Trauma no aeroporto e minha experiência com a Korean Air

Vou contar duas situações que aconteceram comigo no mesmo dia, uma negativa e uma positiva. Na verdade, uma experiência que tinha tudo para ser traumatizante, mas que acabou se tornando maravilhosa. Esse post envolve duas empresas, a minha opinião, nenhum patrocínio e muita sinceridade. Abre seu coração e vem comigo.

Acordei super cedo no dia 28 de novembro e peguei o ônibus de uma determinada Viação em Praia Grande, rumo ao aeroporto internacional da Guarulhos (GRU). Eu, minhas duas malas médias, minha mochila e um frio na barriga enorme. Após 3h cansativas de viagem, cheguei no aeroporto e fui correndo fazer o check-in.

Korean Air Passaport

Com minha reserva da Korean Air, fui direto para o balcão instruída por uma moça muito simpática. Atendida pelo William (ele tinha um crachá enorme anti-miopia), despachei minhas duas malas, confirmei destino, fui questionada se era meu primeiro voo com a companhia e então fui solicitada a preencher o cartão SkyPass para angariar milhas com minha viagem. William me informou que eu ia amar viajar com a Korean Air, fez questão de reservar uma janela para mim sem ninguém ao meu lado, até aquele momento. Sai do balcão fascinada com o atendimento, que bobinha.

Comi uma empada, troquei dinheiro, fui ao banheiro e me encaminhei para o portão com quase 2h de antecedência do voo. Sou assim, adoro chegar cedo mesmo. Passei pela segurança, tirei notebook da mochila, passei pelo controle de entrada e saída e finalmente sentei em frente ao portão 6. Ufa, só sentar e esperar chamarem meu nome para retirar o meu SkyPass, conforme fui instruída – e tirar foto para o Instagram.

Korean Air Embarque

Fui chamada no alto falante em menos de 10 minutos. Caminhei até o balcão de embarque e o funcionário me disse que meu cartão não se encontrava ali ainda. Perguntei se poderia verificar o motivo de anunciarem meu nome e, como ele estava ocupado atendendo dois senhores coreanos, o funcionário ao seu lado ligou para o balcão de informações do aeroporto.

Meu pesadelo começou ai e tem até trilha sonora pra continuar o meu relato:

Mission Impossible Theme by Mission Impossible on Grooveshark
Com o telefone na orelha, o funcionário (sem crachá anti-miopia, que erro o meu de não ter perguntado seu nome) me perguntou se eu havia utilizado o serviço da Viação. Um funcionário estava com um rapaz alegando que eu havia pego a sua mala por engano. COMOASSIM? Eu não “peguei” nada, meu senhor.

Chorando!!

Não, moço. Péra. A mala é idêntica, a mala tem o meu lenço, a mala foi entregue pelo motorista, que conferiu aquele numerozinho maroto, a mala foi colocada no carrinho sob minha mala laranja. A mala foi despachada! O senhor deve estar enganado.

Comecei a tremer, a pressão começou a subir, coração acelerou e eu perguntei ao funcionário da Korean, com algumas lágrimas escapando: moço, o que eu faço agora? Ele hesitou, pensou, murmurou que eu já estava no portão! Ottoke?

O que fazer, GD? O que?

Acontece que a Korean Air, a partir desse momento, salvou o meu dia e a minha viagem. O funcionário entrou em contato com quem quer que cuida da bagagem, as malas estavam sendo encaminhadas para o avião. Separaram as minhas, encaminharam até a esteira de desembarque internacional.

Enquanto isso, esse mesmo funcionário me guiou até o desembarque: passei por esteira, passei por alfândega – tudo com licença poética, pois eu sequer havia desembarcado do avião. Meu passaporte teve que ser descadastrado pelo policial federal, afinal, eu estava oficialmente em território americano naquele momento.

Se eu dei trabalho e movimentei todo o aeroporto? Magina.

