, freebies e etecétera são incríveis. E não tem como te culpar se as vezes o peso do negativo é mais forte comparado com o carinho. A gente é sensível, pele osso cartilagem neurônios, devemos nos permitir tomar decisões fluidas. Agora sinto isso, amanhã não sinto mais, depois fazer x parece mais certo… E independente do quanto tentarem te sabotar, lembra, mulher, que não tá fazendo NADA de errado. É de intenção e ação super amor.
    Beijo <3

  • Lominha, seu blog é espetacular, sempre admirei sua dedicação e o amô que você espalha pela rede.
    Não ligue para essa galera sem noção, garanto que você tem muito mais admiradores leais, que mesmo que não escrevam sempre, lhe amam.

  • Loma, não nos conhecemos, mas vou escrever sobre os resultados de algumas experiências durante os meus quarenta e um anos. Em qualquer profissão, local de trabalho, ou sei lá o quê se tiver ser humano, dá problema. Sei o que é síndrome do pânico e ganhei de presente do meu antigo trabalho (pedagoga, concursada, chefe de equipe) uma fobiazinha social.
    Confesso que apesar de estar com mais frequência na blogosfera desde 2014, esse ano começou diferente. Mas como tem ser humano na jogada, já viu. A pessoa se aproximou de mim por achar que estou faturando horrores e tenho muitos seguidores e depois que conseguiu ajuda na divulgação do seu novo blog, simplismente me ignora. E ainda posta frases sobre amigas.
    Ia tirar o meu blog do ar esse ano e ficar só com o youtube e as outras redes sociais, mas fiquei animada e continuei.
    Agradeço muito a você porque consulto sempre as suas dicas, acho o seu trabalho fantástico. Vivemos em uma cultura em que as pessoas têm prazer de ver o próximo na pior, chateado. Já fui odiada pessoalmente e abertamente no meu local de trabalho e dói muito, ainda mais quando se coloca energia, amor e tempo no ofício.
    Respeito o seu momento, já tive vários assim em diferentes situações da minha vida. Aprendi que ninguém tem o direito de invadir a nossa vida. Descanse. Tire um tempo pra você. Livre-se de toda essa inveja que foi direcionada ao seu trabalho. São pessoas medíocres. Agora, esses vermes travestidos de gente vão procurar a próxima vítima.
    Se a sua decisão for definitiva, será uma grande perda. Eu penso na qualidade e não na quantidade. Isso me agrada muito no seu blog. Mas sempre temos que nos salvar primeiro , pra depois ajudar alguém. Cuide-se. Esse povo tem que aprender a se virar. Querem tudo de mão beijada e são abusivos.
    Você tem contribuído muito pra que eu consiga prosseguir com o blog.

  • Eu não sei o que dizer como leitora fantasma que, a partir de você, sabe como ministrar direitinho uma oficina de Web Design e Análise de Midias Sociais. Aprendi muito com seu trabalho e, com isso, sou uma padawan nesse rolê, mas continuo aprendendo e crescendo. Porém, a base, sempre foi você e a Drika. Mas tá aqui um abraço. *abraço* ):

  • cara… vc tah certíssima… as pessoas só cobram… eu nem tenho um blog grande como o seu e nem disponibilizo conteúdo assim pras pessoas, e eu jah recebo muitas cobranças e passo por coisas desnecessárias… imagina você…
    chegamos numa época que ninguém tá feliz com nada, ninguém tá satisfeito com nada, as pessoas não têm limites e se acham no direito de fazer tudo… infelizmente a cultura brasileira ainda tem o jeitinho, né? todo mundo quer dar um jeitinho, tirar uma vantagenzinha aqui e ali pra ser mais esperto que o outro… e pra isso passa por cima, massacra, copia, infringe regras, se acha no direito de cobrar uma coisa que é de graça e vc deveria estar agradecido por alguém legal disponibilizar pra vc… enfim… estou triste por vc estar encerrando esse ciclo, afinal de contas, eu gosto muito do seu blog e sou uma pessoa que aprendo muito com seus posts, mas, entendo seu ponto de vista e respeito… tudo na vida tem q ser por amor e prazer, se não for assim, não vale a pena <3
    bjos

  • Luma, por que você não fica só com o ORG Blog? Faz um esquema para criadores e conteúdos pagarem mensalmente, e terem acesso. Nem que seja um valor bem baratinho!

    Público você já tem, você é referencia pra muita gente!
    Você poderia criar uma comunidade SUA, paga, onde as pessoas terão que dar valor ao seu trabalho, assim como o Flávio Augusto tem uma comunidade para empreendedores que são assinantes mensais!

  • Olá de Portugal!
    Fiquei triste com o seu post, já há muito que sigo o seu blog e já me inscrevi para o curso.
    Achei a iniciativa uma maravilha e fiquei muito entusiasmada.
    Já estou desempregada há mais de 2 anos e com poucas oportunidades de ver alterada a minha situação, o curso deixou me muito motivada e com alguma esperança de poder adquirir mais conhecimento e isso poder ser uma mais valia para mim.
    No entanto, compreendo perfeitamente o seu desabafo e admiro a sua sinceridade e a coragem de escrever o que escreveu.
    É triste mas é mesmo verdade, parece que o ser humano tem a tendência para perverter a essência das coisas. As pessooas buscam o erro, desconfiam das boas intenções, invejam o sucesso alheio, matam ideias e a imaginação dos demais e ainda se congratulam quando algo corre mal aos outros.
    A mesquinhice virtual é ainda mais forte, não tem rosto e é cobarde.
    Se decidir não avançar com o curso, vou ter muita pena, mas penso que deve fazer o melhor para si e para o seu equilíbrio e bem estar.
    Quanto a mim, só tenho a agradecer lhe todo o conteúdo e partilhas que fez neste blog e enviar lhe um forte abraço daqui do outro lado do atlântico.
    Em Portugal temos um ditado que se aplica nesta situação: os cães ladram, mas a caravana passa!
    Siga em frente e cuide da sua vida, essa gentinha abusada e ingrata não merece nada.
    Um beijo

  • Linda, te entendo perfeitamente! Sei como é sentir cobranças no blog. Se você não posta todos os dias não é blogueira de verdade, se não faz tal tipo de post tá fora do nicho. Sei lá, já cansei muito disso e volta e meia eu paro, desativo tudo e volto depois de um tempo. Sei que não é o melhor caminho, mas foi o que eu arranjei pra lidar com tudo isso. Você está mais do que certa, esse espaço tem que servir pra te feliz e eu sei que você vai voltar quando tiver novas ideias que te farão querer postar. Pode ter certeza que seja o assunto que for essa gente que te segue por interesse pode até desaparecer, mas os amigos que você construiu estarão sempre aqui. Eu sempre vou voltar. Mil beijos!!!!

  • Estou bem triste por ler esse post, pois o conteúdo que você disponibiliza me ajudou bastante com o blog. Seu conteúdo é maravilhoso. Mas respeito sua decisão, quem sou eu pra não respeitar né? Espero que seja uma fase, mas que ela seja muito boa para você respirar um pouco, e sair dessa pressão que estava vivendo. Mas vez ou outra volta por aqui, da um oi. Ou mais pra frente volta de vez. Boa sorte nessa nova etapa e que tudo se ajeite.

    Um cheiro!
    http://www.vinteetantos.com

  • Poxa, Lominha, sinta-se abraçada! <3
    Tenho tanta coisa entalada na garganta sobre a blogosfera que não sei nem por onde começar. A blogosfera é desgastante, frustrante, falta empatia, gratidão e humildade. Tem amor sim, mas tem muito ódio também. :(
    Independente de tudo, espero que as coisas se resolvam pra você! E quando estiver preparada para voltar, com este ou com um novo Sernaiotto, saiba que estarei aqui para te receber e continuar te acompanhando!
    Beijo!

  • Poxa, Loma. É uma pena quando a gente se sente tão mal por algo que dedicamos tempo, amor e carinho mesmo.
    Não tenho nem o que te falar, sabe. Não vou falar pra “não ficar assim, não”, pra “pensar certinho”, você sabe o que ta sentindo e acho que agora é a hora de fazer uma reflexão interna sim.
    Ignorar essas pessoas pode dar certo até certo ponto, mas depois a coisa desanda novamente, por isso, acho que a gente tem que esta sempre fazendo essas reflexões e, SIM, tire um tempo para você, é a melhor escolha que você pode fazer. (E ninguém deveria te julgar por isso, mas sabemos que isso vai acontecer do mesmo jeito, né?).

    Enfim, só posso te dizer que amo seus trabalhos, seu jeito de trabalhar, você, seu blog, e tudo o que você faz (e você sabe disso pq não tenho dó de demonstrar amor por vc nas redes sociais rsrsrs).
    Sempre que você precisar é só gritar, combinado? ;)

    Beijos!!!

  • Loma, eu poderia ter escrito esse post, só diminuiria os 7 cachorros para 4.
    Fui lendo, e fui sentindo uma imensa vontade de chorar.
    Porque dá pra sentir cada palavra sua.
    Não vou aconselhar, nem poderia.
    Mas quero dizer que ontem, ao ver seu curso, pensei: cara, que coisa boa! Vai ajudar tanta gente…
    No meu mundo utópico eu achei que seria só alegria…
    Esqueci disso, que há pessoas que nunca estão felizes e acham que 10, 15 reais ou um tuíte nos compram pra sempre.
    Não deveria ser assim, e sobretudo o blog não deveria gerar sofrimento.
    Mas, em alguns momentos, e por causa de alguns seres, gera.
    Espero que você permaneça porque você é o tipo de blogueira que inspira e faz diferença.
    Mas espero, acima de tudo, que fique feliz, blogando ou não, mudando ou não… porque se não for pra ser feliz não vale a pena :)
    beijossss

  • Não sei bem o que dizer, a não ser que você deve respeitar seu tempo e o que você está sentindo. O que você faz ajuda muita gente. Você é um exemplo para seus leitores de como fazer o melhor sempre.
    Infelizmente essa nova dinâmica social baseada na internet, tem distorcido alguns valores e feito com que pessoas amargas se sintsm no direito de espalhar sua “vibe” de merda por aí. Elas merecem ser ignoradas, mas nem sempre temos essa nobreza.
    Espero que você fique bem e por aqui sigo te admirando e te desejando o melhor e o melhor da nossa vida ainda acontece fora dessas telinhas.
    Receba meu abraço.

  • Loma sinto muito por você, infelizmente existe esses tipos de pessoas que não valorizae crítica o trabalho dos outros .. a decisão é sua, apesar de eu ficar triste pois seu blog e fonte de inspiração para mim , mas de qualquer forma te desejo boa sorte independente da decisão que tomar . Abraços

  • Não comento aqui com frequência, mas acompanho o seu trabalho, então não pude deixar de vir aqui te dar meu apoio junto com um abraço virtual. Muito chato esse tipo de coisa Loma :/ Essas pessoas são muito sem coração :/ Compreendo muito sua decisão e por mais que ela seja triste, porque parar com algo que se ama é triste, eu apoio sua decisão. Na verdade você está seguindo um dos conselhos que você mesma disse aqui: blogar por amor. Desejo que essa nova fase seja feliz, tranquila e prazerosa para você. Estarei aqui acompanhando de perto, mandando energias positivas pra você, mesmo em silêncio. Força! :)
    Beijos :**

  • Lominha, eu super entendo o que você falou do início ao fim.
    Eu tenho tido essa mesma sensação nos últimos tempos, já parei de blogar por várias vezes por esse mesmo motivo, a falta de amor e de humildade das pessoas fazem com que a gente desanime.

