Construindo seu público 01

Recebo muitas perguntas sobre como construir o seu público fiel no blog. Apesar de ser muito simples criar um novo blog, há muito esforço envolvido e, no fim das contas, muitas pessoas desanimam pois não se sentem lidas ou queridas – seja por falta de comentários, interação ou seguidores.

Isso faz parte do processo: construir um público capaz de se identificar com você exige tempo e esforço.

Não tem essa de criar o blog, digitar, publicar e esperar. Essa série de posts vai ser curtinha e recheada de dicas para a construção da sua comunidade de leitores, desmistificando algumas ideias equivocadas – como essa. Mas antes de começarmos com as dicas, vamos esclarecer uma coisinha:

Construir público x angariar seguidores

Parece a mesma coisa, né? Mas são dois conceitos bem distintos e eu vou explicar porquê. Mas antes, fica uma perguntinha (que eu quero mesmo que você responda nos comentários, ok?):

O que se passa na sua cabeça quando você pensa em blogs?

Vou partir do meu exemplo, já que eu nunca perguntei isso para ninguém. Quando eu penso em blogs, principalmente o meu, eu penso em desenvolver um conteúdo que arranque um WOW de você, querido leitor. Penso em fotografias que saibam me expressar, penso em compartilhamento de informações, penso em conexão e identificação – com você que me lê e com as blogueiras que leio.

E é sobre isso a construção de público, ela acontece de forma orgânica.

Você redige um conteúdo útil, as pessoas se identificam com ele e compartilham nas suas redes, o que acaba trazendo novos leitores (que podem se identificar ou não) e os mesmos leitores de sempre em busca de novidades. É um fluxo continuo e alimentado unicamente pelo seu conteúdo e suas boas ideias. Se fosse uma bola de neve, seus posts e criações seriam a neve.

Mas e os seguidores? Para ser bem honesta, eu me preocupei muito com eles há um tempo atrás. Para mim, era importante ter 10.000 seguidores em cada rede, isso provaria para o mundo o quão importante eu sou. Só que fui aprendendo algumas coisas com o tempo, deixa eu compartilhar essa experiência mais abaixo. Mas antes, uma informação importante:

Angariar seguidores acontece (geralmente) de forma paga ou patrocinada.

É preciso investir sim quando você quer conquistar um número de seguidores bom (para conseguir patrocínios ou parcerias, por exemplo). No exemplo da bola de neve, o investimento seria a neve que faz seu número de seguidores crescer.

Eu angariei muitos seguidores nas minhas redes com sorteios – investi uma boa verba comprando coisas que achei interessante para presentear as pessoas. Também já investi em Facebook Ads para conseguir alguns likes na divulgação do meu blog planner (a versão impressa). Deu resultado? Ô se deu – e não acho isso errado. Investir é preciso se o seu foco for números.

Mas vou te contar um segredinho: grande parte dos seguidores que chegaram por sorteios já deu unfollow. Pois eles não estavam interessados no que eu tinha a dizer, apenas no que eu tinha para distribuir. Não é errado fazer sorteios ou dar presentes para o seu público, vamos falar sobre as melhores formas de usar essa estratégia mais pra frente.

O importante aqui é entender que nem sempre a quantidade (número de seguidores) significa qualidade (público fiel). Mas com certeza a qualidade (aquele seu público fiel) significa quantidade (já que eles se tornam seus seguidores). Em qual deles você acha melhor investir o seu esforço?

Então, nos próximos posts da série nós vamos aprender um pouco mais sobre como construir o seu público sendo quem você é e fazendo o que você gosta de fazer!

Não esqueça de compartilhar, hein? <3

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Lominha eu amei a frase: desenvolver um conteúdo que arranque um WOW de você!
    É assim que me sinto, prefiro muito mais público do que seguidores, acho ainda que as marcas têm essa ilusão que quantidade de seguidores é a mesma coisa de qualidade ou público fiel, infelizmente.
    Mas eu prefiro sim, bolar na minha cabeça um conteúdo bacana do que escrever qualquer coisa e fazer sorteio só pra angaria seguidores. Acho que sorteio é mais bacana quando a gente presenteia as pessoas que estão lá sempre no blog.

  • ótimo artigo Lomita.

    No meu trabalho, muitas vez pego um blog para desenvolver que tem mais de 10.000 curtidas e seguidores, mas suas visitas diárias são ínfimas. Então logo percebi que números são bem diferentes de reais seguidores e não dá pra medir a influência de um blogueiro apenas por isso.