Cheguei ao balcão de informações, ainda guiada pelo pobre rapaz. Encontramos um funcionário da viação com olhar preocupado e um rapaz muito nervoso. “A senhora é a Paloma? Cadê minha mala? O que a senhora fez com minha mala?”

Adeus, mundo!

Eu não sabia se ficava indignada, saia correndo ou se chorava. Nenhuma das três opções, o funcionário da Korean em segundos se direcionou ao rapaz pedindo que ficasse calmo, informando que a mala foi despachada, mas que a empresa estava trazendo de volta e ele mesmo retiraria na esteira. Ainda informou que foi um engano da viação, que a cliente (euzinha) não fazia a menor ideia da troca e solicitou a minha mala ao funcionário da viação para que eu confirmasse, antes que ele efetuasse a devolução.

CLAP CLAP CLAP

Enquanto o funcionário da viação reclamava que ficou sem almoço, descobri que o dono da mala estava indo para a Itália, sozinho (e com a minha mala cheia de pijamas e roupas íntimas). Tremendo, eu pedia desculpas ao rapaz. Foi um erro meu e do motorista. Na verdade, o erro foi dele, o meu erro estava em não ter verificado um serviço que deveria ter sido feito direito. Mas eu não quis brigar, eu só queria entregar a mala pro rapaz que estava desesperado e pegar a minha. Ainda bem que o voo dele era só às 17h.

O funcionário da viação entregou minha mala e informou que haviam aberto para procurar alguma informação de contato minha. Obrigada, vocês mexeram nas minhas calcinhas. Mas acho que esse foi o menor dos constrangimentos, né? Ainda bem que empacoto roupa íntima, mesmo sendo transparente é menos vergonhoso.

Minhas calcinhas, não!

Segundo o moço da Korean Air, quando malas são trocadas assim, é praticamente impossível encontrar: me anunciaram no aeroporto todo, inclusive no terminal 4 (de embarque nacional) pois não sabiam onde eu estava. Tinham apenas meu nome, da passagem preenchida. Imagina o desespero do rapaz, sem saber se encontraria sua mala ou não? Ele tinha um notebook caríssimo na mala, me contou depois. Não faça isso, moço.

O funcionário da Korean Air trouxe a mala do rapaz e me direcionou até o check-in novamente. Lá, atendida novamente pelo William, refiz o meu check-in e fui instruída a embarcar logo: agora faltava menos de 30 minutos.

Passei pela segurança de novo, pelo controle de passaporte de novo e me direcionei ao portão 6, de novo! Aguardei por alguns minutos, enquanto a equipe da Korean organizava o embarque. William caminhou até mim e, me tratando pelo nome, entregou meu SkyPass. Durante o embarque, 3 funcionários envolvidos no processo me perguntaram se tudo havia se resolvido bem. Eu respondia que sim, agradecia por todo o auxílio e pedia desculpas pelo transtorno todo. QUE VERGONHA.

vergonha!

Escutava: “Estamos aqui pra isso, ficamos felizes que tudo se resolveu, faça uma excelente viagem” – Poxa, Korean Air, não faz isso comigo.

Foi assim que a Korean Air resolveu um trauma que sequer foi causado pela companhia. Quanto ao voo? Uma experiência a parte: espaço confortável (se eu disser que senti dor nas pernas, eu tô mentindo), voei sozinha, na janela e atendida por aeromoças absolutamente adoráveis – e lindas: -10 de auto estima nessas 12h de viagem.

myemotionstroy

A comida? Sempre 3 opções, sendo uma coreana. No almoço até provei bibimbap, que vinha com um mini tutorial de como proceder (e a aeromoça me explicou em um inglês impecável de qualquer forma). Assisti Wolverine, Pacific Rim e as 2 temporadas de Sherlock, tinha kpop para ouvir e alguns filmes asiáticos também. Dormi um pouco e usei o banheiro 2 vezes (eu sei, eu sei, mas não dá pra segurar xixi por 12h né?).

Desembarquei sem ao menos lembrar do susto pelo qual passei no GRU. Eu não tenho palavras para descrever meu amor pela Korean Air, uma companhia maravilhosa, respeitosa, com a qual farei questão de voar nas próximas viagens.

