25 coisas que aprendi aos 25

Hoje eu comemoro 26 verões – porque verão é minha estação do ano favorita. Posso culpar o inferno astral, mas ultimamente tenho refletido muito sobre quem eu sou, até onde cheguei e até onde quero chegar. Nessas idas e vindas da vida, muita coisa boa e ruim aconteceu – inclusive, nessa data ~especial~ eu tive que segurar alguns forninhos que mudaram todos os meus planos.

Diante de tanta reflexão e reviravoltas dignas de uma novela mexicana (o nome composto da protagonista eu já tenho), resolvi compartilhar as 25 coisas que eu aprendi aos meus 25 anos:

1. Coisas ruins acontecem – e tatu do bem!

Não importa o quão cauteloso, metódico e saudável você seja: coisas ruins vão acontecer de vez em quando e não serão por acaso. Busque aprender com elas e tirar proveito de cada situação.

E depois, tente de novo – e quantas vezes for preciso.

2. Prioridades são fundamentais

Não adianta querer abraçar o mundo e se envolver em todos os projetos imagináveis: é melhor dar 100% de si em uma coisa do que 10% de si em 10 coisas diferentes. Defina suas prioridades e trabalhe duro nelas. De grão em grão, a galinha enche o papo, né? (beijos, vó!)

3. Dê 100% de si em tudo o que fizer

E que fique bem claro: 100% de si em todos os seus projetos, 100% de si pela sua equipe, 100% de si para ajudar os outros. Invista todos os seus esforços naqueles que ama e, acima de tudo, em você mesmo.

4. Não trate como oreo quem te trata como negresco

Ah, as expectativas. Cresci com essa ideia errada de que, ao dar o meu melhor por uma determinada pessoa, a mesma obviamente daria o seu melhor por mim. Não se engane, jovem gafanhoto.

Nem todo mundo prioriza seus cuidados, seus planos ou seus sonhos. E se você mesmo não priorizá-los, ninguém vai! Fica a dicona.

5. É possível amar intensamente, sempre.

Essa ideia de que nunca amará ninguém da mesma forma é equivocada. A gente sempre ama intensamente, quando ama. E se você não ama ninguém intensamente, eu aconselho que comece logo. A vida é curta demais para amores mornos.

6. E possível odiar intensamente, também.

Existe uma linha tênue entre o ódio e o amor. E odiar é tão humano quanto amar. Você vai sentir isso na vida, mais cedo ou mais tarde, em algumas situações. Respeite esse sentimento forte em silêncio, que uma hora ele passa. Porque…

7. Nem sempre o ódio vai ser ódio mesmo.

Às vezes, o ódio é uma forma de culpar alguém por uma atitude com a qual não concorda ou livrar-se da culpa por algo que não correu como o esperado. Tem vezes que o ódio é puro egoísmo ou falta de empatia. Vai com calma! Dormir é o melhor remédio para esfriar a cabeça e o mesmo cenário pode mudar sob inúmeras perspectivas.

8. Crie peixes, crie porcos, crie tudo mas não crie rancor.

Minha mãe me ensinou que guardar mágoas é como tomar o veneno e esperar que o outro morra. Nunca levei a sério, mas associei (da pior forma) que nutrir rancor me fazia mal. A negatividade de desejar o mal ao outro só atrai mais negatividade!

9. A grama do vizinho pode ser mais verde, sim.

Mas isso apenas acontece porque você fica olhando pra grama dele ao invés de regar a sua!

A comparação é a maior destruidora de determinação que existe – cada pessoa é única, tem seus talentos, suas dores, seus sonhos e suas lutas. Respeite suas limitações e plante suculentas: são fofas e não precisam de rega.

10. Calma cara: você tem tempo!

Chega dessa palhaçada de não viajar, estudar música, fazer artesanato, desenhar ou *insira um hobby super legal aqui* por falta de tempo. Quem realmente tem vontade, arranja tempo. Agora, se não quer ou não é importante, já é outra coisa…

11. Busyficação não é bonito e nem te faz mais bem sucedido.

Essa cultura geral que vangloria a necessidade de estar ocupado 22 horas por dia (e dormir 2h) não é saudável. Para muitas pessoas, você só é bem sucedido na vida se tem 5 reuniões num dia, faz hora extra, corre no Ibirapuera e ainda trabalha de casa. Pra mim, isso não é sucesso.