    Bom, eu prefiro que quem me siga gosta de meu blog de verdade, por isso ao longo do caos criativo, nunca fiz sorteio nem pedi curtidas. Deixei aberto e a cada dia o blog vai crescendo. Não que isso seja relevante também, porque eu realmente tenho como objetivo manter apenas um diário virtual.

    Mas de toda forma, muito importante você falar sobre isso aqui.

  • Maravilhoso texto! Meu blog é em inglês. Ontem reformulei ele inteirinho e comecei do zero. Sim. Após 1 ano vou começar do zero, pois não estava feliz com o meu blog apenas em português. Não estava interessante e divertido pra mim, estava maçante. Eu me sentia em uma gaiola por ficar presa apenas à língua portuguesa e como eu AMO inglês e me considero suficientemente boa para produzir textos na língua e falar também, resolvi fazer tudo em inglês. A questão é que agora eu tenho que conquistar um público totalmente diferente. E isso quer dizer: do mundo todo. Podem ainda ser brasileiros, americanos, mexicanos, ingleses, italianos… Eu estou na esperança de que todas as suas dicas funcionem pra mim, porque é muito mais fácil você conquistar público de pessoas que estão – literalmente – à sua volta do que pessoas que você não tem contato pessoalmente. Vou dar o meu melhor para crescer, pois é o que eu mais quero. E antes tarde do que nunca.

    Seu blog é maravilhoso e eu o indico a todos os que perguntam por dicas. É tudo muito bem escrito, organizado e de excelente qualidade. Eu realmente desejo que seu blog estoure, pois merece. Seu conteúdo é de excelente qualidade e merece muito, muito mais views e destaque.

    Beijos,
    Beatriz

    http://www.beatrizrocha.com

  • Já faz um tempo que eu sigo seu blog, mas me manifesto muito pouco por aqui hasuhas ( sou tipica leitora fantasma hehe). Mas hoje resolvi dar a minha cara. Amo suas dicas, esta me ajudando muito a ter noção de como ter um blog mais profissional. É realmente é preciso investir mesmo para ter um blog no caminho do sucesso, isso é a mesma coisa que abrir uma empresa, primeiro o investimento, depois os lucros. Estou acompanhando tudo aqui no seu blog. Bejs

    http://joicyrecco.blogspot.com.br/

  • Sempre que vejo alguém comentando que quer um blog de sucesso eu chego a uma questão parecida com essa. O que é sucesso?

    Não adianta. Ter 10.000 seguidores do dia pra noite, só pagando. Se sucesso se resume a números (e eu não vejo problema em quem pensa assim), então corra atrás do que acha importante.

  • Olá Lominha, adorei o post!
    Eu prefiro ter leitores fiéis, que leem meu blog porque gostam e se identificam com o conteúdo, que deixem comentários e me mostrem que o blog tá com conteúdo legal, pois eu me dedico bastante pra escrever posts com o máximo de conteúdo, então esse retorno é o que me motiva a blogar.
    Não tenho muito seguidores pois não vou atrás disso, nunca angariei seguidores (juro que não sabia o que isso significava, até hoje) mas estou super feliz com o pouquinho que tenho!

    Vou acompanhar essa série de posts até o fim pois quero cativar mais ainda meus leitores e suas dicas sempre ajudam ♥
    Beijoss

  • Adorei esse post Loma!
    Eu já tive a preocupação de conquistar seguidores, mas desencanei. Acho que com o tempo e fazendo um conteúdo legal eu consigo trazer pessoas interessadas no que eu tenho a dizer, sabe?
    Bjs
    Karine

  • Loma, que demais! Tô ansiosa para os próximos posts. Essas suas dicas para blogs sempre me inspiram e me trazem um up no ânimo para blogar, já que às vezes bate uma ziquezira e dá vontade de jogar tudo para o ar. Esses dias reestudei o ORGblog todinho! Sou muito fã, é um material pra lá de precioso! Você sempre inovando e arrasando! :) Beijos

  • dia desses ouvi um episódio do Nerdist Podcast e o convidado era o diretor de cinema Kevin Smith, e ele comentou sobre o impacto do Twitter e como a interaçã com os fãs dele ajudou a fazer o filme mais recente dele, Tusk, acontecer. e ele disse algo que se aplica ao que você comenta no seu post: se você consegue 1000 seguidores fieis, que vão consumir tudo que você produzir e te acompanhar em todos os projetos, essa é a sua audiência, e é só isso que você precisa. não um número imenso, mas sim um número sólido.

  • Falou tudo e mais um pouco nesse texto, viu?