E o que aprendemos com esse dia, crianças?

  • Coloque adesivos e neons na sua mala para diferenciar, com nome e telefone;
  • Sempre verifique a mala que recebe do motorista do ônibus;
  • Aproveita e já verifica a mala que você retira na esteira também, vai que né?
  • Guarde computadores e eletrônicos na bagagem de mão, por favor!
  • Mantenha qualquer bem de valor na bagagem de mão, pra ser sincera…
  • Não tenha medo de provar comidas diferentes, inclusive bibimbap, que delícia!
  • Se possível, voe de Korean Air. Você não vai se arrepender!

Minha experiência com a Korean Air começou 2h antes do voo e eu tenho certeza que nenhum outra companhia faria tudo isso por mim. 감사합니다! Quanto ao nome da viação, não citei no post pois não tenho a menor intenção de denegrir imagens. Foi a primeira vez que tive um problema com a empresa (e espero que a última).

E Korean Air, você tá de parabéns pela competência dos seus funcionários!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • OMG OMG, quando li o titulo pensei que a KA tinha dado um problema, mas muito pelo contrario. foram super do <3 nesse coraçãozinho com asas! Ai jesus, pq nao tem ele pra Orlando. Tô indo de Delta, espero boas opinioes futuras.

    Mas cara, como ALGUEM, poe notebook para despachar? QUER SUPER SER ASSALTADO NÉ?

    Muito amor pela sua viagem, e mande mais alows.

    • olha, me apaixonei pela Korean <3 parece que eles querem aumentar o número de voos para outros destinos saindo do Brasil (voos diretos) #oremos ^^ e quanto ao notebook, ele ia colocar na bagagem de mão no aeroporto, mas mesmo assim, né? e ele me contou que note é avaliado em 8.000, deve ser um mac :/ depois me conta sua experiência com a Delta, hein? <33333

  • Ah, é tão bom quando a gente encontra pessoas competentes no nosso caminho, não é? <3
    Mas vem cá… Eu li o post todo, fiquei encantada com o William, mas não consigo entender uma coisa: Qual é o problema com o banheiro? o.o

    Bjs!!

    • Olha, eu fiquei encantada com toda a Korean Air! Nem tinham a obrigação de fazer tudo o que fizeram por mim!

      Quanto ao banheiro, vou te contar: odeio utilizar banheiro em meios de transporte. Antes de viajar eu postei no FB que me incomoda saber que estou viajando com um compartimento de dejetos no mesmo recinto e que seria como andar de bicicleta com um balde de xixi na cestinha. Pessoal tirou o maior sarro da minha cara, por isso compartilhei aqui no post que, sim, eu usei o banheiro. Mas foi inevitável!

      HEHEHE bjos!!

  • Outro dia vi uma moça do meu Facebook que estava viajando pra ficar 10 dias na Itália com uma mochila nas costas. E mais nada. Invejei… mas fiz planos de, quando for viajar, tentar fazer algo parecido, rs (diz isso a pessoa que passa 2 dias na casa da sogra e leva 3 mochilas, rs).

    Que bom que no fim, deu tudo certo!
    Um beijo,
    Re

    • olha, pra ficar dois meses eu trouxe 2 malas médias, mas trouxe nelas presente pro sogro e pro noivo… quando vim em julho fiquei 37 dias com uma mala média só, acho que 10 dias eu faria de mochila facinho! sou super adepta do menos é mais quando se trata de bagagem hehehe

  • Eu ainda não acredito que você mora em Praia Grande e eu ainda não providenciei um encontro direito de blogueiras por aqui (baixada santista)! Poxa, que bom que você foi super bem atendida, porque voei de avião pela primeira vez quando fui à Bienal e tive alguns problemas, que não foram totalmente solucionados. Mas enfim, espero que quando voar novamente nada disso aconteça…