    Muitos hoje tem mais preocupação com popularidade/fama/dinheiro, ao invés de apenas uma boa motivação, felicidade e ajuda para os outros. E por não possuírem isso, acabam desvalorizando total as poucas pessoas que fazem por amor.

    Quero te dizer que você blogará pra te fazer feliz, então também ficarei feliz, dessa forma você também blogará para mim ♥

  • Nossa, que pena! Estava bem feliz com a ideia do curso, ia me inscrever ontem mas a carteira estava longe (preguiça mode on) e acabei deixando para hoje. Mais de 500 pessoas em 24 horas é um sucesso absoluto!

    Vejo cada vez mais blogueiras reclamando de situações parecidas, e é uma pena. Gosto muito do teu blog, acho uma inspiração pelos conteúdos, formato, detalhes e perfeição com a qual é feito. Mas também fiquei muito triste por ler esse post e ver a quantidade de coisas simples que tu deixou de fazer por causa dele.

    Gosto muito do trabalho que tu faz, mesmo que seja apenas por hobby, e espero de coração que volte a vontade de fazer esses 1200 projetos para espalhar o amô (rs) pela blogosfera. Porém também ficaria muito feliz de ver que tu conseguiu encontrar o equilibrio que precisa para isso.

    Aqui na cidade tiveram uma ideia bem legal de criar uma geladeira comunitária, onde as pessoas pudessem “deixar” a comida que muitas vezes sobra para que outros pudessem pegar. Na hora em que divulgaram o projeto muitas pessoas já, inconscientemente, criticaram porque poderia dar problema, iam colocar veneno, iam deixar só coisas velhas, que tem que doar a comida e não só dar restos… e eles responderam uma coisa muito simples: que acreditavam que o bem que o projeto iria fazer seria muito maior do que qualquer mal ou risco que as pessoas viam.
    Acho que é isso que tu tem que pensar também. Todo o teu trabalho atinge e faz MUITO mais bem para todos do que mal. Mas sempre vai ter alguém para criticar, para cobrar disponibilidade total, te colocar pra baixo. Isso, infelizmente, não tem muito o que fazer além de ignorar. E nos dias em que isso acontecer lembra que até o PAPA as pessoas criticam – e o cara tá lá só querendo espalhar o amô pelo mundo também :)

  • Acho que conheço o Sernaiotto há um tempão, né? Lembro da época em que você postava com sua irmã, se não me engano… Eu sei a qualidade que seu trabalho tem e também sei que nunca foi fácil, que sempre tem alguém atrapalhando, ou trollando. E também sei que você gosta muito do que faz, seja do modo que for, e por isso esse problema é só uma questão de tempo pra ser “resolvido”. Eu sei que você encontrará um jeito de continuar blogando. Sendo bem sincera, pra mim não importa se você oferece ou não coisas gratuitas, acompanho o Sernaiotto pela pessoa por trás dele. Não me importo nem um pouco com os freebies; quero dizer, reconheço a qualidade e o esforço, é claro, mas pra mim você vem em primeiro lugar, entendeu? Respeito muito você e a blogueira que é. Se alguém não consegue enxergar isso, só lamento. São eles que perdem.

    Força :)

  • Lominha, te entendo perfeitamente e olha que nem estou nessa vida a tanto tempo quando você.
    Sei que essa não é uma decisão facil e não é algo de uma hora pra outra. O copo transbordou de tanto acumular insatisfação e tristeza. Blogar não deve ser assim, é o espaço da nossa liberdade pessoal.
    Faça outras coisas, leia, vá viajar, beijar na boca, ver todos os filme do Oscar, maratonar no Netflix, mas faça o que te dê prazer.
    Se um dia você decidir voltar, saiba que nós nunca deixaremos de estar aqui. ❤
    Você é demais, não esqueça disso! 💪

    Beijão!

  • Loma, não pare de blogar. Não deixe de fazer o que gosta por conta de pessoas egoístas e desagradáveis. Não dê esse poder a essa gente.
    A falta de amor não é um mal da blogosfera, mas do mundo todo em geral.
    Pra você ter uma ideia, minha mãe era costureira e passava quase que exatamente pelas mesmas coisas. Os favores que fazia queriam abusar. O serviço pago, só sabiam reclamar. As pessoas em geral são egoístas e não sabem o que significa respeito. Todos os dias eu tento ao máximo não deixar que a falta de educação dessa gente me limite naquilo que quero fazer. Não é fácil. Força aí.

  • Que triste quando algo que a gente gosta faz mais mal do que bem. Você não deve nada a ninguém, mas sempre vai haver alguém pra achar que sim. O melhor é ignorar, mas, se você não consegue não se importar, tire o seu tempo, volte quando se sentir melhor, ou não volte, mas faça algo que te deixa feliz, seja online ou offline :)

  • Loma, te acompanho desde que o Sernaiotto era um blog em que você falava de coisas coreanas. E te amo desde lá! Hehe!
    Sei o que você está passando, pois estou quase na mesma que você. Sem vontade de blogar, mas por alguns motivos diferentes que não vêm ao caso agora.
    É muito fácil falar para abstrair as coisas negativas e seguir em frente, mas fazer são outros 500. A gente começa bem mas tem uma hora que não dá mais, e acredito que você chegou no seu limite.
    Meu conselho é: faça o que SEU coração mandar. Blogue se quiser, desista se quiser, mas uma coisa você precisa saber: as pessoas que te adoram na internet são em maior número do que esse pessoal que só sabe criticar. E se você parar, continuaremos a te amar e te admirar mesmo assim. Nunca esqueça disso.
    No mais, se precisar de alguma coisa saiba que você terá sempre com quem contar: os leitores do bem, aqueles que só te admiram e querem sempre seu bem, seja online ou offline. :)
    Beijokas!

  • Loma! Queria te dar um abraço, desses bem apertados e que são tão confortáveis que sentimos como se estivessem abraçando a nossa alma <3.

    Tem muita coisa ruim e muita coisa errada na internet sim, mas também tem muita coisa boa e muito amor. Espero que você volte sim para a blogosfera, porque eu amo ler os seus posts, mas que os seus limites sejam respeitados e que você consiga ficar em paz por aqui, escrevendo e criando por puro amor , sem essa loucura de cobrança. Espero que esteja bem e que saiba que nós sempre vamos te apoiar <3.

    Um super beijo.

  • Isso mesmo Lominha. Vai viver a sua vida. Vai desenvolver os seus projetos (os offline msm). Vai construir sua felicidade. A vida e uma viagem, uma maratona de decisões, mas é acima de tudo a sua história escrita pelas suas mãos. Não permita que nada bem ningu lhe roube o poder de por suas vírgulas e dar seus pontos finais. Se a história não está Boa, vore a página e escreva o capítulo dos seus sonhos. Para que quando vc ler o livro da sua vida vc diga:”Nossa que história incrível!”. Adoro seu trabalho no Sernaiotto e tenho certeza q vai continuar contribuindo com os que lhe valorizam de todas as formas possíveis. Saiba q pra cada pessoa q lhe amaldiçoa existirão milhões lhe bendizendo e lhe entregando todos os dias toneladas de energia positiva. Persiga suas paixões e a felicidade vai encontrar com vc ligo afrente.
    Um grande abraço.

  • Loma, me desculpa por ser uma péssima leitora e nunca interagir contigo. Antes de tudo, queria dizer que desde que conheci você, por meio do seu blog, mesmo não conversando com você, eu te admiro muito e tenho vontade de ser sua amiga. Eu sinto seu amor a cada post, adoro ver o que você posta no snap e me sentir mais próxima, mesmo eu sendo praticamente uma fantasma stalker. Quero te agradecer imensamente pela sua companhia nesse mundo online e dizer que você é uma linda. ❤
    Agora, sobre o seu post, ele me doeu. Quando eu li os comentários, me doeu mais ainda. Tá vendo esse monte de gente linda e que também recebe seu amor por aqui? Por causa de algumas pessoas invejosas e com ódio do coração, todas essas pessoas vão sofrer. Mas, infelizmente, você é a pessoa que mais está sofrendo. Eu já tive um blog e o conteúdo que mais atraia gente lá eram freebies. Recebia tanta insatisfação, perguntas e críticas, que fui desanimando pouco a pouco. Hoje meu maior sonho é voltar com ele, e você é minha maior inspiração. Ainda não aprendi a superar o porquê das pessoas nunca estarem satisfeitas, mas sei que quanto melhor e maior o sucesso, mais gente vai reclamar.
    Portanto, eu te entendo e te apoio em todas as decisões que você tomar. Espero que você aprenda a superar isso algum dia, te desejo muita alegria e sucesso e que você nunca deixe NINGUÉM tirar o que você tanto ama.
    Beijos, até logo ❤

  • Não consigo imaginar a tamanha angustia que você está sentindo :( Eu odeio isso na blogosfera assim tanto quanto outros lugares, onde as pessoas não valorizam o amor, o carinho do seu trabalho, só espalham ódio e exigências. É triste ver como as pessoas nunca estão satisfeitos com nada… A blogosfera vai sentir sua falta! Espero que fique tudo bem, desejo isso do fundo do meu coração.

  • Eu sabia que estavas te dedicando mais que tudo ao blog, super animada com teus projetos! Mas também imaginei que toda essa dedicação tivesse um preço, e quando nos dedicamos, ainda mais por algo que é de graça, e vem aí os comentários e exigências desnecessários a sensação é pior que um banho de água fria :( espero que não sumas da blogosfera, mas dê o tempo que precisar, ser criativa exige muito, e essa pressão toda não ajuda mesmo, isso que as pessoas não entendem. É uma concorrência desenfreada nessa blogosfera. Te cuida, Lominha! :)

  • Eu imagino o tamanho da angustia que você está sentindo porque passo por ela uma boa parte do meu dia a dia.
    Nem preciso falar que blogue quando quiser, o que quiser e quando quiser porque aqui o espaço é seu.
    O que você faz para a blogosfera é algo que pouquíssimos fazem, compartilhar conhecimentos e amor no que faz.

  • 1. Sempre me perguntava porque tem taaaaaaanto conteúdo gringo deste tipo e no BR, apenas o seu eu conheço. E além de único, é maravilhoso. E deve ser por isso, como existe gente tão terrível a ponto de desmotivar uma pessoa com tanta habilidade e dedicação ? afff pra essa gente.
    2.Eu achei muito lindo a historia do ORG Blog como escola, só não me inscrevi na hora pq eu queria colaborar, mas ia esperar virar meu cartão de crédito (creyssa feelings, sorry), já tava me imaginando linda fazendo seu curso e transformando a vida.
    3.Espero que tudo isso passe, independente de você continuar blogando ou não (eu prefiria que sim!), porque vc é uma querida e merece só good vibes <3 <3 <3

  • Querida Lominha, acesso seu blog sei lá desde quando e aprendi MUITO por aqui! Então fica aqui meu abraço virtual cheio de amor e agradecimento <3 Siga o caminho que te fizer feliz com a certeza que você ajudou um montão de gente por aí! <3

  • Ah Loma, não A-C-R-E-D-I-T-0!!!!
    Você é simplesmente maravilhosa. Achei a ideia do curso sensacional!!!! Recebi ontem a noticia pelo seu lindo, maravilhoso, fantástico aplicativo e me inscrevi na hora pelo celular mesmo. Estava esperando esta fase experimental, para finalmente pagar por ele.
    Por favor, não nos deixe orfãos…
    Esqueça os haters, eles não valem o que comem e mito menos o que cag….
    Esqueça-os e volte para quem realmente te ama.
    um grande beijo e muita luz!!!!!!