Aprendi a respeitar meu corpo e criar uma rotina que me faça bem – e melhor do que isso: aprendi que sou feliz assim e na verdade, é isso que importa.

12. Sem amigos, você não é nada.

Pode me chamar de radical, sim. Mas eu aprendi isso recentemente, quando percebi que precisava de amigos, de passeios, de sair um pouco do mesmo cenário e, bem, tenho poucos. A maioria online – e de longe. E sabe o que é melhor? Mesmo de longe, cada um me faz tão bem que já nem me imagino sem eles!  Cultive-os – custe o que custar!

13. O pra sempre, sempre acaba.

Aposto que você já desistiu dessa lista meio pessimista, mas vou continuar mesmo assim. O pra sempre só acontece se você for determinado até o fim. Mas sabe porque isso não dá certo? Porque o ser humano é mutável, se adapta a diferentes ideias e adora mudar de planos no meio do caminho. Aceita e vai.

14. Ciúmes não é sinal de falta de confiança

Sentir ciúmes é natural de cada um e pode destruir muitos relacionamentos. Mas o fato de que alguém não curte te ver com outra pessoa não significa falta de confiança: significa que determinada pessoa incomoda. Aprenda a diferenciar as duas coisas e terá um relacionamento saudável. Ou não, né?

15. Na dúvida, embarca e vai.

Eu já escrevi sobre isso. Aprendi que o medo de tentar nos impede de aproveitar muitas oportunidades. O porto é seguro, mas os navios não foram feitos para ficar lá. Então, quando bater o medo, de pergunta: vale a pena ficar no porto ou eu deveria sair da minha zona de conforto e encarar o mar? Desse mar, podem surgir grandes vitórias ou grandes derrotas, mas você só vai descobrir navegando!

16. Tá permitido sofrer, sim!

Também já escrevi sobre isso e aprendi a respeitar meus momentos dolorosos com o tempo. É permitido ficar triste, por qualquer razão que seja, contanto que não deixe isso subir pra cabeça.

Sabe, no final sempre fica tudo bem! Então deita, dorme, chora, choraminga tudo o que for preciso – e depois, move on!

17. Todo mundo tem limitações!

Você não é o único que é péssimo em matemática, sofre com exercícios físicos ou simplesmente não sabe assobiar, não importa o quanto tente. Cada um tem suas limitações e você deve manter em mente duas coisinhas importantes:

  1. Reconheça suas limitações e aceite-as!
  2. Respeite as limitações alheia.

Eu acredito que se você julgar um peixe pela sua habilidade em escalar árvores, ele vai acreditar que é um inútil a vida toda. ;)

18. Cada pessoa que você conhece tem uma história.

Ela ama algo, perdeu algo, tem medo de algo. Portanto, esforce-se ao máximo para deixar seus julgamentos em casa antes de sair todo dia e vestir sempre o seu melhor sorriso! Pode ser que esse sorriso faça o dia de alguém mais feliz!

19. O mundo não está contra você!

Ele só está concentrado demais em si mesmo! Tente não levar a mal aquela pessoa que não deu a devida atenção ao seu projeto ou que não sorriu de volta no elevador. Elas só estão focadas em si mesmas, nos seus problemas e na sua bolha pessoal. Releve! Mas:

20. Continue sorrindo!

Não deixe que as pessoas te contaminem com alguns vícios da sociedade: continue educado, continue bem humorado, continue fazendo boas ações. Mesmo que não receba nadinha de volta – inclusive um “obrigado”. Seja sempre você mesmo e mantenha a sua essência, independente de quem esteja ao seu redor. Conserve seus hábitos!

21. Muito cuidado!

Com gente que não gosta de cachorros, gente que trata mal o garçom ou o porteiro e gente que só lembra de você depois que recebe o VR! Essas pessoas não estão ao seu lado por quem você é mas sim pelo que pode oferecer. Tudo bem, vai. Gostar de cachorro não define caráter. Mas eu não confio em quem não gosta de bichanos – ou em quem meu cachorro morde. RISOS

22. Desligue o celular de vez em quando… ou não!

Eu comecei a desligar meus aparelhos recentemente, antes de dormir. Não acordo com notificações, não recebo nadica e só vejo no dia seguinte, depois do almoço, depois da academia, de ajudar a mãe, ver a vó e preparar o almoço. Isso me fez bem, até porque, eu preciso desconectar um pouco por causa do stress que me deixou meio doente – mas isso é história pra outro post!