    E respondendo à sua pergunta: Quando penso em blogs me vêm à cabeça um lugar em que o autor coloca um pedacinho da sua essência ali. Seja com conteúdos que ajudem os outros ou apenas compartilhando sua vida, talentos e opiniões.

    E cara, no começo é fogo. Você praticamente escreve pro nada.
    Mas de grão em grão se faz uma montanha, como já dizia minha avó :D

  • eu sou das antigas, gosto de publico, gosto que as pessoas achem meu blog sem querer e passem a ler pq gostaram e se identificaram, gosto de fazer amizades com quem me le e com quem eu leio, de ter aquele toque de diario no blog e tdo mais… romantizo mto essa coisa de blog e por isso soh tenho 120 likes na fan page hahahaha mas ta valendo!

    o texto ficou otimo lominha e tenho ctza q eh mto uil pra mtaaa gente que ta começando nesse negocio de blogar! :P

    beeeijo, saudadeeee mimimi

    lambeijinho do yuki!

  • Acho que a primeira coisa que penso é ter um cantinho que posso publicar algo meu, e encontrar pessoas que se identifiquem com isso.
    Acho tão difícil construir público fiel hoje em dia. A maioria parece ter muita preguiça de comentar, não sei. Gosto de publicar, mas não costumo esperar muito retorno, deixo as coisas rolarem.
    Acho engraçado essa coisa de sorteio. Tem blogs que tem tantoo like em facebook, mas só porque sorteia toda semana, mas não recebe nenhum comentário. Acho que eu não seria feliz assim haha! Eu acho legal fazer sorteios se for pra retribuir carinho de leitores que são público fiel. Sei lá, minha opinião né…
    Beijos!

  • Muito bom seu post! Estou tentando construir um público mas está difícil.

    Eu fiquei um tempo sem postar e voltei agora no meio do ano então perdi todos os leitores do blog. Parei de postar na época porque achava que estava fraco e sem resultados, mas agora que eu voltei e arrumei muita coisa no blog parece que ficou pior. rs

    Troquei o layout, coloquei domínio e mudei o conteúdo, até mandei um email perguntando se seria legal eu deixar o blog mais pessoal do que literário e tals. Fiz isso mas não ta tendo o resultado que eu queria.

    Mas o texto ajudou. Talvez eu precise investir um pouco mais na divulgação do blog. :)

    Beijos!

  • Gostei da matéria veio para mim em uma boa hora, ja que estou bem nessa fase tenho um blog a alguns meses e começo a pensar no crescimento que ele pode ter.
    Respondendo a pergunta acho que para mim blog é aquele lugar onde eu tenho algo para passar e que te interessa e a partir do momento que você concorda ou acha interessante o que eu falo há a interação. Para mim um publico fiel que interaje tem maior qualidade que um grande numero de seguidores. :)

  • (◕‿◕✿)
    Tava lendo o post anterior a esse e tive que ir no post de emojis antes de comentar aqui, hehehe. Essa questão de público é uma coisa complicada mesmo, acho que qualquer uma das duas opções é bastante trabalhosa, mas conseguir um público fiel, a longo prazo, supera conseguir seguidores. Como bem dissestes, depois de um tempo aquele seguidor nem aparece mais no teu blog, ele não permanece, então pode até ser bom a curto prazo, mas acaba não ajudando muito no futuro do blog.
    Agora respondendo a tua pergunta, quando vejo blogs eu penso em um lugar para se compartilhar projetos pessoais, sejam pensamentos, sejam fotos, sejam opiniões. Entendo que também é uma plataforma de trabalho hoje em dia, mas sinto a necessidade de manter o lado “pessoal” do blog quando penso nele, e também quando busco outros para ler.

    Bjos!

  • Oie, Lominha.
    Quando eu li o seu post, pensei muito sobre o que você disse e acho que tem toda razão ao investir em qualidade ao invés da quantidade. Não é a toa que você possui um público fiel e sempre atento as dicas e informações que passa aqui.
    Eu sou suspeita em dizer, mas sou uma que já virei fã de carteirinha. Continue assim que só colherá bons frutos.
    Abraços e Sucesso ;)

  • Oi Lominha!
    Primeiro, deixa eu me apresentar. Sou a Lígia (ou Liih), também publicitária, e por estar um pouco decepcionada com a minha área escolhida, comecei meu blog sexta feira, e aí conheci o seu e te confessar, eram 3h dessa madrugada, eu estava aqui revirando seu ORGblog de cabeça pra baixo. Acabei ficando perdida (juro, todos os 25 itens estavam abertos em abas), e tentando aprender mais e mais pra melhorar meu blog. Conclusão? Só com o tempo, hehe! ^^
    Acho importante aprender a construir o próprio público, ainda mais eu quem estou começando! :) Eu te convido a visitar o meu cantinho, hehe! Ia ficar honrada de te receber! Beijo grande!