  • Te apoio totalmente! Não está te fazendo feliz? Muda o caminho, muda o fluxo! Eu faria o mesmo. Se for preciso farei. Concentre no que te faz feliz. Blogar tem que ser algo prazeroso, mesmo que um trabalho, um hobbie. Ser leve! Não precisa fazer tudo por todos, faça por você! Não é egoísmo, é amor próprio. Aí sim as pessoas certas, os leitores que merecem seu conteúdo, irão fazer parte da sua felicidade. Continue se posicionando! Um momento ruim sempre é a oportunidade para momentos melhores! Agarre os seus! Beijo!

  • Minha diva dos blogs de ouro, eu te admiro muito e fiquei triste, mas entendo seus motivos, por existir muitas pessoas que ficam falando coisas e te obrigando por algo que está fazendo gratuitamente com o “pay with one click” eles acham que são os donos da razão e te mandam coisas, mas existem muitas Lomatics que amam você (inventei agora o seu fandom o nome dele) <3 e eu sou uma delas e guardo tudo que você colocou em uma pasta onde eu fico pensando quando irei usar e por isso hoje pensei junto com uma amiga minha a criar um blog para escrever e ajudar a algumas pessoas que passam por problemas ou ate mesmo sobre jogos que uma coisa que eu gosto muito.
    Obrigada por me fazer ser mais criativa a cada dia que passa… Te amo e te adoro Lominha <3
    Minha melhor amiga passou a ser esse blog que eu acompanho todos os dias ou pelo blog ou pelo aplicativo que eu tenho <3

  • as pessoas, ai, as pessoas…

    Loma, você é a rainha das internet, mas ó, cê tá fazendo a coisa certa! Some e vai curtir a vida adoidada. Tem que por um limite. Quem trabalha nessa área tem que colocar limite, porque senão ninguém coloca. Tá na hora de desacelerar.
    Tô no SAC 2.0 e já quero fugir pras montanhas.

    Vai, e quando voltar, conta as suas experiências, os livros que leu e os filmes que assistiu que eu vou adorar saber.

    :*

  • Poxa… Vc me ajudou tanto, mesmo sem saber, estava presente nas minhas maiores dúvidas e eu twitava na alegria <3 Sinto muito por tudo isso, ficquei tão feliz com o curso, estava pensando em fazer… Enfim… Espero que fique bem.

  • É uma pena de verdade!!! Aprendi muito com seu blog, amo o jeito que você escreve e divide o que vc sabe e fico triste de saber os motivos de eu gostar do seu blog causaram tantos problemas a ponto de fazer vc querer desistir … E embora fique triste acredito que quem bloga, bloga em 1 lugar pq isso traz alguma felicidade e se não te traz mais cabe a nós respeitarmos, é uma pena que não tenham feito isso antes de chegar a esse ponto ;(

  • Eu tive um blog durante 2 anos, eu nem tinha tantas visitas, mas o problema não era esse, era que me sentia obrigada a postar, nem sabia qual assunto falar, falava qualquer coisa, pegava imagem no google e boa, aí ano passado resolvi voltar, pensei assim: affe, vou deletar essa mierda, que não tenho paciencia e ainda tem gente que fica me exigindo? cansei. Era muito mimimi, eu ficava deslumbrada com a vida das blogueiras, aí comecei a ver com outros olhos, tanto de de blogueira quanto de leitor… Em muitas partes, a blogosfera virou bagunça. “Será mesmo que quero isso pra mim?”, me perguntei, deletei e foi a melhor coisa que fiz.

  • Loma, vai ser feliz mulher!! :D Eu fui deixando essa coisa “100%” blog justamente pq notei que o tempo tava passando e eu estava deixando de fazer coisas também. Nunca fui reconhecida como você, e imagino como deve ser todas essas cobranças… #umsaco Delimite um dia, um horário para fazer essas coisas de blog, e deixa vários outros dias e horários para viver :*

  • Olá Loma!
    Você sabe muito que eu te admiro, principalmente depois daquele workshop no Tip em agosto/2014 em que pude conhecê-la pessoalmente e compartilhar das experiências de termos estudado o mesmo curso, na mesma facul só que em momentos diferentes.
    Entendo perfeitamente sua angústia. Faça o que acreditar ser melhor pra ti. É nítido que tudo o que faz aqui é por amor, mas você tem que ter seu tempo para fazer as coisas que ama também. Não é justo privar sua vida em troco de responder a tudo e todos, nosso tempo é o bem mais valioso que possuímos. Independente de sua escolha, saiba que super te apoio!
    Sucesso sempre <3

  • Lominha, só queria dizer para não desistir daquilo que você acredita e lutou tanto para conseguir. Infelizmente, o respeito, a tolerância e a compreensão não são unanimidades neste mundo virtual.
    Queria só deixar aqui minha mensagem de solidariedade e dizer que você trouxe sim muito conhecimento, alegria e amor nestes anos todos. E que esse esforço não foi em vão.
    Sou uma super admiradora sua e estou torcendo por seu sucesso. Bjs

  • Poxa Lominha!! Não fique assim!! Acompanho seu conteúdo há muito tempo e amo!! Adorei contribuir para sua coleção de cactus!! Se cobre menos e faça os posts conforme seu tempo! Te adoro e sua vontade de espalhar amor chegou até mim SIM.. bjooo

  • Loma, eu não sei o que dizer! Só te agradeço por escrever esse texto, pois mesmo você falando em relação a você mesma, ele acaba tocando muitas de nós! Sempre serei sua leitora, você continuando ou não!
    Sinta-se abraçada! <3

  • Torcendo por você! Adoro seus conteúdos!! Sei que é difícil, mas tente não deixar uma pequena parcela (de tantas pessoas que gostam de você e do seu trabalho) tirar sua essência.
    Seja lá qual caminho decidir trilhar, que Deus te abençoe e sucesso!
    Eu super te entendo e mais uma vez, torço por você!

  • Loma, sou aquela leitora que comenta em um ou dois posts, mas SEMPRE visita seu blog. Acompanha no Instagram, recomenda o OrgBlog para os amigos (e desconhecidos!), utiliza o mesmo para construir o próprio blog, mas principalmente se inspira no Sernaiotto. Eu acho muito fofo como você faz tudo “com amô” e como do seu jeitinho ajuda de verdade a construir uma blogosfera fabulosa! E bem, assim como muitas eu conheci seu blog por causa do OrgBlog, mas não pensa que foi só isso não – acompanhei todos os seus posts pessoais depois de iniciar o projeto, revirei posts antigos, enfim, me apaixonei pelo seu blog! Espero que você não leve em conta os comentários maldosos, mas sim o de todas as pessoas que ficam tristes por você desistir desse projeto, mas felizes em saber que a decisão é para o seu bem. Sendo assim, deixo meu muito obrigada e te desejo todo o sucesso do mundo, porque tu merece! Seja muito feliz <3

  • O seu blog foi o primeiro que eu comecei a seguir desde que entrei na blogosfera. E apesar de ser meio fantasma, não comentar sempre nem a cessar todos os dias, quando acaso vejo todos os posts lançados que eu não vi. Encontrei o seu blog porque procurava alguma coisa específica que já nem sei o que era, amei e não larguei mais. Acredito como deve ser frustrante e desanimador ter pessoas cobrando, xingando e reclamando daquilo que você faz por amor, gratuitamente e, aproveito para dizer desde já, muito, muito, muito bem feito. As pessoas são simplesmente más e aquelas que literalmente copiam todos os seus posts, são sem carácter! Não preciso falar que não deve lhes ligar, pois sei que você sabe e não é por saber que isso deixa de mexer com a gente, né? Só desejo que apesar de mexer, você consiga ultrapassar para continuar fazendo o que gosta. E se não for noutro formato com outro nicho, fod*** todo mundo! O que importa é que você esteja bem e esteja feliz. Partiu-me um pouco o coração ler o seu desabafo, pois a gente sabe o quanto você rala aqui e um tweet ou uma publicação no facebook não é nada comparado com tudo que você faz e a gente sabe e fica triste por fazerem isso com você. Espero que consignar ultrapassar tudo isso e voltar positiva como sempre é ❤

  • Adorei a carta que você escreveu, meio que pra você mesma, meio que pra desabafar. Eu quando criei meu blog, criei como hobbie e hoje tendo aumentado os acessos, ele ainda é meu hobbie. Não tento agradar ninguém além de mim mesma e quero sempre que ele seja o mais fiel da minha pessoa. Eu adoro blogar, mas quando um hobbie vira obrigação é um perigo.
    Beijos e boa sorte nessa sua nova fase ♡

  • Pitaco da menina que é um fantasma aqui, mas acompanha o sernaiotto desde os tempos do bermudão de seda embaixo da saia.
    Embora eu não tenha um blog tão requisitado como o seu Lominha, eu realmente te entendo muitíssimo!
    Eu sempre fiz conteúdo para a internet (em uns blogs que já não existem mais, e atualmente, o meu blog vai fazer um ano). Sobre ficar louca quando o 3g acaba, quando não está trabalhando, quando não está postando: Amô, tu me definiu!
    Eu sempre disse quando eu resolvi abrir o meu atual blog, que vou fazer o que me der vontade, vou escrever o que eu achar melhor, porque o blog é meu e é isso aí. Não deu muito certo essa confiança toda, caí na realidade quando me dei conta de que deixava de escrever certas coisas por julgamento das pessoas, no dia em que eu não divulgava um post eu me sentia jogada, acabada, e a pessoa mais sem profissionalismo do mundo.
    Respirei fundo novamente, e decidi colocar o que eu disse quando abri meu blog em prática.
    E eu super te entendo, e te apoio nessa nova fase mais relax, Lominha!
    E sobre a atual blogosfera (tô aqui desde 2009, acho que já vi muita coisa, né non?)

  • Compreendo você, Lo. Eu tenho passado por uns apertos por fazer questão de postar diariamente ou, no mínimo, dia sim e dia não… Se fosse para fazer realmente “no meu tempo”, eu postaria duas ou três vezes na semana, porque aí realmente teria espaço para ficar com meu namorado, estudar sem ficar louca, trabalhar nas outras coisas que faço… Amo escrever, analisar, refletir e emitir tudo isso no blog, mas existem cobranças comuns que vem com essa responsabilidade, afinal, é um trabalho (que devemos AMAR para fazer, mas não deixa de ser um), e requer nosso tempo, nossa dedicação e nossa paciência. Espero que você possa encontrar formas de cobrar de si de maneira mais saudável e que essas pessoas sem noção passem a se tocar. Porque isso sim, é de dar nos nervos. E é incrível como em meio a tanto “politicamente correto”, a tanta discussão e críticas, ainda surjam casos absurdos assim.

    http://WWW.SEMQUASES.COM

  • Oh Loma, sinto tanto que sintas assim. Mas acho que fazes muito bem em pensar assim: eu blogo para ser feliz e se nós gostarmos também, óptimo, senão há ali um X no topo do ecrã. Não era o que quase todo o blog tinha quando começámos há tantos anos atrás? Blogávamos porque adorávamos passar tempo a fazer isso. Eu também cheguei ao ponto em que quebrei, tal como tu mas não foi pelas mesmas razões. Não é possível agradar a toda a gente e quanto mais procuramos fazer isso, pior. E essas pessoas que falas: que paciência, hein? Não percebo como pode haver pessoas a cobrar isso!
    Bem, Loma, só queria deixar a minha palavra de apoio e vou continuar aqui a seguir o teu blog sempre. Agora sai do computador e vai ler aquele livro, vai! :)
    Beijinhos!