Mas quer saber? Se ficar conectado te faz bem, fique. Esse mimimi de “pare de olhar pro celular e conversem entre si” é a maior lorota! Até porque: saidinhas são combinadas por whatsapp, amizades são feitas por blog, amores nascem do tinder (será?). Inclusive, recomendo esse post sobre o tema!

23. Não temos validade no fundo do pote.

Essa é a verdade que mais me doeu aprender. Sempre fui okay com relação a morte, mas depois da minha síndrome do pânico eu tive dificuldades em aceitar muitas perdas. A última me tocou demais – me doeu muito mais do que eu imaginei. Foi com ela que caiu a minha ficha do quão efêmera é a nossa vida, sabe? Não levamos nada daqui conosco e podemos partir a qualquer momento.

Busco dar o meu melhor em tudo e correr atrás dos meus sonhos. Sempre me pergunto: se algo acontecesse comigo hoje, eu estaria feliz e satisfeita com minhas escolhas e caminhos?

24. Você é linda. Eu também. Todo mundo é lindo.

Não tô bêbada redigindo isso, eu juro. Mas beleza é irrelevante pra mim. Pode me chamar de exagerada, mas gente com espírito porco se torna horrenda, não importa em quantos padrões de beleza se encaixe. Se você é carismático, esforçado, justo, divertido, tem empatia, é humilde: você é lindo. E mesmo que seja egoísta aqui, prepotente ali, sarrista aculá: vai continuar sendo lindo, do seu jeito.

Já encanei muito com beleza e hoje eu aprendi a me aceitar. Cuido da minha saúde e dou o meu melhor para ser legal, justa e útil com todo mundo. Acho que todo mundo tem potencial no mundo, mas algumas pessoas apenas desperdiçam. Ame a si mesmo, respeite os outros. Você é lindo sim!

25. Orgulho faz o que mesmo?

Eu entendo que cada pessoa precisa ter auto estima, precisa se amar e se orgulhar de seus talentos e conquistas. Mas o orgulho, aquele que te coloca sobre os outros, ele faz o que por você? Porque eu sou daquelas que acredita que ninguém é melhor do que ninguém! Gosto musical, escolaridade, religião, raça, carga cultural, nada disso é capaz de definir caráter ou separar limites. A humildade é capaz de te levar a lugares que sua ambição nem imagina! ;)

Lógico que nesses 25 anos de vida eu aprendi muito mais, mas esses 25 itens foram analisados com muita reflexão ultimamente e eu os considero essenciais para o meu cotidiano.

Você tem algum aprendizado para compartilhar comigo?

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • O “15. NA DÚVIDA, EMBARCA E VAI.” pra mim foi super importante. Meu pais sempre me ensinaram o contrário. Me lembro da minha avó falando “Na dúvida, não faça”. E acho que acabei atrasando mil coisas que gostaria de ter feito antes. Ao mesmo tempo, me pergunto se eu teria maturidade pra lidar com elas se tivesse feito naquela época. Depois de um tempo dei a louca e fiz: sai da casa dos meus pais, saí do meu país e virei nômade. O que eu aprendi em 2 anos nessa vida, é mais do que aprendi em todos os outros vivendo no esquema escola-casa-cinema de antes. Não me arrependo. Melhor fazer do que morrer na angústia de nunca ter feito.

    bjs de Filipinas,
    Gabi Barbará
    Barbaridades!

  • Antes de tudo, parabéns! (mesmo que atrasado rsrs’) E ótima lista, Lominha! ^^ Eu acho que nós devemos estar sempre dispostos a aprender, e a vida sempre nos ensina coisas importantes. Recentemente descobri o primeiro item, o 17º e o 19º e pretendo descobrir muito mais! :) Sou dessas que prefere pensar que a vida é uma grande viagem de trem na qual a gente não sabe em qual estação vai ter que descer. Portanto, o melhor é aproveitar muuito com quem amamos e criar boas lembranças, né? ^^
    E obrigada pela lista, viu? Assim eu e um monte de gente podemos aprender tudo isso antes dos 25! hahaha’ :)
    Beijos!