  • Cada blog é construído por conteúdos diferentes. Então, quando penso em blogs, penso na variedade de coisas que podemos encontrar, aprender, interagir, juntar e unir.
    Bem, já acompanho o sernaiotto por um tempinho e tô amando as dicas e o aprendizado de como construir um público. É muito gratificante quando conseguimos fiéis leitores/seguidores!
    Obrigada, bj e sucesso!

  • Não pensei que alguém fosse falar desse assunto. Aliás, é sempre bom dar uns toques pra quem está começando ou quer ter um certo número de seguidores. Como eu gosto de ser underground (e não ter patrocínio), invisto nos meus leitores de modo geral. Aquela coisa que você falou no post: nem sempre quantidade significa qualidade.

  • Vamos começar com a resposta para a pergunta “o que passa na sua cabeça quando pensa em blog?”. Até pouco tempo atrás o blog, para mim, era um espaço no qual eu compartilhava o que achava bacana, interessante e tivesse voltado aos acontecimentos do meu dia (seja teste de produtos, receitas, resenha de livros, looks do dia). O blog servia para minha diversão, e por sorte conquistou alguns seguidores nas redes sociais e leitores fiéis que comentam sempre.
    Mas atualmente o blog é para mim um espaço no qual eu quero compartilhar o que acho bacana, mas de uma maneira na qual eu possa mostrar os pontos positivos e negativos, ajuda de alguma maneira quem está lendo meus textos a decidir se vale investir naquele produto, se aquele livro é de fato tão maravilhoso quanto a capa, se o filme valeu ou não a pena e porque eu cheguei àquela conclusão, como faz uma determinada receita, dicas para combinar determinadas peças no look. Entretanto, tenho percebido que muitos assuntos e temas não me favorecem. Estou na dúvida sobre o que permanecerá e o que sairá do blog, também tenho dúvida sobre como farei isso. Mas comecei analisando alguns ponto e já percebi que eu amo postar: resenha de produtos, produzir looks para dar dicas e preparar receitas. Acho que o restante do “meu dia” pode ser compartilhado apenas nas redes sociais, eles não precisam de um post.
    Ainda estou confusa, mas espero me decidir até o meio de 2015, tempo para juntar dinheiro e modificar o blog novamente! “)

    Já sobre seguidores, bom, eu prefiro conquistar do que angariar. Fazer sorteio é muito legal, e tenho pensado em fazer um para comemorar os mil inscritos e mais de cem mil vizualizações lá do canal. Mas, como você disse, a galera segue/curte/compartilha porque quer ganhar o prêmio, depois do sorteio um bom número para de seguir. Isso é chato, mas por outro lado, a gente tem a oportunidade de fazer com que outras pessoas conheçam nosso trabalho e, se gostarem, permaneçam acompanhando-o.
    Só que esse negócio de “angariar” me assusta porque, do meu ponto de vista, o sorteio é uma maneira honesta de se angariar seguidores. Mas é sabido por muitos que nesse meio tem quem venda seguidor/curtida e até interação! É comum, por exemplo, um perfil no Instagram ter 100k e as fotos terem uma média de 100 curtidas. Poxa, cem curtidas é muito, mas para um perfil que tem 100k é muito pouco, né?
    Esses números podem ser interessantes para empresas, mas garanto que o retorno não vai ser o esperado. Tanto é que tem algumas marcas investindo em blogueiras com menos seguidores porque além de pagarem mais barato (ou menos caro), o feedback existe já que o número é real. O número foi conquistado e não comprado…

    Por exemplo, tenho meu blog desde 2010, mas sempre fui tímida e não divulgava de jeito nenhum. Apesar do tempo longo, a pouca divulgação me fez crescer pouco. Há alguns meses eu comecei a melhorar o layout, as fotos, o conteúdo do blog e das redes sociais. Isso já me fez crescer um bocado e me faz muito feliz, mas sei que para muitos sou pequena demais para o tempo no mercado. Mas é isso, vou continuar investindo na qualidade para ter quantidade… “)

    Beijinhos Loma!