  • Loma, Lominha, Lomíssima <3

    Eu entendo todos os seus sentimentos quanto ao blog e às cobranças (eu que tenho canal então leio cada desaforo que só por Deus, pq OLHA…).

    Mas uma coisa que vejo é: pessoas como nós – vulgo que AMAMOS ajudar pessoas – se sobrecarregam com muita facilidade. Temos um perfil dedicado quando encontramos algo que nos faz ficar apaixonadas e entramos numa via de mão única, sem perceber que o restante das coisas é tão importante quanto.
    Não estou criticando seu posicionamento, muito pelo contrário. Só estou dizendo que te entendo MESMO, pois sou exatamente assim com meus projetos: me dedico, me doo, me sobrecarrego, me acabo. E o retorno muitas vezes não é nem metade do que eu doei de mim mesma.
    Por hora, eu escolhi não desistir, só me reorganizar e rever prioridades.
    E quem fala besteira ou me cobra como se eu estivesse fazendo algum favor publicando conteúdo, bloqueio sem dó (faz bem e eu recomendo! rs), pois como disse a Lu Ferreira num post há um tempo atrás: "eu venho antes de qualquer like, é uma questão de respeito comigo mesma."
    Antes de qualquer comentário, qualquer email, qualquer cobrança. O blog e o canal são pra mim, em primeiro lugar.
    Mas enfim, sinta-se abraçada, porque amada você já sabe que é :D
    <3 <3 <3

  • Lominha, sinto muito!
    Sempre ouvi falar do ódio que ronda a blogosfera, mas jamais imaginei que isso fosse atingir justo você, que faz tanto bem pra a gente.
    Saiba que eu, assim como outras milhares de garotas amam o que você faz e tentam absorver e retribuir com amor.
    Tenho aprendido muita coisa com seus ensinamentos e visitar o seu blog todo dia me dá mais vontade de continuar com o meu, de seguir em frente.
    Penso que você está super certa em tomar de volta o seu tempo pra você! Faça mesmo isso, em nome do amor que sente por si mesma! Continuarei te visitando aqui, no face, enfim…
    Fica em paz e siga em frente!
    Super beijo!

  • Oi Loma. Sou uma leitora assídua do blog, mas que nunca comenta.
    Adoro muito os seus posts e também amei esse novo curso.
    Espero que essa fase passe e você volte com os posts que tanto nos ajuda!
    Te apoio no que decidir.
    Fique em paz.

  • É revoltante ver o bando de gente estúpida e que esquece que por trás de todo trabalho e dedicação tem uma pessoa com uma alma boa e que faz tudo pelo simples fato de gostar de trazer um pouquinho do conhecimento que tem para as pessoas. Acho que quem admira teu trabalho, vai continuar te acompanhando mesmo que o blog siga um rumo diferente. Mas não nos abandona, tem muita gente que ama esse blog é não é só pelos freebies. <3

  • Loma, infelizmente essa cobrança, essa insatisfação está no mundo todo. É triste ver como as pessoas são egoístas.
    Seu trabalho é ótimo, mas quando deixa de dar prazer não vale mais a pena.
    Seria fácil chegar aqui e te dizer que não é pra ligar, deixar o povo pra lá e fazer sem se importar com as criticas, mas todos sabemos que isso é difícil. Que palavras machucam.
    O que posso desejar é SORTE! Seja lá o que vier na frente, cuide sempre de você primeiro.
    Beijoks

  • Oi Lom!
    Eu nao costumo deixar mtos comentarios, mas o seu blog sempre me ajudou, vc sempre me ajudou. Eu tbm comecei o meu blog meio que como um escape para alguns problemas de saúde e emocionais. Eu acho que vc deve fazer tudo isso por vc. Sei que é difícil, mas nao se cobre em atender a todo mundo. Qto aos conteudos pagos, eu mesma comprei o blogplanner e achei mto justo vc cobrar. É o seu tempo dedicado ali e o tempo é precioso. O mesmo vale p o curso q vc montou. Eu nao cheguei a comprar, mas nada mais justo q vc cobrar pelo conteúdo. Ja tem muitos posts e dicas no seu site p quem quiser ver e tirar duvidas. Pq algo aprofundado, direcionado para quem ainda tem duvida, nao pode ser cobrado? Vc nao tem obrigaçao de nada. Nao tem obrigaçao de responder 500 emails. Tem que viver a sua vida o mais plenamente possivel e postar o q tiver vontade. No strings attached. Um bjo enorme e nao deixe isso tr abalar ainda mais. A vida é mto boa p nos preocuparmos c td.. Bjo!!!

  • Ótimo texto! Muito obrigada por escrever e me abrir os olhos para tentar evitar que o mesmo aconteça comigo. Estou sentindo que estou nesse caminho de “prisão” que você passou. Sucesso nessa sua nova fase aqui no blog! ❤️

  • Oi minha querida. Primeiro de tudo deixa eu te abraçar, assim, bem apertado.
    Tem uns meses que a gente conversou sobre isso no Pinterest lembra? Por isso eu já imaginava que cedo ou tarde você tomaria essa atitude. Na verdade fiquei bem surpresa quando vi sua chamada para o curso e senti um certo alívio quando vi que era pago, ainda que um valor simbólico perto do conteúdo maravilhoso que você pretendia oferecer.
    Acho que esse processo de cair a ficha faz parte da sua evolução pessoal, provavelmente a Yoga, ainda que por pouco tempo de prática, ajudou nisso.
    Sabemos que você tem muito amor pra dar mas nem todo mundo está pronto pra receber, infelizmente o nosso mundo ainda é assim. Minha sugestão é , se e quando quiser retomar, é você fazer o blog pra você.
    E no mais, esses planners todos, esse conteúdo maravilhoso que você já fez recolha e coloque preço minha amiga, porque as pessoas não dão valor pra nada que vem de graça. Quer evitar os copycats, coloque preço porque esses não querem pagar e quem te conhece, sabe dos milagres que as suas dicas podem fazer e te ama de verdade, vai pagar com gosto e ainda fazer propaganda.
    Nada mais justo se você se sente cobrada por um trabalho, você ser remunerada por ele a altura do seu esforço.
    Querida, costumo dizer que o seu workshop foi um divisor de águas na vida do meu blog é por isso eu só tenho a agradecer, digo e repito foi o dinheiro mais bem gasto no meu blog.
    Saiba que aqui você tem pra sempre uma amiga para o que precisar, uma cliente dos seus serviços e uma admiradora fiel do conteúdo que você sentir vontade de produzir.

  • Nossa Loma fiquei tao triste ao ler. Amo seu blog, como ela já me ajudou, e saber que tem pessoas que se acham no direito de fazer essas coisas e deprimente.
    Espero que isso passe e que você continue nos ajudando e transmitindo muito amor para essa blogesfera ❤
    Te amo Lominha!

  • Oi, Loma.
    Eu te entendo completamente. Sinto mais ou menos a mesma coisa em relação ao meu blog: quando lanço sorteios, é comentário a torto e a direito, todo mundo participando, curtindo, dizendo que ama o blog. Quando lancei um post pedindo votos, poucos se pronunciaram. Várias curtidas na foto porque, ah, que bonitinha, mas poucos efetivamente votaram. Então, vira e mexe eu penso a mesma coisa que você: as pessoas só querem sugar o que a gente está oferecendo, mas não estão nem aí pra você e para o fato de que você é um ser humano. Triste. Já pensei em tomar essa decisão várias vezes no Fluffy, mas ainda não será concretizada. Não estou preparada. Ainda aguento uns sapos.
    Então, apesar de eu adorar os seus conteúdos e sempre acompanhar pelo Bloglovin os seus posts, eu entendo a tua decisão de dar um tempo. A nossa vida pessoal vem em primeiro lugar. Então, desliga um pouco, vai viver e depois volta renovada pra cá – mesmo que for em outro nicho. Tu merece, linda <3 E para o que precisar, o pessoal que realmente te acompanha e ama <3 estará por aqui.
    Beijão.

  • Eu fico muito triste por ler isso.
    Te conheci quando estava no processo de criação do meu blog e você foi essencial para o quê ele é hoje, mesmo que seja pequeno.
    Viva sua vida, seja feliz! Mas por favor, não suma da internet. ♥

  • Uma blogueira amiga do Twitter tuitou isso outro dia:
    -blogueiro não é Google
    -blogueiro não trabalha pra vc
    -blogueiro não é obrigado

    Eu já me incomodei muito com gente que me cobrava por coisas no blog. Mas nós não somos obrigadas a NADA. Nós abrimos um espaço e começamos a escrever porque é o que a gente gosta de fazer, porque sozinhas não nos bastamos, a gente precisa compartilhar as coisas com as pessoas antes que a represa arrebente.

    Quem não entende isso, tá precisando tomar uma chacoalhada. Eu ignoro mesmo. Bloqueio se vier me aporrinhar, não respondo coisas que as pessoas acham no Google. Lembre-se sempre, você não é obrigada e os leitores conscientes já deveriam saber disso. Quem te cobra se nenhum propósito não apenas não te entende, como não respeita o seu trabalho.

    Nós podemos espalhar o amor, o conhecimento, trabalhar com pessoas legais, mas não somos obrigadas a aguentar chorume dos outros. Você tem o direito de ignorá-los, e deve, pois sua saúde e seu sossego são muito mais importantes.

  • Poxa, que tenso Lominha. :/ É uma pena quando algo que servia para nos distrair e alegrar, acaba se tornando uma obrigação. Entendo seus motivos, deve ser muito desgastante e estressante receber tanta cobrança assim (cobrança que nem deveria existir, aliás). De qualquer forma estarei te acompanhando, seja somente nas redes sociais ou por aqui se você for mesmo tomar outro rumo com o blog. Boa sorte nas suas mudanças, e que você consiga encontrar o tempo que precisa pra viver sua vida fazendo tudo o que você gosta. <333

  • Que triste, Lomaaaa =(
    Tipo, acho que a constatação que leva à desistência é o mais triste. Jogar a toalha. Mas tem um momento que você entra na jogada de modo fatal como moeda de troca: ou é você, ou é aquilo. Não tem como mesmo.
    Espero que você se reencontre e reencontre o que você ama.
    Se precisar de alguma coisa, pode contar comigo =). Não te “conheci”, não virei “sua melhor amiga da vida”, mas, bem, vontade não faltou, e vou continuar admirando seu trabalho do mesmo jeito =).
    Um beijo!

  • Como não sou de comentar aqui, vc provavelmente não sabe o quanto fiquei feliz ao ver o lançamento do seu curso. Ver uma das pouquíssimas blogueiras que realmente acompanho conquistando cada vez mais espaço e realizando seus sonhos, me deixou feliz e com uma ponta de orgulho. Orgulho pq sabia (sabia não, sei!) dá sua capacidade para ensinar, para criar e para espalhar amor por essa internet de meu deus.

    É por isso que fico indignada! (não com vc, claro! compreendo a sua decisão) Indignada com esses seres que não reconhecem o trabalho do outro e que veem na bondade alheia uma oportunidade de ganhos sem limites.