    • Anna, eu sou super fã dessa metáfora! Quem me ensinou foi minha mãe: a vida é a viagem de trem, as oportunidades estão na janela e para viver você não pode simplesmente dormir e esperar o ponto final, certo? Um beijo! <333

  • Esse foi, com certeza um dos posts mais bonitos da semana <3
    Com seu jeitinho e seus trocadilhos conseguiu chamar a minha atenção e falar um monte de verdades que tava precisando ouvir.
    Valeu, mesmo!

    beijo*

  • Que post maravilhoso, gente! Concordo muita coisa e tenho muitos pontos citados a melhorar!

    A melhor frase pra mim foi “O porto é seguro, mas os navios não foram feitos para ficar lá.”

    Merece um quadrinho e ficar sempre à vista pra me lembrar disso.

    Beijos,
    Karine
    http://camisetic.es

  • Querida Paloma! Durante esses 25 anos você aprendeu muito mais do que tudo isso.. aprendeu , pelo que vi, a ser gentil, humana e delicada. Sensível diria! A vida ensina muita coisa, seja na alegria ou na dor.. “eu que sei”, e por tudo que você deve ter vivido durante esses 25 anos, a vida te agraciou com maturidade e pensamentos generosos… E isso sei que aumenta a cada ano..

    Não teve um item que eu não concordasse com você, que não praticasse ou que não queira praticar daqui pra frente…

    O caminho é esse: cabeça aberta pra discernir tudo e mudar quando for preciso e um coração generoso pra viver bem com tudo e com todos..

    Parabéns minha querida… Que Deus te abençoe imensamente! Seja feliz..Sempre!

    Vou compartilhar esse post com uma amiga… muitos deveriam ler… Beijos

  • Weeeeee, parabéns Loma!!
    Acho tão incrível essa sua capacidade mágica de em 99% dos posts me fazer refletir sobre alguma coisa. Esse aqui foi o que mais me motivou nos últimos meses, acho que tá precisando sabe? São dicas que as vezes a gente se esquece, mas eu sempre tento coloca-las em prática, principalmente a parte da empatia – acho isso muito importante nessa vida ~moderna~ onde as pessoas se esqueceram que todo mundo tem problemas. <3

    P.S: Fiz aquele meme do Rotaroots com cinco animes que me marcaram inspirado no seu post também. <3

    • Ah, cê jura que eu faço isso? HAHAHA
      Mas eu escrevi justamente por isso: são lições que eu mesma esqueço e preciso relembrar de vez em quando. Descobertas recentes que a gente pára e pensa: preciso me lembrar que as coisas são mais simples do que isso.
      Tô indo conferir os seus animes *~* Beijos!

  • Sim, você é linda e agora é mais linda por ter feito este post tão maravilhoso e aplicável pra vida até de quem não chegou aos 25 <3 E digo mais, não existe essa de amar mais ou menos, as pessoas tem necessidade de quantificar as coisas para compará-las, mas existem coisas que não dá pra ter noção do quanto é, somente são e fim!

  • Parabéns, Loma! E esse só poderia ser um ótimo texto. Gostei da listagem 25 – 25, mas sei que para chegar aí você aprendeu muito mais. E sabe, a cada tempo ou aniversário a gente sente que aprende muito mais (e isso não quer dizer apenas em quantidade). Eu ainda não sei explicar, tampouco escrever sobre isso, mas estou considerando que depois dos 25 a vida muda de um jeito… Aquela mesma sensação que ocorre aos 15 ou aos 20, mas… Enfim, quando conseguir expressar, eu te conto. Adorei cada tópico, recentemente o tópico 21 tem feito parte intensiva do meu aprendizado afora.

    • Obrigada, lindona! Aniversários para mim são super reflexivos. Não sei se acabo propensa a me recolher e pensar bastante nas minhas escolhas, por causa do meu inferninho astral? HAHAHA Mas essas reflexões me rendem bons aprendizados ;****

  • Meu Deus! A minha vontade era de sair grifando, imprimindo e colando no teto sobre a minha cama quase todos os itens que apontastes. Foi uma boa reflexão essa que tu tivestes, e o fato é que a gente SEMPRE precisa tá fazendo, pra ver se não esquece e enxerga a vida com mais leveza, quando o mundo tudo – inclusive nossa cabeça – tenta fazer a gente pirar em meio aos problemas, pessimismos e coisas do tipo. Gostei demais do teu post e do teu blog! Certamente que foi uma das melhores – senão a melhor – sugestões que tive nesse BlogDay! Conheci você atráves do blog Tagarelando.Net :D bjs!