    Beijinhos,
    May :*

  • hahahaha! Que saga hein!? Mas eu te digo uma coisa, são essas coisas que fazem a gente aprender mais lá fora! rs…
    Eu não tive a mesma sorte com abertura de malas, um guarda e uma moça do aeroporto olharam minhas calcinhas e sutiã sem nenhum pudor! Já superei mas, só de lembrar eu dou risada!
    Kiss

  • Que saga, Loma! E que coisa incrível a Korean Air, tô boba de ler. Que gosto a gente tem de ser atendida assim, né, por gente de boa vontade e numa empresa que preza pelo bem estar do cliente de verdade. Boa viagem, aproveita muito e conta tudo pra gente. bjbj

  • Gente, só eu fiquei rindo dos gifs? Ok, parei. Hahahaha e adorei que tenha assistido Sherlock (é, eu presto atenção nos detalhes). Quando a Korean Air, eles devem ser maravilhosos mesmo! Espero um dia poder viajar com essa companhia linda :)

  • Que doideira, cara! Eu tenho um identificador na mala amarelo neon com meu nome justamente pra evitar essas coisas pq minhas malas são mó comuns, fácil de confundir também. xD
    Mas ainda bem que deu tudo certo no final. Achei super atenciosos o pessoal da Korean Air, dá até gosto de viajar por uma companhia assim, né?!
    Beijoos

    • preciso adaptar uns neons na minha mala também HEHEHE a da confusão era a preta, ou seja: super normal! minha laranja nunca deu problema, pq, né? laranja! <3

  • Acho que é a primeira vez que comento por aqui. Queria agradecer pela série que você está fazendo de ajudar a “salvar” os blogs. O meu anda em uma fase meio indefinida, como é pessoal, não tenho muito foco nele e acabo escrevendo de tudo um pouco.

    Quanto à sua viagem, que bom que tudo deu certo no aeroporto! Você deu sorte, pois muitas companhias nem se importariam em resolver o problema rapidamente. Uma vez atrasei um voo porque fui chamada (já estava dentro do avião) pra falarem que eu não havia despachado minha mala. Eu estava com o comprovante, e eles tiveram que catar minha mala já dentro do avião até a encontrarem… E eu com cara de WTH, pois não fiz nada de errado, mas os outros passageiros quase me fuzilaram com os olhos… Qualquer dia contarei minhas aventuras de avião lá no Camilando. :P

    Beijos!

    • mas lindona, o meu também é pessoal e eu falo de tudo um pouco por aqui ;) não é preciso ter um nicho para blogar, viu? blog pessoal já é nicho, então não desanime e vai falando sobre tudo o que der na sua telha <3 se não me engano, você já comentou antes (talvez em algum sorteio?) mas obrigada por comentar, volte sempre <3

  • Que bom que no final deu tudo certo e a Korean air foi super atenciosa e prestativa. Achei profissionalismo exemplar. Que todas fizessem o mesmo. Imagino como deve ter se sentido, acho que eu iria entrar em pânico se acontecesse comigo. Do tipo sentar no chão e chorar? Gosto muito dessa sua série de postagem. Tem ajudado muito. Obrigada por compartilhar. Quando for viajar vou colocar adesivos enormes de identificação na minha mala, para não correr nenhum risco ‘-‘
    beijoos

    • Por um triz eu não sentei no chão e chorei, juro! O que me manteve firme foi a proatividade do atendente em resolver tudo, mas acho que ele fez isso pq viu que eu tava BEM perdida e sem chão :( Não deu nem tempo de desesperar, ele já saiu falando o que eu devia fazer e no que ele ia me ajudar. No final, fez tudo comigo, até o segundo check-in! Ai, Korean <33333333333

    • eu comecei a chorar, juro! mas o funcionário nem me deu tempo de desesperar, saiu resolvendo… assim que é bom! não paguei (muito) mico hahahaha <3

  • Cara, como você escreve bem e como seu blog é legal (desculpa o comentário aleatório, é que não resisto a bons escritores e acabei de conhecer seu blog totalmente por acaso, estou meio que emocionada, sabe xD~)