    Loma, lamento profundamente toda essa situação! E aguardo seus próximos projetos. Pq tenho certeza que serão incríveis e de muito sucesso! <3

    Beijão

  • Loma, fico muito triste em ler esse post e ao mesmo tempo me identifico com ele também. Entendo que falta muita empatia na internet, as pessoas ainda não estão acostumadas a entender que, por trás da máquina, existe uma pessoa que come, dorme e respira igual a ela. Eu não acredito que seja por causa da disponibilização de tanto conteúdo gratuito, afinal, estamos aqui par gerar valor para as outras pessoas e quanto mais valor geramos, mais recebemos de volta (penso assim por enquanto, pelo menos). Acho que talvez uma mudança no seu nicho seria bem positiva. Têm muitas adolescentes criando blogs (e acredito que esse seja seu público) que ainda não são maduras o suficiente para entender que a internet não é uma terra sem lei.

    Ao mesmo tempo, sei que toda mudança, no fundo no fundo, é sempre para melhor.

    Você criou um espaço na internet que é único. Eu tive coragem de criar meu primeiro blog quando vi um vídeo seu no youtube ensinando a fazer blogs. Desde então, muita coisa mudou na minha vida e eu continuei acompanhando as postagens aqui. E confesso, nunca vi um blog tão bem feito, criativo e engajado quanto este. Ele é uma inspiração para mim. Por tudo isso, muito obrigada e muito amor <3

  • Não sei como as pessoas podem ser assim. Não vou fazer um textão porque já tem muitos comentários por aqui com isso, só saiba que assim como eu, muita gente gosta e apoia o seu trabalho e sempre estarão com você <3

  • Conheci seu blog faz pouco tempo e nem sei como… pois estou por aqui na blogosfera também faz muitos anos.

    Porém eu encontrei e achei muito interessante como você faz. É um blog mais diferente, me lembrou muito os blogs gringos que admiro e achei o máximo você seguir mantendo ele por tanto tempo. E agora vi uma divulgação do seu post (outra pessoa fez … olha que máximo) no grupo do facebook e vi correndo ver.

    Achava até que era um daqueles posts sensacionalistas sabe? Só que pelo pouco que já tinha visto do seu blog, imaginava que era algo realmente grave.

    Assim… eu mesma sou uma que já me estressei incontáveis vezes e ainda me estresso, só que no meu caso, meu destino por assim dizer é blog e internet. Sempre foi.

    Apesar de todo seu amor, talvez realmente não seja isso que você gostaria só de fazer e aí todo o amor que recebe aqui já não compensa quando aparece a parte terrível de internet (principalmente com o crescimento cada vez mais de acesso pelas pessoas). Então na balança gera esse certo desespero.

    Admiro que não queira tornar seu conteúdo algo mais pago. Mas deveria sim. Infelizmente (ou felizmente) as pessoas dão até mais valor quando é pago. Não sei a razão realmente disso, acho que é algo psicológico. E também sabemos que agora que você vai dar um fim, elas percebam que deveriam ter dado mais valor e deveriam ter pago a você o que fosse para continuar seu ótimo trabalho.

    Não acho que deva desistir, se quiser tirar um descanso do corpo e a mente tudo bem, e provavelmente irá desejar voltar. Nós sempre voltamos viu….. Falo por experiência própria.

    E se não quer que seu blog seja sua vida, é melhor pegar seus próprios planners e deixar ele só com poucas horas nas suas semanas etc. Obrigue você mesma a não deixar ele ser sua prioridade eheheh.

    Enfim sei que não importa o que eu diga e só você sabe o que é melhor para você… mas espero que essas minhas palavras confusas ajudem você de alguma forma. E que possa sim ter forças para continuar… nem que seja de um outro jeito.

    Nós precisamos de você! Beijos de uma nova leitora.

  • Sabe,
    Eu te entendo bem, hoje as pessoas cobram mais, querem mais mas se esquecem de ser gentis, de ter humildade e acima de tudo, lembrar que existem pessoas atrás daquela tela de computador.
    Eu até pouco tempo acabei fazendo isso sabe, cobrando uma atenção mas não por esses motivos e sim pela minha ansiedade exagerada que poucos ou praticamente ninguém vai entender e sempre, sempre vai achar que eu posso e devo me controlar sozinha e fim, as pessoas nunca sabem né.
    Enfim, eu tive algumas mudanças desde 2015 e tenho aprendido a e me lembrar que quando alguém não responde tem N motivos, trabalho, vida, falta de tempo ou ainda falta de saúde vai saber então a gente tem que respeitar e saber que não é assim que as coisas funcionam, internet é ruim por isso, ao mesmo tempo que você vê as pessoas, se sente mais próximo na verdade está mais afastada do que pensa porque você não pode saber como é a vida da pessoa de verdade a não ser que conviva com ela diariamente e essa é a verdade.
    Fico triste porque seu blog sempre ajudou a mim e muitos mas te entendo e respeito, sim, vá ter um tempo só seu, faz um bem danado.
    Hoje não fico publicando muitos posts, dou preferencia a viver minha vida, hoje mesmo, sai num sol dos infernos e devo dizer que me fez um bem danado, me sinto ótimo sabe, a internet não nos tem aproximado, tem nos afastado e essa é a verdade então, melhor deixar ela lá e viver a vida.
    Te desejo toda força, felicidade e alegria nessa vida.
    Mudar sempre é bom e bem vindo.
    Abraço grande

  • Blogosfera brasileira, pra onde você vai levar todas as pessoas com bom conteúdo? </3 Como parasitas, sugam a energia dessa gente boa, cheia de amor e criativa. Até um dia elas cansarem.

    E pensar que na gringa tanto blog com o nicho de criação de conteúdo é reconhecido, cria-se uma rede, compartilha conhecimento (se torna até um grande negócio) e se algo é pago – com tweet vou valor monetário – tudo bem, é justo, afinal a pessoa interessada quer aprender e não tem vergonha disso.

    Mas aqui, o que mais mais se vê é burlar, é querer ganhar fácil, reclamar do preço de um serviço (mesmo que seja tuitar "tô afim de crescer nas minhas habilidades, encontrei o planner da Lominha pra me ajudar" – mas dizer que recebeu essa forcinha é vergonhoso, omg! ¬¬). A informação é recebida, mas retida. "Euzinha, compartilhando dicas de como bombar no instagram? Pra concorrente ver? NEVER…".

    Obvio, não são todos os casos (estão aqui os pitacos do amô como prova), mas se as situações mencionadas não acontecessem com frequência, você não teria feito esse post. E a gente não sentiria essa frustração junto com você, entendendo perfeitamente o que tá acontece por aí.

    Sabe que me dá revolta? O desdém de saber que ok, vai aparecer outra pessoa pra ficar no seu lugar – mas não será FABULOSA como Lominha, desculpa…. Aí, este indivíduo será a bola vez pra esse povo, que se acha no direito de não respeitar, fazer/falar o que bem entender.

    Quantas coisas já aprendi com você e vou continuar pois sei que, Loma-chan, você é talentosa. <3 Querer um mundo "utópico" de amor não é errado. Estamos aqui pra mostrar que não somos somente número de visualizações e likes – por que é tão difícil AINDA de se entender essas coisas? Mas talvez lhe falte uma "pitada de realidade" pra não se machucar. Contraditório, porém necessário. Se te batem, tem que aprender a como se defender. Qualquer coisa, chama a gente! hahaha

    Queria poder fazer mais por você, como uma amiga que essa internê me trouxe. Não importa sua decisão, estamos aqui. Por ora, desacelere, você merece. <3

  • Boa sorte Loma nas suas decisões. Acredito que só devemos nos dedicar àquilo que nos faz bem, que retribui nossos esforços. Não vale a pena viver para suprir as espectativas dos outros. Admiro seu trabalho, você é um amor e merece receber todo esse amor de volta.

  • Loma, tudo que eu tentar dizer, contradizer você já disse. A decisão é sua por que estamos aqui para ser feliz, não é isso? É ninguém que faz algo por amor merece padecer tanto.
    Então continue da forma melhor pra você, seu blog e inovações são incríveis e eu te entendo no fazer por amor :)
    Quem reconhece de verdade esse valor muuuito raro vai continuar te mandando força e incentivo em qualquer lugar que for se for para ser feliz!

    Fica bem, viu :*

  • A Loma que tristeza! Adoro seu blog e te adoro como pessoa, sempre te achei muito competente. Fico triste pelo que esta acontecendo, ontem mesmo mostrei o seu curso para um monte de amigas, vivo espalhando o seus posts pois acho eles realmente bons e instrutivos. Tenho visto muita raiva sendo disseminada nesse mundo blog, fico chocada de direcionarem isso para vc, uma pessoa que nos ajuda tanto. Cuide de vc Lominha vc merece, tudo tem que ser balanceado para fazer bem! Seja muito feliz!

  • Oi, Loma. Confesso que nem sei ao certo o que te dizer mas sinto que preciso te dizer. Dizer que sua colaboração na blogosfera foi essencial pra muitos de nós e MUITO obrigada por tudo.
    E não, nem você nem ninguém merece viver coisas assim, receber tanta ingratidão em troca desse amor que você nos passa. Então, viva seu momento, sua vida, fique bem, pois todos nós desejamos isso a você e iremos entender suas decisões. Mais uma vez, obrigada e se cuida.

  • Primeiramente eu amei seu texto!!!
    Eu criei meu blog tem pouco tempo (vai fazer 3 meses amanhã) já fiquei feliz diversas vezes, é uma maneira bem legal de expor o que eu penso e fazer isso de uma maneira legal e do meu jeitinho. Já sofri quando resolvi criar o blog e até hoje muita gente me fala que é coisa de quem não tem o que fazer. mas é uma coisa que eu gosto, me distrai. tento postar sempre, porém, não é sempre que estou a fim de escrever por isso não tornei isso uma obrigação mas, um hobbie. um lugar onde eu possa conhecer novas pessoas e abrir o meu círculo de amizades. Um lugar onde posso conhecer mais a opinião e criatividade de outras pessoas. É um lugar onde podemos ter muita coisa boa, momentos maravilhosos e outros nem tanto.
    Mas, admito que ocupo muito tempo no blog e ja deixei de fazer várias coisas pois, não queria abandonar um projeto. Mas, a vida não é só o mundo virtual. temos a nossa família que em todos os momentos estão ao nosso lado. Estando certos ou errados são eles que estão sempre ali para nos levantar.
    Sei que já mudei o rumo da conversa, mas voltando ao assunto…
    Siga o que seu coração diz, se acha ocupando tempo demais aqui nesse mundo da blogosfera, saia um pouco, se distraia. Tire um tempo para você e deixe que o seu “EU” se tranquilize e lhe mostre o que é melhor para você mesma. Com tranquilidade e paciência tudo se resolve.
    Estou aqui para o que precisar.
    Beijos lindona.

    http://www.meumundosecreto.com.br

  • Loma, te acompanho aqui e em todos as redes sociais há muito tempo, só queria dizer que para cada pessoa te causa mal estar existem várias que se inspiram, se informam e se motivam aqui no seu blog.
    Obrigada por tudo.

  • Loma, não pare! Por você. Como você disse, você fez disso a sua vida. Isso é você, é importante pra você. Não pare por causa dos outros. Continue fazendo por você. Mas, como você disse, se respeitando mais.

    “Agora eu blogo pra me fazer feliz. E se você fica feliz com isso, então eu blogo pra você também. E se você não fica feliz com isso, sorry not sorry.” É assim que tem que ser. Que assim seja. Você vem, sim, sempre em primeiro lugar. <3

    De hoje em diante, faça somente o que te faz feliz e – mais importante – no seu tempo.