    • Acho que é isso mesmo, leveza. Ando tão cansada que tô precisando de uma vida mais leve – e esses itens me ajudaram (e ajudam) bastante e ver as coisas com um olhar mais leve, desapegado, sem pressões. Fico muito feliz que gostou do post e do blog, obrigada <3333

  • So tenho a dizer que te admiro ainda mais depois dessa reflexao pessoal, que pra mim foi mais um texto inspiracional!
    Me identifiquei em mtas coisas!!!! (alias, sou alguns anos mais velha que a senhorita) e ja estou “caleijada-cicatrizada” com algumas circunstancias da vida…
    Isso do “nao temos validade no fundo do pote” ainda eh pra mim, um dos piores “aprendizados” da vida.. De vez em qdo, estou bem inspirada, espiritualizada e entendo, aceito! mas de vez em qdo, um medinho vem laaaaaa do fundo e eu fico totalmente desesperada com a “ideia”! :/ mas.. vamos seguindo!
    O importante eh a gente continuar seguindo sempre.. “e se a gente nao sabe pra onde esta indo, qualquer lugar serve!” o importante eh seguir SEMPRE em frente!!!!

    E eu fico mto feliz, de fazer parte da sua caminhada! mesmo longe, de certa forma. :)
    Mtas felicidades, acertos e vitorias nesse novo ano de vida ;]
    E que os tropecos ou pedras que aparecerem no caminho, so te facam crescer ainda mais linda e forte do que ja eh ;]

    Beijao!!!!

    • Acho que cicatrizada é um termo perfeito para a minha fase atual. Aquela coisa de “let it go” muitas pressões e cobranças pessoais e simplesmente deixar a vida seguir o seu fluxo: com as coisas boas e as ruins, também. Muito obrigada pelo seu carinho e a admiração é recíproca! <333

  • Não poderia concordar mais com os tópicos, Lominha, me identifiquei muito em cada um deles. Parabéns mais uma vez, obrigada por trazer esses posts lindos e cheios de inspiração para nossas vidas. <3

  • Super bacana seu post, faz a gente refletir sobre várias coisas e nem precisa estar chegando aos 26, to com 23 e tudo fez bastante sentido pra mim, principalmente sobre a data de validade das pessoas. Tenho visto muita gente legal indo embora muito cedo e deixando aquele vazio, não é legal não.

  • Loma, eu não tinha parado pra pensar mais aprendi muitas destas coisas que vc mencionou e hoje no alto dos meus 32 anos eu aprendi ainda além de não guardar rancor que se é pra perdoar que seja pra seguir em frente .O perdão é uma dádiva e se vai perdoar siga em frente pq não adianta perdoar e ficar remoendo aquilo o tempo todo ou remexendo sempre que dá…Outro dia vi a seguinte frase: se eu não guardo nem dinheiro vou guardar rancor ?E aprendi nas últimas semanas que andar de bicicleta é o melhor exercício físico do mundo…rs…Bjs e amo seu blog.

    • Olha, eu já tive muito problema com perdão. Porque eu relevo, supero, sigo em frente – mas aquilo ainda fica remoendo dentro de mim, sabe? Ou seja, eu não perdoo mesmo, como deveria. Mas vou aprendendo! HAHA obrigada por compartilhar suas lições comigo! <3

  • “Na dúvida, embarca e vai!” acho que estou passando por isso!
    kkkkkkkkkkkkkkkk
    Esse fim de semana será um desses de superar medos e encarar novas oportunidades.
    xD
    Espero que dê tudo certo!!

    Adorei o post Loma!

  • Que lindo!