  • “O que se passa na sua cabeça quando você pensa em blogs?”
    Há algum tempo atrás eu diria que quando penso em blogs, penso em espaços virtuais com um conteúdo legal, fotos bonitas, um lugar para ganhar algum conhecimento ou diversão.
    Hoje em dia eu quando penso em blogs penso só em pessoas querendo números e ganhar coisas, o que me deixa meio triste e desmotivada a continuar com o meu próprio, que não passa de um simples hobby…

    Enfim, como sempre, você e seus posts ajudando azamigas blogueiras são sensacionais. ♥

  • Como sempre, post maravilhoso! Eu blogo há anos, desde que tinha 13 ou 14 anos… (Tenho 25 agora haha)
    E sempre deleto e faço outro blog, não sei o que é comigo. Agora to com um que planejo ficar mesmo, e acabei de começar e realmente construir um publico e ter aqueles leitores fiéis parte muito da sua força de vontade em produzir algo de boa qualidade, e com personalidade! Acho que a personalidade é o que faz os leitores ficarem em um blog mais “pessoal”, ne? Eu sempre gosto de ler seus posts porque tem sempre algo legal, e eu adoro seu jeito de escrever, sempre me cativa!

  • Exatamente isso Lominha… interação… eu penso assim, pra mim não adianta as 2.000 curtidas na minha página se nenhuma delas comenta e sequer curte o conteúdo. Queria ter 100 pessoas me acompanhando mas que estivessem ali junto comigo dando sugestões e interagindo comigo… pra mim isso é o importante… é exatamente disso que eu tô atrás e certeza que com as suas dicas vai dar tudo certo. Já arrumei muita coisa que você me mostrou e faltam uns detalhes pra gente marcar aquela nossa conversa… quero muito ver a sua opinião das mudanças. mil beijos e obrigada sempre por tudo!

  • Loma, acompanho seu blog a poucoa meses e não lembro se já fiz algum comentário anterior. Mas a questão é: Quero agradecer pela iniciativa com essa série e por tantas outras. Por orientar e ajudar blogueiros iniciantes (meu caso). Deus abençoe! Beijos.

  • ”O que se passa na sua cabeça quando você pensa em blogs?”

    Bom, penso em interação com os leitores, expor sua opinião sem medo do que vão falar (no caso os haters), e também a paixão pelo que fazemos.

    Beijo! Amo seu blog, lindo igual a dona hahaha!

  • Oi Loma, tudo bem?
    Esse seu post me fez lembrar uma série de coisas. em especial aquela ânsia de conseguir seguidores, e de sentir que o blog cresceu. Mas, no fim, aqueles números eram fantasmas, e hoje percebo que o meu público leitor é pequeno, mas muito fiel. Algumas até já considero como amigas. Acredito que o segredo mesmo é conquistar leitores de verdade, e espero que essa nova série de post me ajude nesta nova fase do meu blog.
    Abraços,
    Amanda Almeida

  • Incrível seu BLOG *–*
    Leio seus post e sinto como se estivesse conversando contigo aha!
    Eu e duas amigas estamos projetando nosso Blog e pretendemos “lançá-lo” este ano ainda, e suas dicas são de OURO.

    Parabéns por compartilhas essas preciosidades com os novatos como eu e por fazer este trabalho lindo de ver *-*

    Beijossss <3

  • Lominha.já vistei seu blog algumas vezes.mas essa é a primeira que conheço.A verdade é que eu não sigo blogs,não aperto aquele biotão de seguir,quando eu gosto de um blog,eu simplesmente gravo o nome dele e volto sempre

  • Lominha,
    Mais uma vez muitos parabéns pelo conteúdo! :)
    Obrigada pelas dicas e pelas chamadas de atenção!
    Ainda sou bébé nos blogs, quer em termos de tempo (1 ano e 1/2), quer em termos de seguidores.
    Mas rapidamente aprendi que fazer passatempos só chama a atenção de um público que vai e vem… O que não me interessa muito! Mas o conteúdo, esse sim é rei! :) Quem fica, fica porque gosta do que lê! E por isso, mais do que tudo o resto, dedico muito tempo na escrita! E tenho feito esforços para melhorar a fotografia! :P
    Tudo o resto ha-de vir devagarinho! :)
    Beijinho e obrigada por mais um post que adoro ler!

  • Quando penso em blogs, penso em “identidade”.
    Um dos meus maiores prazeres na vida é encontrar gente que partilha dos mesmos gostos que eu, assim como você. O meu maior foco com o meu blog é proporcionar às pessoas esse sentimento, é inspirar elas a serem mais felizes, ver o mundo de uma forma mais bonita e positiva, a se sentirem melhores com elas mesmas, assim como eu vejo e como eu aprendo em muitos blogs. Quero pessoas que se identificam comigo, porque gente que pensava diferente de mim já conheço e convivo demais, sabe? É isso que penso quando penso em blogs. :)