    Continuarei por aqui. <3

    Força, viu! Um beijo. :*

  • Fiquei triste mas te entendo, sempre que preciso de inspiração venho aqui, inclusive recomendo para as amigas. Nem tinha noção da chatisse das pessoas, imaginava que era só no Facebook mas pelo jeito está em todos os lugares, as pessoas não sabem mais pensar, usar o que tem e apenas agradecer.
    É uma pena mesmo. Espero que você consiga superar isso, porque não, o problema definitivamente não está em vocÊ, pode ter certeza que espalhou sim muito amor por essa internet.
    Não vou falar pra você fazer isso ou aquilo, faça o que for faça o que te faz feliz!
    Um grande abraço!

  • Ahhhhh Loma, quer saber? Foi ótimo o seu desabafo SIM!
    É um saco aguentar gente chata e que não valoriza nosso trabalho, nosso tempo e nossas ideias e opiniões.
    Vale a pena sim te dar esse descanso e deixar vc fazer tudo o que não faz há um tempão é ótimo pra refrescar suas reflexões e ideias :).
    Te desejo sucesso, proteção e muita luz.
    Muito obrigada por fazer um trabalho tão (trabalhoso), verdadeiro e íntegro para nós que somos e vivemos de blog e amamos o que fazemos independente de qualquer coisa ♥.

  • Gostei de tus e da sua escrita… oena ter chegado tarde… mas é sempre bom tirar um tempinho pra nós mesmos, e cuidar do que realmente importa. Falo isso pq estou engatinhando nesse negócio de net, blogs e canais… e me propus sinceridade de postar e blogar qdo pudesse sem anular toda minha outra faceta de vida. então entendo teu sufoco. Bem só achei q deveria dizer tb só pra ter um pinto a teu favor qdo vc voltar. É muito bom sair pra qdo voltar ser recebida com todo carinho merecível. E se isso agora é importante, saia e voe pra cuidar do que é seu, e de vc mesma. Pq todo mundo devia cuidar de si mesmo também ao invés de ficar por aí voando e questionando a vida dos outros e decisão dos outros… Boa saída e bom descanso!!!

  • Poxa, fiquei extremamente triste por essa notícia! :( Eu gosto tanto do seu blog, ele já me ajudou tantas vezes que já perdi a conta. Quando penso em desistir do meu, eu venho no seu e me inspiro um pouco mais. Aproveitando todo esse conteúdo maravilhoso que você tem! Mas eu entendo você, pq eu também já fiquei mal pelo blog, achando que era um dever e tal.
    E tem meu total apoio para cuidar mais de você, da sua vida. Se isso te deixar melhor, por mim tudo bem. Eu aceito você ausente. <3
    Mas saiba que sou agradecida pela existência do seu blog! Um beijo e boa maratona.
    Ah, se você puder dar uma olhadinha no meu blog, ficaria agradecida. <3
    http://www.arquivosderafaela.com/

  • Fico triste por ter conhecido seu blog há pouco tempo. E ao mesmo tempo grata porque você me inspirou muito nesse tempo. Fazer isso por obrigação só torna tudo cansativo. Gostaria muito que você continuasse blogando porque gosta e não por ter que fazer.
    Enfim, te apoio e espero que você consiga aproveitar cada segundo da vida com alegria.

  • Oi flor! Que chato isso, como tem pessoas sem noção, aff! Não pare com o blog, este é o único que tenho acompanhado de verdade, o meu blog está pra sair e esse post acaba me dando um frio na barriga. Preciso me preparar psicologicamente. Só te digo pra você postar o que te realiza, tudo fica ruim quando vira obrigação ( e cá pra nós: vc não é obrigada!). Viva a vida, não deixe seus prazeres diários porque senão acaba virando escravidão, e realmente as pessoas sempre querem mais do outro, a cobrança nunca cessa e creio que com o passar dos anos essa cobrança vai aumentando, sei que é difícil, mas ligue o dane-se e faça o que te deixa feliz. Eu já te amo e pra mim, tudo que você postar pra mim tá bom…rs…bjs! <3

  • Cara, tudo o que eu ia te recomendar você se recomendou no fim do post. O blog é seu, a vida é sua, ninguém pode te cobrar nada. Mas é lógico que SEMPRE vai ter gente cobrando, o que as pessoas mais gostam de fazer é cobrar os outros – ainda que não tenha nada que possa ser cobrado. As pessoas gostam da ideia de que outras pessoas vão obedecê-las, e nem eu e nem você vamos conseguir mudar isso. O melhor que você faz, por mais difícil que seja, é ignorá-las. É difícil, ok, mas é melhor do que ficar sofrendo por causa de gente que não tem nada a ver com a sua vida, e nada do que você ou qualquer pessoa faça vai resultar só em apoio. Vai ler seus livros, ver suas séries, cuidar dos cachorros, do cacto e do namorado e vem aqui pra postar o que te faz feliz, só, porque você também é filha de deus que nem todo mundo aqui.

  • Infelizmente as pessoas estão cada vez mais egoístas e acham que outros tem obrigação de atender todas as suas vontades, e não é só aqui no virtual (isso aqui é só a extensão de como anda a nossa realidade). Parece que ninguém nem se dá mais o trabalho de ler, por outro lado, não podemos (e nem devemos) perder as esperanças e só dar uma olhada nos comentários lindos que o seu blog recebeu :)

  • Ai Loma, vem cá me dá um abraço!!! <3
    Me identifiquei muito com teu post. Teve uma época em que eu me cobrava muito com o blog, até que ele virou um obrigação e virou chato… Esse mundo da blogosfera veio pra fazer a gente feliz, ter um meio de escape quando tudo na real life tá uma droga, e não pra virar uma obrigação e estressar a gente.
    Eu desisti e meio que não desisti, também. Meu blogzinho tá lá, mas vou só quando dá vontade e tôu feliz assim, sem obrigações.

    Independente do projeto que vc seguir, vou estar aqui pois sou sua fã, viu?

    Beijo <3

  • Ai lominha, que triste ler isso.

    seu trabalho é muito bacana, mas realmente rola muito desse tipo de coisa. E eu imagino que seja foda. Não é a mesma coisa, mas eu passo algo semelhante no trabalho. Cobranças que chegam em horas obscuras, gente que não entende que você é humano, e pode ter uma dor de barriga e não conseguir atender em um dia, mas que o mundo não acaba por causa disso. Uma sensação de urgência à toda hora, as pessoas estão perdendo a noção do respeito.
    E se já é foda passar por isso numa relação de cliente – profissional, imagina quando você faz conteúdo de graça.

    Eu já pensei muito em fazer temas e outras coisas de graça para as pessoas. Mas é muito trabalhoso, e no fim, sei bem o que vou passar. Já vi colegas minhas de profissão fazendo isso com muita maestria, e sendo copiadas na cara dura. Gente revendendo trabalho alheio sem nenhum pudor. Deve ser frustrante.

    Além do que uma certa “fama” traz muita coisa positiva, mas os pontos negativos podem ser muito piores. Gente no seu pé, inveja, cobranças, e comentários invasivos. É só ver o insta de gente mais famosinha, para ver como vamos de mal a pior. Tem que ter muito sangue frio mesmo e olhar somente para o dinheiro e as coisas boas. Eu não sei se saberia lidar. E tudo bem, não sabermos.

    Seu desabafo é maravilhoso. Pela repercussão que ele tem.

    É um desabafo, mas é também um tapa na cara de muita gente que precisa acordar para a vida. É um grito de liberdade que vem em forma de alerta para repensarmos nossas vidas e essa sensação de urgência que acaba nos adoecendo. Todo mundo tem direito a ter uma vida, a cometer erros, a precisar de um tempo… E se o mundo não for capaz de tolerar isso, é um mundo que precisa ser mudado. E começa assim, com um grito de liberdade <3

  • Me identifiquei muito com o seu post, antes eu me dedicava quase 24 horas para o meu blog e desde que conheci o seu blog eu comecei a organizar melhor, sério!

    Você lançou planners para nos ajudar e esses planners são a minha salvação para uma vida organizada! Coloco tudo do blog no planner e tiro dias livres pra mim, pronto são neura.

    Você fez posts de como e quanto cobrar banners e publieditorial e teve a ideia maravilhosa de colocar uma calculadora de graça pra nos ajudar!

    Eu só tenho que agradecer, pois você é uma das poucas pessoas que mostra como manter e como controlar o blog, você explica coisas que nenhuma blogueira tem coragem de falar.

    É uma pena se você parar de blogar e vou sentir muito sua falta, aliás eu fui uma das primeiras a se inscrever no seu curso.

    Mas entendo e sei o que está passando, tudo tem seu tempo e sua hora e sei que você vai voltar!

    Eu, vou estar aqui, esperando ansiosamente pelos seus post’s!

    Meu, muito obrigada!!!

    Ana =)

  • Poucas vezes me sinto sem palavras…. Puxa, triste demais em ler isso! Cheguei aqui pela primeira vez há poucos dias, e lóóóógico, me apaixonei de cara! Bem, talvez eu ainda esteja no meu momento utópico (eu diria que esse é um defeito antigo da véia aqui). Embora de forma lamentável, compreendo e concordo com suas palavras. Blogar tem que TE fazer feliz, e se no momento, isto não está acontecendo 100%, dedique-se mais a si mesma. Quem gostar de verdade do seu conteúdo, para aprender e não para reproduzir, estará aqui sempre. Eu tenho vindo todos os dias desde que cheguei pela primeira vez. E confesso: fiquei chocada com o post! Mas achei bem compreensível. Espero, de ♥, que a blogosfera lhe reconquiste! Um super beijo!

  • Poxa Loma, eu fico muito triste não por você mas pelas pessoas que não respeitam o espaço alheio. Comecei a blogar recentemente e o seu trabalho tem me ajudado muito, com certeza vou sentir falta por que não existe conteúdo tão bom e gratuito como o seu por ai na blogsfera. Espero poder continuar seu trabalho mesmo que seja diferente do que você produz hoje. Obrigada por todo o conteúdo <3

  • Olá Loma querida!
    Eu pensei se deveria escrever, fiquei com receio de ser mais uma a falar de algo que está já no seu coração!
    Se vc escreveu é porque já pensou e tem isso dentro de sim. Quando a gnt decide dar outro rumo para algo que nos deixa triste é que o acúmulo de descontentamento já é grande.
    Estive 2 anos em um trabalho que aprendi muito, mas ao fim desse período não estava mais do mesmo jto, me sentia frustrada, cansada e triste. As pessoas ao meu redor não me reconheciam mais. Um dia minha mãe, que nunca fala o que devo fazer da vida, disse que eu não era a mesma filha…. foi o meu limite.
    Sai, larguei td, estou aqui sem quase um tustão furado no bolso. Mas estou. Dizer que estou feliz na fase nova? Ahh, tá longe disso. Mas temos limites e esses são essenciais.
    Se eu puder falar algo dessa experiência que tive é que deveria ao longo desses 2 anos ter vivenciado as coisas diferentes. Não ter só vivido naquilo, ter colocado sempre meus sorrisos, livros e artesanato como algo importante. Minhas coisas ficaram paradas e eu nem bola dava pra elas =(

    E diria isso para você, coloque o outro lado que vc listou como meta. O prazer e o que você ama primeiro. Assim, poderá rever o que entende como “obrigação”. e como quer a vida daqui pra frente!
    E uma coisa tbm que estou tentando levar para vida, não é pq as pessoas falam que eu tenho o dever de escutá-las. Sou ansiosa, levava td como algo a considerar. Me obrigava a atender tantas coisas que ficava louca.