    Também tenho 25, e cada conselho, cada coisinha, foi lindo demais.
    Estou passando por uma coisa muito ruim, agora, o fim de um relacionamento de três anos, onde me doei demais, então teve coisa ai que tocou de verdade. <3

    • Fico feliz que gostou! Espero que consiga passar por isso com muita força. Quando redigi esse post, tinha terminado um noivado (bem no dia do meu aniversário mesmo). A gente vai tropeçando, mas se acha! Boa sorte ;***

      • Olha só, quando a gente acha que nosso problema é grande demais, sempre descobre que tem alguém com um problema pior. É triste, né. Mas a gente sobrevive, as pessoas queridas e os amigos dão a força necessária. :)

  • Oi Loma!

    Primeiro queria dizer que amo seu blog, venho aqui sempre mas raramente comento… shame on me…

    Mas esse texto me tocou de tantas formas que não tive como não comentar nada. A fala da sua mãe sobre não guardar mágoas é algo que tenho tentado viver dia após dia. A mágoa e o rancor são sentimentos que vão corroendo a gente por dentro e muitas vezes o alvo desse sentimento ruim nem ao menos sabe… Tenho aprendido o quanto o perdão é libertador!

    Já passei um pouco dos 25, to quase nos 30, mas se tem algo que eu aprendi nesse tempo é ter menos expectativa em relação a tudo. Quando a gente tem 15 anos a gente imagina que com 30 a vida vai estar toda resolvida, que você estará no emprego dos seus sonhos, que vai estar casada, com filhos, num bom apartamento, dirigindo um carro, viajando nas férias…. ledo engano…

    os 20 e poucos anos vão passando e você vê que nada disso é verdade e que na verdade, veja só, você de fato não sonhava com nada disso, ou pelo menos não com tudo isso…Tenho aprendido que fazer novas escolhas, sonhar novos sonhos e batalhar por novas mudanças é valido em qualquer momento da vida!!

    Um beijo e feliz aniversário atrasado! ;)

    • eu concordo com tudo, principalmente com a parte das expectativas de quando somos jovens! eu fui aprendendo que a gente muda de caminho sim, o tempo todo, e que isso é normal! obg pelo comentário fofo e cheio de lições <3

  • Olá Loma!
    Encontrei seu blog por acaso,e to adorando todas as suas dicas,e compartilhar experiências é sempre ótimo!
    Fiquei mais impressionada ainda que você curte a cultura coreana.Voilá sou coreana e blogueira rsrsrs
    Esse post eu adorei,pois jájá tbm completo 26primaveras(no meu caso a minha estação é essa kk)e me identifiquei com várias coisas que você escreveu,principalmente o do não confiar em quem não gosta de cachorros FATO!!! hahaha Parabéns com o blog,você dá super dicas,adorei continue assim!
    축하해~~~ ^^
    Beijos Thais.

  • Sempre aprendendo.
    Preciso muito te agradecer, pois sempre que passo por aqui, saio com um aprendizado, um chacoalhão, uma lágrima, um sorriso Wendy…
    Você com certeza é uma anciã num corpo jovem. Parabéns e… obrigada por compartilhar.
    Beijos.

  • Pra variar…. você sempre escrevendo textos deliciosos de se ler! Quando eu penso que eu já li tudo de mais gostoso neste site, vem você e se supera! rsss…
    Como tenho aprendido com você: seus arquivos que me salvam, suas dicas, seu site lindão, tudo é motivo pra eu refletir e melhorar no meu!!!
    Já pedi a Deus pra te abençoar, te proteger e te guiar nesse caminho da vida! Eu não sei se vai dar mas gostaria imensamente que você sentisse o abraço apertado e enviado com muito carinho por mim! Tomara que ele chegue perfeitinho aí na Coréia!
    Parabéns, Lominha e muitas… mas muitas felicidades mesmo!
    Que você seja sempre muito feliz!!
    Beijos,
    Ana

  • “15. Na dúvida, embarca e vai.
    Eu já escrevi sobre isso. Aprendi que o medo de tentar nos impede de aproveitar muitas oportunidades. O porto é seguro, mas os navios não foram feitos para ficar lá. Então, quando bater o medo, de pergunta: vale a pena ficar no porto ou eu deveria sair da minha zona de conforto e encarar o mar? Desse mar, podem surgir grandes vitórias ou grandes derrotas, mas você só vai descobrir navegando!”
    da série frases que eu precisava ler nesse exato momento! Loma iluminando minha vida de blogueira como sempre!