    Agora, da vida, quero “menos é mais”. Trabalhar sim, muito. Mas não para além dos meus limites. Ter um ponto o outro de diversão. Menos complicação. Menos falação na minha cabeça e menos cobrança…. as minhas, pois estas são as piores.

    Por fim, creio que muita gnt vai sentir falta desse seu jto de levar o blog (com conteúdos de qualidade, com verdade, sem jabas desnecessários e com doçura). Isso não se tem mais e é triste ver que menos pessoas tem o tato de compreender que isso é tecnologia do bem!

    Torço imensamente por seu sucesso e também por dias de calmaria e nada a fazer. Apenas desfrutar do viver. Estarei aqui acompanhando suas redes e quem sabe mais pra frente um novo jto de ver td isso!

    Seja feliz viu! Apenas e simplesmente feliz!

    Um abraço apertado, com um copo de chá gelado numa brisa do mar, para acalmar o coração!

  • Sim, as pessoas, elas nunca estão felizes (e satisfeitas)! Admiro quem faz alguma coisa útil pelo universo. Pode ter certeza que você ajudou muitas pessoas com suas dicas – as que quiseram ser ajudadas. As que te criticaram, te cobraram ou te fizeram mal, fizeram isso simplesmente por hábito e essa é a vida delas. Elas não imaginam quão bom é espalhar amor. Lamento por você ter chegado a esse ponto, mas ao mesmo tempo fico feliz por você reconhecer o impacto que esse mundo virtual vem causando às pessoas. Felicidades, e continue espalhando amor aqui ou na vida real <3

  • Loma, sinto muito. :( É triste ver o ponto que chegamos, o estado que ficamos, por causa de pessoas que não tem um pingo de respeito. Não vou tentar dizer para não ficar assim, porque é em vão. A gente sabe que não dá para trocar nossos sentimentos. Seria fácil. Mas vou te dizer algo que minha mãe me diz desde pequena e que levo comigo há quase 30 anos: não deixe que outra pessoa seja dona do seu humor. É difícil? Eu sei que é, mas tente não deixar que isso estrague sua vida, que isso impeça você de ir ao yoga, que isso não deixe você ler um livro. Nós só estamos saudáveis de verdade quando fazemos o que gostamos. Toda força pra você. :*

  • Texto maravilhoso. Blog Maravilhoso. Pessoa maravilhosa. Eu poderia vir até aqui e dizer, como muitos, para você ignorar tudo isso, mas na real, só posso dizer uma coisa: te entendo. E mesmo sendo meio piegas, só há um conselho: siga o seu coração e seja feliz! (E ficarei órfã de toda a lindeza que você traz pra blogosfera!)

  • Ai Loma, nem preciso dizer o quanto entendo isso. Já sofri muito em relação aos Extras lá do blog e também do layout free que disponibilizo. As pessoas acham que tenho a obrigação de atender prontamente tudo e todos. Parece que se esquecem de que há uma pessoa atrás de tudo aquilo (e só uma pessoa, diga-se de passagem). Acha que somos um espécie de robozinho que não come, não dorme, não tem outros afazeres. Houve uma época que isso estava me estressando tanto que eu joguei tudo pro alto. Fiquei por uns 2 anos sem atualizar os Extras pois eu não via motivos para fazer isso, diante de todo o sofrimento e falta de noção que o povo tinha (fora os desaforos). Hoje melhorou um pouco, mas ainda sim há aquelas pessoas que não tem um pingo de decência e ainda acha ruim da gente não ter tido tempo para responder. Hoje estou mais no foda-se: se der para responder, eu respondo, se não der, também não tem problema… até porque eu também não deixarei de fazer as minhas tarefas, meu trabalho como designer e tudo mais. Essas coisas tomam nosso tempo, e muitos têm dificuldade de enxergar isso. Eu continuo fazendo os tutoriais porque sinto prazer, porque sei que vai ajudar outras pessoas, isso me faz bem e não cobro um vintém por isso. E para as que acham que sou obrigada a prestar serviço de assistência de graça 24h por dia, meus pêsames. Farei quando e se me der prazer. Como você mesma disse: sorry not sorry.

    Beijocas Lominha, e fique bem <3 ainda tem muita gente que ama o que você faz e reconhece. E são por estas pessoas que o que fazemos vale a pena. *-*

  • Em 207 tinha um blog, daqueles secretos tipo diário, desisti, pois chegou o dia que achava como obrigação atualizar ele. No ano passado voltei a blogosfera e sempre levando em contas as suas dicas de post e organização. Entendo que se for cobrada não dá a mínima vontade de fazer, fazemos um favor e vira obrigação, podemos sim e devemos fazer o bem e fazer o que nos faz feliz…

    Seja feliz com a sua escolha, seja ela qual for estarei apoiando e lendo, confesso que não sou muito de escrever comentar, preciso ser mais ativa nisso.

    Beijos

  • Eu adoro esse cantinho aqui, me inscrevi no curso, participo do projeto fotográfico e fico realmente triste em saber como você está se sentindo.É uma pena :(
    Espero que você decida da maneira que deixe feliz, espero muito que seja feliz Lominha.

    Te desejo o melhor.

  • Não tem sentido continuar com alo que está te fazendo mal. Você está mais do que certa: primeiro sua saúde, seu bem estar as demais coisas vem depois. Faça coisas novas, curta a vida.
    Quem acompanha teu blog não apenas para benefício próprio vai entender.
    Sucesso nessa nova fase.
    abraço.

  • Com a quantidade de comentários nesse post, você já vê quanto apoio você tem!
    Meu blog é muito menor que o seu com relação à audiência e existe há bem menos tempo, e mesmo assim já recebi mensagens do tipo “estou parando de seguir” e outras de impaciência por eu não responder uma mensagem rapidamente.
    Na minha opinião particular, são pessoas imaturas e você não deve tomar como ofensa. E sem falar dos haters, que escrevem coisas absurdas sem ao menos nos conhecerem de verdade, porque convenhamos, só nossos familiares e amigos mais próximos nos conhecem mais profundamente, então nesse caso vale bloquear os haters após rir do comentário sem noção e ofensivo.
    Eu AMO seus conteúdos e fico impressionada em como você é brilhante (espero mesmo que leia esse comentário) e, mais uma vez, na minha opinião particular, você não deve abandonar e nem se importar com uma parcela pequena de pessoas do mal, em relação à grande quantidade de leitores que admiram o seu trabalho.
    Eu poderia passar por aqui sem comentar, mas queria sugerir pra você sempre separar os horários de trabalho e de lazer, pra ter uma vida mais equilibrada, sem se cobrar muito e sem se importar com o que os outros dizem, porque só você sabe quem vc realmente é e o amor que coloca nas coisas que faz.
    Espero que encontre o equilíbrio e a felicidade em breve.
    Beijos,
    Tati ✦ Quero Ir

  • loma, meu amô. primeiro toma aqui um abraço bem apertado que faz bem pro coração. agora, vemk. te acompanho já tem um bom tempo e por conta disso é meio inevitável não acompanhar todo esse teu desenvolvimento. óbvio, tô vendo só a lominha da internet mas ainda assim ela é parte da lominha da vida real (né non?). a questão é, cê cresceu demais. a gente nota sabe? vê o quanto se empoderou, o quanto viu que pode fazer muito coisa sim e ser dexxtruidora. isso tudo dá a maior alegria pra quem te acompanha. acho lindo! só que como amiga-dazinternet me dói te ver sendo sugada. e me dói ver que as pessoas insistem em sugar o povo criativo, insistem nas cobranças e nessa bad vibes toda. e por mais que me doa ver tu parando algo que te fazia bem (mesmo que por um tempo), me dói ainda mais te ver insistindo em algo que no momento tá te destruindo. então se joga no que te faz bem e pode ter certeza, esse post foi uma tapa na cara de quem adora se fazer de amigx-leitorx-parasita. segue leve, segue feliz, segue no que te faz bem. a gente te entende e torce por ti. seja com muitos projetos ou curtindo um tempo no teu canto. tabeim? então tabeim ♥

  • Muito bom esse post. Super me identifiquei!
    A gente vicia nessa coisa de ser “blogueiro” e esquece da vida. A gente perde noção dos horários!

    Dá revolta quando a gente vê outros “blogueiros” que não criam conteúdo algum com dezenas ou centenas de K de seguidores, porque pegaram uma foto qualquer de um perfil internacional e neguinho idolatra, sem questionar ou saber o fundamento.

    Postei isso outro dia no meu perfil: o cara vai e coloca a foto de um bonitão sarado e escreve “inspiração fitness”. Oi?

    E as mensagens às 1h da manhã para perguntar como faz, onde compra, etc?
    Eu tenho pouco mais de 2 anos de site no ar e já sinto esses sintomas que você listou.

    Começo a me preocupar!

  • Poxa Loma que triste tudo isso!
    Tenho um blog há 4 anos e ano passado devido a problemas pessoais o deixei de lado e procurando blogs com inspiração e ideias legais achei você e desde então te acompanho.
    E fico encantada com a tua capacidade de criar coisas,de ajudar as pessoas e de se fazer presente na blogosfera dessa maneira.
    Fiquei empolgada pelo curso,achei incrível os planners,o grupo do face e tudo mais.
    Ainda não consigo blogar como costumava fazer,até tenho inspiração mas meio que transformei numa obrigação e sei que isso atrapalhou muito.
    Espero conseguir seguir e que você também siga da melhor maneira,sendo feliz.
    Sei que falar pra ignorar as críticas é mais fácil do que recebê-las,mas espero do fundo do coração que isso não te contamine,que você fique bem e que se quiser mudar o conteúdo tudo bem,quem admira o teu trabalho estarà aqui pra te acompanhar.
    Um abraço bem apertado ❤

  • Loma, acompanho seu blog sempre, mas admito que sou uma leitora “passiva”, não comento quase nunca nos seus posts, mas estou sempre por aqui lendo pois adoro seu blog e suas iniciativas incríveis. Na verdade, não é só a internet que não tem amor: é o mundo. Vivemos em um sistema que nos faz cruéis, não temos paciência, não procuramos informação na internet…a maioria das pessoas são alienadas, acham que “se está na internet não tem dono”, copiam na cara dura…QUANTAS vezes passei por isso em meu blog antigo ao disponibilizar conteúdos de graça?

    A minha dica para você neste momento é parar e pensar. Saia um pouquinho daqui, respire, aproveite o mundo ai fora, se reorganize e volte com tudo. Sinceramente? Quando as coisas são pagas as pessoas dão mais valor e você tem mais controle. Infelizmente precisamos nos blindar nos dias de hoje, pois justamente por querer espalhar o amor as pessoas que não tem amor não vão te entender.

    Espero que eu tenha ajudado (mesmo que um pouquinho, rs).
    Beijos, Gabi.

  • Fiquei triste com a notícia, mas te entendo perfeitamente. O que importa é que você seja feliz! Só acho importante frisar que se quiser voltar e quando quiser voltar, você sempre será bem-vinda. Você faz parte das pessoas da blogosfera que espalham o amor e acredito muito que o amor sempre prevalece! Sorte e sucesso no caminho que escolher! :)

  • Nós te amamos!!! Se hoje eu tenho um blog pessoal (tudo bem que ele nem bomba ainda rs) e um para meus alunos que está dando super certo, devo a vc!!

    Vc espalha amor e com certeza colhe muito amor, MAS não será de todos!! Muitos seres humanos acham que o mundo está em seu próprio umbigo!!

    O importante é: seja feliz e faça aquilo que te faz feliz!! bj pra vc

  • Só quero dizer que você é com certeza uma das pessoas mais legais que eu já vi na internet. E eu nem te conheço, veja só. Acompanho seu blog, vejo seus vídeos, absorvo suas dicas. E acho que é tudo maravilhoso. Penso em fazer um blog também, quem sabe? Mas mesmo que eu não faça, ainda assim tudo o que você faz vai sempre me inspirar.

    Então só quero dizer que entendo. Que o importante é você estar bem. E deixar um pouco do meu amor aqui.

  • Estou na contramão do que você está vivendo: Louca pra dar minha vida pelo meu blog, mas sem tempo porque tenho muitas atividades na minha rotina de mão-esposa-funcionária pública. Eu acho que trabalho até quando estou dormindo… kkkkkk… Já vavisei pro meu filho: “Se eu morrer, por favor, deixe-me descansar!!!! Não tente me trazer de volta…” kkkkkk
    Mas, se posso ajudar você acontinuar na blogosfera com alguma palavra, não se aflija, não se cobre mais do que deveria, faça com amor como sempre fez, mas não se torne escrava do mundo inteiro! Faça a sua parte. Gente ingrata você vai ter sempre por perto: na família, no trabalho, no círculo de amizades… Gente que não se importa em machucar os outros. o Amor realmente está se acabando, as pessoas só pensam nelas mesmas, com pouca exceção… Eu quase não interajo aqui, mas posso te dizer que venho sempre ler o que você posta e gosto muito! Continuo o seu lindo trabalho! Estarei aqui, como muitas pessoas que postaram aqui! São para as pessoas que gostam do seu trabalho e te respeitam que você deve continuar! O resto… é resto!
    Abração,
    Drica.

  • Desiste não, moça. Aprenda a dosar as coisas e parar de se importar com as reclamações desnecessárias. Você é uma das mais lindas dessa mundo blogueiro… Se permite um tempo, tira umas férias disso aqui, mas não abandona a gente não ;)

    Beijos,
    Mafê.

  • Lomina, seu desabafo me chocou! Como as pessoas são insensíveis e ingratas. Espero que você volte a ler, patinar, blogar e criar sem angústias. Que você renove suas energias. Seu blog é uma ferramenta de pesquisa e aprendizado pra mim. Continue se esse for o seu desejo.
    Beijos!

  • Pois é as pessoas perderam os filtros sociais do que é admissível cobrar, falar, reclamar. Tudo pq é internet e na internet vc pode tudo pq ninguém te ve mesmo.
    Triste realidade, espero que você fique bem <3
    Te amaaamos Loma <3

  • Assino em cima, embaixo e dos lados!! Depois de 7 anos blogando, tem dia que cansa. A gente deveria pensar primeiro em ser feliz, o resto, quando der e se der vontade.

    Eu acho que você volta =)

    E faça sim, uma maratona de Gilmore Girls!! Urgente!!

    Fique bem.

  • Concordo com tudo o que você falou. Adoro o seu trabalho e o mundo está cheio de gente louca, malvada e principalmente sem educação.
    Mas apesar de tudo isso, NUNCA DEIXE DE MARATONAR GILMORE GIRLS, porque é a melhor série, mais linda e muito amor. Se você quer mais amor, faça uma maratona de Gilmore.
    Espero que tudo se resolva, porque gosto muito do seu blog, das suas dicas e tudo mais.
    Beijos!

  • Eu poderia falar pra você não fazer isso, mas além do fato das pessoas que gostam de você e do seu conteúdo já terem falado (e vão continuar falando) seria egoísmo meu. Mas você vai deixar saudade, o seu conteúdo vai deixar saudade e perderemos mais um blog legal, bonito, de qualidade e que da gosto de voltar (no meu caso, uma vêz por semana).

    Fica! =(

  • Fui procurar seu blog ontem (não sou frequentadora assídua, mas quando lembrava sempre dava uma passada) e descobri que não estava mais funcionando. É uma pena, realmente as publicações eram de qualidade, sempre me identifiquei, mas os motivos são reais. Mesmo sem ser no blog, sempre vão existir pessoas assim, em qualquer tipo de trabalho, e eu sei que isso é bastante desmotivante. Então não se deixe abater, certo?!
    Espero que aproveite esse tempo pra si mesma, é a melhor coisa que se faz !

  • Loma, você está super certa!
    Eu até imagino o que você tem que passar. Tem muita gente sem noção na blogosfera! Querem tudo na mão! E como assim, reclamam simplesmente por ter que twittar uma simples frase? Se acham ruim, então que paguem pelo que recebem. Me irrita só de pensar hahaha
    Seu blog é maravilhoso, já me ajudou e continua ajudando muito e espero que essas coisas ruins diminuam, ao menos.
    Beijos

  • Puxa… sou nova por aqui, na verdade descobri o seu blog hoje, mas já estou amando! Ao mesmo tempo eu entendo como vc se sente porque já me senti assim também, houve um tempo em que criei um blog onde falava sobre adoração, vida com Deus, enfim, assuntos “religiosos” e aconteceu comigo exatamente isso, as pessoas copiavam até os poemas de adoração que eu fazia e que, mais tarde viraram louvores, e publicavam em seus perfis do Facebook ou Orkut como se fossem delas. Eu ficava chocada quando descobria algo do tipo, um dia até chorei por causa disso, mas depois levantei a cabeça e segui em frente! Porém, por causa dessa revolta que me deu, comecei a fazer posts relacionados a empreendedorismo, mercado financeiro e outros assuntos que me interessavam… aí veio outra surpresa: algumas pessoas me bloquearam nas redes e deixaram de seguir o meu blog. Fiquei novamente desanimada, chorei e me revoltei de tal maneira que nunca mais escrevi nesse blog. Porém, de um ano pra cá, comecei a ter uma vontade louca de escrever de novo, de iniciar um novo projeto, de começar um outro blog para falar das coisas que eu amo e que não precisasse ficar presa a um determinado assunto. Então, tomei coragem e cá estou! Agora estou decidida a continuar e pensando da seguinte forma: se eu puder impactar a vida de apenas uma pessoa com os meus posts já ficarei feliz e me sentindo realizada! Ou seja, pense naquelas pessoas que realmente aproveitam o seu conteúdo e naquelas que você tem ajudado com os seus posts! Siga em frente porque eu acredito que essas pessoas que tentam te machucar, são pessoas que no íntimo queriam ser como você! Um super beijo e que Deus te abençoe hj e sempre!!!

  • Oi Loma, acompanho seu blog a algum tempo, mas não costumo deixar comentários. Gosto muito de tudo o que tu posta aqui, e ficarei muito feliz se tu continuares postando. Tenho um blog também e faço posts só quando sinto vontade, não tenho dias específicos, apenas posto porque gosto. Acho que é o certo a se fazer, acredito que tudo o que é demais faz mau. Não deixe de fazer as coisas que tu gosta offline, curta sua vida, mas não nos abandone, mande noticias <3 Beijocas.

  • É isso aí. Realmente vivemos num mundo louco, cheio de pessoas egoístas e arrogantes, que se acham no direito , em nome de um ‘estou pagando’ controlar a sua vida. Não pare seu trabalho, você ajuda muita gente, apenas estabeleça limites para a sua proteção, pois não vai ser apenas na Blogosfera, mas em praticamente todos os ambientes de trabalho ou comunidades (faculdade , escola), vamos encontrar pessoas do mal. Deus te dê sabedoria a Deus para lidar com essa situação e que você possa continuar blogando para a alegria das pessoas de bem da Blogosfera. Seu trabalho é lindo, você é linda e tem um coração super do bem. Desejo um monte de coisas boas para você! Deus te abençoe!!!

  • Ah querida, não se sinta assim! ;-)
    Não pense apenas nos pontos ruins, tente focar nos outros pontos que te fazem sorrir… O seu blog é fantástico e você me parece uma pessoa com um enorme coração.
    Se você precisar de alguma coisa, saiba que tô aqui, viu?!
    Um super beijo e um abraço bem apertado,
    Carol

  • linda, to contigo. olhinho encheu de lágrima aqui, de verdade. faz o que é melhor pra ti, se cuida. vou continuar de olho no blog igual faço desde que conheci, feliz a cada postzinho. beijocas e fica bem. <3

  • Sei que já vou com uns meses de atraso! E que tudo isto já “passou”!
    Mas cheguei há pouco no seu blog! Vim graças ao curso grátis do Media Kit ( que ainda não acabei, porque estou a ler o seu blog de ponta a ponta! A ADORAR!).
    Deste post, apenas tenho a dizer : ” Faz o que te faz feliz!”
    E 7 caes? Tens de ser boa pessoa! :)
    E és uma sortuda! Sabes porquê?
    Tens todo o amor do mundo! 7 Caes é muita dose de amor!!! :)
    Eu tenho 1 cadela, 1 cão e 2 gatas!!! Muito amor e muita felicidade! O blog é um complemento!
    Um beijinho muito grande de Portugal e muita força

  • Oi Loma, sei que este post é de fevereiro e que agora estamos em outubro e talvez você nem esteja mais nessa fase da vida, mas eu gostaria de compartilhar que de uns tempos pra cá eu venho pensando em fazer parte de um blog, ou até mesmo criar um, mas logo quando eu pensava nisso, já bloqueava essa ideia pelo fato do que ter um blog tem significado no Brasil. Eu pensava: gosto da ideia mas não tenho perfil para blogueira, não sou perfeita, não entendo tanto de moda (o que tem sido a vitrine dos blogs brasileiros).
    Mas quando decidi pesquisar um pouco a respeito, te achei sem querer no youtube e o teu jeito de falar de blog me chamou a atenção, me levando a procurar seu blog e dps seu face, e dps seu insta, então baixei a lominha de bolso.
    Pode parecer meio óbvio mas, só com tudo isso que passei a ver blog com outros olhos (na real eu não tenho que me encaixar em um padrão), com você aprendi que o blog é o meu espaço, tem que ser a minha cara, sou eu quem deve determinar os padrões.
    Sem você saber, você me encorajou e me inspirou a criar um blog, comprei o domínio hoje e ainda nem sei fazer nada direito mas estou animada.
    As vezes pra você pode parecer que não, mas você ainda tem conseguido transmitir amor e alegria através dessa blogosfera (ingrata), falo isso porque esse amor e essa alegria me atingiu e me inspirou, e em meio a taaaanta ingratidão eu só vim te agradecer, por todo o trabalho que você teve e ainda assim disponibilizou todo esse conteúdo de forma gratuita, todo esse trabalho feito com amor me alcançou.
    É uma pena as pessoas estarem sempre prontas a criticar e serem tardias em elogiar e agradecer.
    De qualquer forma, Muito Obrigada!

    • Eu tô chorando enquanto leio. Seu comentário aqueceu meu coração de uma forma muito gostosa. Obrigada por me proporcionar isso. Depois dessa crise em fevereiro – e após receber tanto comentário que me fez chorar, esses lindos aqui de cima – eu aprendi a exercitar meu emocional. Tô me esforçando muito pra deixar as críticas pra lá (afinal, elas fazem parte de tudo na vida, né?) e sempre recorrer aos comentários lindos, aos novos amigos que fiz nessa internet, para recompor as energias. Leio comentários como o seu e me lembro que o mundo é cheio de gente linda e talentosa e que tive a sorte IMENSA de estar rodeada de pessoas como você. Então, muito obrigada! De verdade, mesmo. <3 E boa sorte nesse mundo delicinha que é a blogosfera.